23 de jun de 2018

Reflexões sobre a Misericórdia Divina - parte 2




Irmãos, dando continuidade à postagem anterior (parte 1), prosseguimos sobre nossas reflexões sobre a Misericórdia Divina:

O Senhor nos chama a olhar para Ele não só como o Deus Todo Poderoso, mas também de outros modos como Ele mesmo nos revela nas Escrituras: como um Santo Companheiro, como Pai, como Esposo de nossas almas, como Redentor, como Amigo e Conselheiro. Deus é Amor. Não podemos esquecer nunca disso. O Amor é Amor.

Deus nos avisou de que teríamos muitas dificuldades no mundo, cruz, sofrimentos diversos, etc. Mas também revelou que nunca estaríamos sós. Ele está conosco sempre, sempre, sempre. Em cada minuto de nossa vida Ele está presente. Deus não dorme e não falha. Nós falhamos, Deus não. Se Ele retirar sua mão, deixaríamos de existir imediatamente. Ele está perto, mais presente do que possamos imaginar; Mais presente do que o ar que você respira. A presença de Deus é um mistério fabuloso a se contemplar.

De quantos instrumentos Deus se utiliza ou se utilizou para nos lembrar Dele quando tantas vezes nos esquecemos Dele? Usou circunstâncias, palavras ou instrumentos para nos dizer: "Ei! Eu estou aqui, filho! Lembra de mim? Estou aqui!". Nos lembrando de sua presença e cuidado. Quantas vezes achamos erroneamente que Ele se esqueceu de nós, quando na verdade, muito pelo contrário, somos nós que nos esquecemos Dele e o buscamos tardiamente, só quando necessitamos de algo. Projetamos em Deus a nossa displicência. Ele não age como nós. Sua presença é real e constante. Crendo ou não nisso, saiba, Ele está aí, sempre esteve e sempre estará. Busque percebê-lo melhor.

A volta de Jesus é iminente. Como diz o Catecismo, depois da Ascensão, o retorno escatológico de Cristo pode ocorrer a qualquer momento. Ele voltará a nós de forma gloriosa e inesperada! Devemos viver Nele o quanto antes! Nos preparar para sua vinda final estando com Ele o máximo possível.

Não podemos esperar ser santos para irmos à Ele. Lancemo-nos nos seus braços de Pai, nos braços do nosso Criador. O Criador Eterno nos ama infinitamente. "Vinde a Mim" - diz Jesus. Ele perdoará os nossos pecados que nos aprisionam a alma. Basta irmos a Ele arrependidos e a Sua Misericórdia se inclina para nós. Não podemos ter medo do Senhor.

Nunca diga: "Eu clamo de manhã, à noite oro, por vários dias e Deus não me ouve". Não irmão, Ele te ouve sim! Ele vem a ti com o seu Sagrado Coração nas mãos para te oferecer e dizer que te ama. Quer trazer Suas Bênçãos para que elas possam florescer no seu coração. Nenhuma súplica feita de coração será em vão. Ele escuta tudo. Não posso dizer o mesmo das orações feitas distraidamente, mecanicamente e frias. Mas as feitas verdadeiramente do coração são ouvidas pelo Senhor, sem dúvida. Ele ouve e te atende. Na oração Ele já começa a te atender. Lá mesmo Ele está presente ainda que não possas vê-Lo nem senti-Lo. Ainda que te sintas na dor, no sofrimento, na secura, pregado na cruz, saiba: Ele está aí, mais perto de ti do que nunca. Ele também sofreu e te entende.

Ele atende suas orações não com o que você quer, mas no que você realmente precisa. Olha que belo! Olha que grandioso! Deus, que sabe o que é o melhor para você mais do que você mesmo julga saber, não lhe dará o que você quer do seu jeito, mas lhe dará infinitamente mais: lhe dará o que você realmente precisa segundo a visão da Providência Divina Sapientíssima. Na sua Infinita Sabedoria Ele vai te dar o correto, na quantidade correta, na qualidade exata e no tempo certeiro.

Às vezes, por causa da nossa cabeça dura, sofremos e ficamos impossibilitados de entender as coisas. Às vezes sofremos por causa da nossa maldade, outra pelas maldades dos outros, outras sem explicação coerente. Mas saiba de uma coisa, a coisa mais importante de todas: Deus tem o poder de transformar todo mal em um bem muito maior. "Tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus", isto é, se agirmos em santidade no meio da tormenta, virá o momento em que Deus vai poder agir e transformar todo mal em um bem maior. Mas se agirmos descontroladamente, com ira, com revolta, com todo o tipo de maldade, então podemos piorar tudo, estragar mais ainda nossos sofrimentos.

Jesus vem a nós com seu Coração Chagado, seu Sagrado Coração, Manso e Humilde a nos oferecer refúgio e socorro. Corra para os braços de Deus durante a tormenta e aguarde a tempestade passar. Saiba que Ele está ao seu lado, creia, Ele também está na barca junto contigo, sofrendo contigo e esperando o momento certo de agir de acordo com a nossa liberdade que Deus nunca quer ferir.

Toma o Sagrado Coração de Jesus que Ele vem a ti te oferecer! É para você! Toma esse Coração que te ama! Não o recuses. Não tenhas receio ou medo. Ele é aquele que mais te ama. Te ama mais do que qualquer criatura possa te amar.

Olha para os passos do Mestre. Siga os passos Dele. Suas pegadas tem sinais do seu precioso sangue. Não siga os passos do mundo, do pecado, da morte e da perdição. As pegadas de Cristo, por mais que estejam manchadas de sangue, se trata de um sangue sagrado, libertador, que te trará paz, segurança e libertação. É um sangue purificador que cura e que traz a verdadeira alegria. Não a falsa alegria que o mundo macaqueia de Deus.

O Senhor ainda sofre por nós. Sofre por amor. Suas chagas estão abertas. Os pecados da nossa geração reabrem suas feridas e Ele sofre. Sofre por causa da nossa maldade. Sofre poque ama. Sofre porque se preocupa conosco e quer nos salvar. Jesus experimenta de novo a dor, tortura, cruz e a sede cruel... Ele tem sede de amor. Sede de almas.

Não há amor na nossa geração. O aborto, a promiscuidade sexual, o divórcio, traições, egoísmo, brigas, assassinatos, ódios, revoltas, mentiras, maldades... Tudo isso fere profundamente o Coração de um Deus que sempre nos amou e fez tudo por nós. Quanta ingratidão, quanto desamor, quanta traição da nossa parte para com Deus! De novo o colocamos na cruz e o recrucificamos...

E ainda assim Ele nos ama...

Nos ama e se preocupa conosco e quer nos salvar. Ele não desiste de nós!

Não desiste de nos curar, de nos chamar, pois quer nos tirar do caminho de morte, quer nos libertar porque somos seus filhos. Somos seus. Por mais que nos afastemos somos Dele. Somos sua semente, nascemos Dele, nascemos para Ele e nunca seremos felizes e realizados senão Nele. É muito amor, irmãos! Mesmo diante de tanta ingratidão da nossa parte, Deus não desiste de nós!

Louvemos, adoremos, glorifiquemos o Senhor! Esse Deus maravilhoso! Ele se rebaixa a nós, míseras criaturas, para nos resgatar da lama e nos elevar a Ele.

Reconheça sua maldade e a partir de hoje não reclame mais de Deus, seja eternamente grato, agradecido. Tudo que fizermos nessa vida nunca será o suficiente, nunca será demais diante de tanto Amor vindo de Deus. Deus nos ama! Deus te ama!


21 de jun de 2018

O inimigo - Papa Pio XII

“Ele se encontra em todo lugar e no meio de todos: sabe ser violento e astuto. Nestes últimos séculos tentou realizar a desagregação intelectual, moral, social, da unidade no organismo misterioso de Cristo. Ele quis a natureza sem a graça, a razão sem a fé; a liberdade sem a autoridade; às vezes a autoridade sem a liberdade. É um 'inimigo' que se tornou cada vez mais concreto, com uma ausência de escrúpulos que ainda surpreende: Cristo sim, a Igreja não! Depois: Deus sim, Cristo não! Finalmente o grito ímpio: Deus está morto; e, até, Deus jamais existiu. E eis, agora, a tentativa de edificar a estrutura do mundo sobre bases que não hesitamos em indicar como as principais responsáveis pela ameaça que pesa sobre a humanidade: uma economia sem Deus, um direito sem Deus, uma política sem Deus. O 'inimigo' tem trabalhado e trabalha para que Cristo seja um estranho na universidade, na escola, na família, na administração da justiça, na atividade legislativa, na assembleia das nações, lá onde se determina a paz ou a guerra."

(Pio XII, Discorso agli uomini di Azione Cattolica, 12 ottobre 1952)

19 de jun de 2018

Reflexões sobre a Misericórdia Divina




Irmãos, a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo para todos!

Começo aqui uma série de reflexões sobra a Misericórdia Divina. Os mistérios do imenso Amor de Deus por nós. É extremamente necessário conhecer o quanto somos amados e quem é esse Maravilhoso Deus que nos ama e nos eleva de míseras criaturas à filhos dotados com o dom da imortalidade, criados à sua Imagem e Semelhança. São mistérios profundos e necessários de se contemplar urgentemente, pois esse 'amor que nos constrange', nos provoca a mudanças profundas em nossas vidas e o desejo de santificar-se, o desejo de agradar aquele que tanto nos ama!

"Nisto temos conhecido o amor: Jesus deu a sua vida por nós. Também nós agora devemos dar a nossa vida pelos nossos irmãos" (1 João 3,16).

Primeiro irmãos, devemos ter a plena consciência de que Jesus não rejeita a ninguém que vem a Ele. Jamais! Ele é Amor e esse amor é para todos nós, por piores que sejamos. O Amor dele se derrama sobre os justos e injustos, incessantemente. É claro que Deus é igualmente justo e retribuirá a cada um o bem ou o mal que tiver praticado. Mas nesse momento aqui queremos fazer uma série de reflexões sobre a Misericórdia e não sobre a Justiça Divina, que terá o seu momento. Aliás, a Misericórdia já cumpre a Justiça e o contrário também, pois esses dois atributos divinos são inseparáveis. Quanto mais aprofundarmos perfeitamente na Misericórdia Divina, mais teremos a dimensão da verdadeira justiça. Se pudéssemos exprimir perfeitamente na nossa língua tais mistérios (o que é impossível), poderíamos dizer mais ou menos que a Justiça Misericordiosa de Deus é uma Misericórdia Justa. Infinita e inabarcável, mas contemplável. Então meditemos sobre ela!

Grandes ou pequenos pecados, todos são poeira diante da Imensidão de um Deus Maravilhoso que ama ao infinito seus filhos. Todos são perdoados! Aos arrependidos Deus sempre se faz acessível, um pai de amor de braços abertos pronto a receber seus filhos. Nos ver pecar causa pena ao Coração Sagrado Daquele que sempre se compadeceu dos fracos. Aquele que ama se coloca vulnerável por amor, sofre pelo amado. Deus quis colocar-se em atitude frágil para nos amar. Uma fragilidade mais forte do que tudo que conhecemos. Deus é infinito. Não confundemos. "A fraqueza de Deus é mais forte que os homens" (1 Coríntios 1,25). Por isso o Amor sofre. O Amor sofreu na cruz por todos nós. O Amor sofre em cada amado que se afasta, que peca, que se perde, por cada ovelha que se fere longe do aprisco, que passa frio, fome e sede. Que se afasta do seu chamado, que se afasta da sua vocação, daquilo que ela é por essência. Deus sofre porque ama. Se não amasse não sofreria. Mas Deus está vivo e presente e sofre em cada filho que diz não a Ele, que o rejeita, que o nega e que se auto-destrói.

Precisamos regressar ao Amor! Regressar às nossas fontes! Regressar à nossa essência! Não é alienação, mas é restauração daquilo que somos por origem. Daquilo que verdadeiramente somos: imagem e semelhança do criador. Por isso Deus nos chama: "Vós vos despistes do homem velho com os seus vícios, e vos revestistes do novo, que se vai restaurando constantemente à imagem daquele que o criou , até atingir o perfeito conhecimento" (Colossenses 3,9-10).

Na verdade, a única coisa que Deus nos pede é amor. Nada mais. Tudo o que ele nos pediu se resume em amar e deixar-se amar. Ele nos criou por amor, para o amor. Deu-nos Jesus Cristo por amor. Deu-nos tudo por amor. Jesus sofreu por nós e morreu na cruz por amor. Porque alguns odeiam o Amor? Porque alguns perseguem e blasfemam quem fez tudo por amor a eles? Porque odeiam o Amor? Porque odeiam suas leis que foram feitas para nossa felicidade? Leis sagradas feitas para nossa própria segurança? Porque tanta revolta? Porque tanto ódio para Aquele que tanto nos amou, amou até o fim, até a morte e morte de cruz?

E no entanto, esse maravilhoso Deus que nos ama, permite-nos a liberdade. A liberdade de dizer não a Ele. Somos livres para odiar a Deus, para quebrar suas leis, de passar a amar mais as riquezas e prazeres do mundo que passa, do que amar aquilo que não passa... Será que nos rebelamos tanto porque não O conhecemos verdadeiramente? A verdadeira razão do ódio dos homens é esse: Não conhecem verdadeiramente Aquele que os ama verdadeiramente.

Vamos então ao encontro Dele! Ele é Amor! Acreditemos Nele! Ele só quer o nosso bem! O melhor para nós! Ele, o Senhor, que as maiores alegrias, delícias e prazeres para nós. Quer a nossa felicidade! Nossa maior felicidade, a verdadeira, só Ele pode nos dar! Porque esperamos? Porque nos desviamos? Porque duvidamos? Porque esquecemos? Se esperarmos, Ele não espera; se nos desviarmos, Ele nos busca; se duvidamos, Ele nunca desiste de nós; se esquecemos, Ele não se esquece nunca de nós! Se não O conhecemos, saibamos que Ele nos conhece antes de existirmos, que nos teceu no seio de nossa mãe, que nos conhece por inteiro, nada lhe é oculto e mesmo vendo nossas sombras, toda nebulosidade é claro como o dia diante de sua imensa luz. Se o odiarmos, Ele sempre nos amará, sempre, eternamente. Mesmo a Ira Divina é manifestação do Amor de Deus, nos dizem os santos. Se pecarmos, Ele nos perdoa, porque esperar? Porque não se arrepender diante de tanto amor? Porque não se render a quem só quer cuidar de ti, limpar tuas feridas e restaurar sua felicidade? Não tenhamos medo Dele. Ele está sempre de braços abertos, sempre, sempre, sempre. Mesmo que você não veja, não sinta, não acredite, Ele está lá, Ele está aí. Ao teu lado a te olhar, a te amar. Não é um olhar de repreensão, mas um olhar de amor que repreende com uma ternura infinita. Se abra, se renda a tanto Amor!!!

Deixe Ele mostrar a Sua Misericórdia Infinita pra você. Deus não pensa como os homens: "Meus pensamentos não são os vossos, e vosso modo de agir não é o meu, diz o Senhor; Tanto como o céu domina a terra, tanto é superior à vossa a minha conduta e meus pensamentos ultrapassam os vossos" (Isaías 55,8-9). Abra o coração e a mente para aprender do Senhor o seu Infinito Amor. Ainda que o crucifiquemos, Ele nos ama... Ainda que ferirmos seu Sagrado Coração, ainda com todas as nossas iniquidades, Ele nos ama. Não é incrível? O Amor de Deus é invencível! Renda-se a esse amor...

O Espírito Santo de Deus está em nós para nos converter ao amor. Ele repousa sobre nós! Não lhe resistamos! Abramos o coração e deixemos que ele nos preencha com todas as suas Graças! Nele nós revigoramos nossas forças, Nele nós reforçamos nossas raízes afim de que possamos permanecer de pé nos dias maus. Nele somos fortalecidos em nossas fraquezas. Sem a fortaleza que ele derrama sobre nós facilmente vamos sucumbir diante das tempestades, perigos, obstáculos... Corramos a Ele que nos ama e que pode revigorar nossas forças e nos fazer fortes contra todo mal.

Não devemos esperar ser santos para ir aos pés do Senhor! Vamos a Ele como estamos e Ele lavará nossas feridas, nos dará um banho tirando toda imundície, nos purificará, perdoará nossos pecados e purificará nossas almas. Um novo frescor experimentaremos. Paz, sossego e felicidade. Porque fugir daquele que só pode nos fazer o bem? Ele quer nos restaurar a dignidade e nos revestir Dele! Deus quer nos revestir de sua Divindade, nos fazer perfeitos filhos no Filho, fazer-nos completamente Dele, um verdadeiro matrimônio espiritual com nossa alma. Ele quer nos mostrar o caminho, cuidar de nós, nos amar, guiar nossos passos para longe dos maus caminhos. Irmãos, Deus é o verdadeiro Pai, deixemo-nos ser amados, deixemo-nos ser filhos deste Pai Amorosíssimo.

Renda-se.

18 de jun de 2018

10 conselhos do Cardeal Burke para sobreviver à crise de confusão na Igreja




O Cardeal Raymond Leo Burke diz que a desorientação e erro entraram na Igreja "de forma diabólica", mas encoraja os católicos a permanecerem firmes na Fé, bem como corajosos e serenos, sabendo que a vitória de Cristo está já garantida.

Sublinhando que os ensinamentos de Cristo não podem mudar, o Cardeal sugeriu estas 10 ideias para ultrapassar a crise na Igreja:

1 - Estudar o Catecismo com mais atenção e estar preparado para defender os ensinamentos da Igreja;

2 - Lembrar-se dos muitos sinais edificantes de fidelidade a Cristo por parte de muitos e bons fiéis, sacerdotes e bispos;

3 - Recorrer à Santíssima Virgem Maria, imitando a união do seu coração com Jesus;

4 - Invocar com frequência, ao longo do dia, a intercessão de São Miguel Arcanjo, porque existe um envolvimento diabólico na disseminação da confusão, divisão e erro dentro da Igreja;

5 - Rezar a São José diariamente para que proteja a Igreja da "confusão e divisão que são sempre obra de Satanás;

6 - Rezar aos grandes Papas santos que guiaram a Igreja em tempos difíceis;

7 - Rezar pelos Cardeais da Igreja para que tenham grande clareza e coragem;

8 - Estar sereno, sabendo que a nossa confiança está em Cristo, que as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja, e evitar um desespero mundano que se expressa em maneiras agressivas e não caridosas.

9 - Estar pronto para aceitar ser considerado ridículo, a incompreensão, a perseguição, o exílio e até a morte para permanecer unido com Cristo na Igreja, seguindo o exemplo de Santo Atanásio e outros grandes santos.

10 - Preservar o amor ao Papa Francisco, rezando fervorosamente por ele e pedindo a intercessão de São Pedro em seu nome.



Fonte:
Edward Pentin in National Catholic Register

17 de jun de 2018

Três coisas essenciais à salvação






«Três coisas são necessárias ao homem para a sua salvação:
A primeira é o conhecimento daquilo que se deve crer
a segunda, conhecer o que se deve desejar
a terceira, conhecer o que se deve realizar
O homem tem o primeiro desses conhecimentos no Símbolo dos Apóstolos (Credo); a Oração Dominical (Pai-nosso) o instrui sobre o que se deve desejar; e os dois preceitos da caridade e os dez mandamentos da lei mostram o que se deve pôr em prática».

S. Tomás de Aquino


Para um estudo profundo destes três itens, recomendo o Catecismo da Igreja Católica, pois todo ele é baseado nestes três pilares.

27 de mai de 2018

Liturgia das Horas brevíssima



Irmãos, a liturgia das horas é uma forma maravilhosa de manter o cristão em oração em vários horários do dia. É bem sabido que os leigos na correria da vida, na maioria das vezes, não tem tempo para se dedicar às várias orações e leituras dos salmos durante o dia. Eu mesmo tenho experimentado isso em minha vida apesar de sempre tentar fazê-lo, mas sem sucesso.

Devido a isso, estou tentando montar recursos brevíssimos para que possamos parar pelo menos alguns segundos para meditação durante o dia e se possível breves orações. Criamos uma sugestão abaixo que você pode seguir à risca ou adaptá-la de acordo com a sua realidade. Não importa, o que é importante é que você possa tentar manter a lembrança e meditação dos mistérios divinos durante o tempo diário, pois esta é a proposta da Liturgia das Horas.

Recomendo a leitura de um post mais antigo em que nós falamos sobre algumas coisas sobre nosso tempo católico, anual, mensal, semanal e diário: http://www.missaocefas.org/2017/10/ciclo-temporal-catolico.html.

Segue abaixo as sugestões por hora litúrgica e a explicação de cada hora:


  • Ofício das Leituras: Pode ser rezado em qualquer horário do dia, mas geralmente faz-se de manhã junto com a Laudes. Aqui temos leituras bíblicas e da Tradição, salmodia e algumas orações. Sugerimos aqui que você faça sua oração pessoal com Lectio Divinae. Eu fiz um vídeo sobre isso que você pode ver aqui: http://www.missaocefas.org/2016/02/oracao-pessoal-e-lectio-divinae.html.
  • Laudes: É a primeira oração do dia. Geralmente ao nascer do sol. Oração de louvor agradecendo a Deus mais um dia e começo do trabalho. Se não puder fazer a Laudes mesmo (o que seria o ideal) sugerimos aqui a contemplação do Santo Rosário.
  • Horas Médias: As horas médias são compostas de três horários distintos, às 9 da manhã, ao meio dia e às 15 horas da tarde. Para este período, que é o mais crítico, onde geralmente os leigos estão no trabalho, na correria do dia a dia, criamos três perfis de santos nas redes sociais que estarão publicando frases e textos breves para meditação nestes horários onde cada um pode configurar facilmente para receber notificação e ser avisado. A quem puder parar para ler, será bom, para quem puder parar, ler, meditar e fazer uma breve oração, será melhor ainda. Segue abaixo os horários médios com seus nomes específicos e a explicação de cada perfil que estará publicando: 
  1. Hora Terça que é rezada às 09:00h. Nesse horário selecionamos textos dos Padres da Igreja, o grande período Patrístico do início da nossa Igreja em que se guardou e solidificou o Sagrado Depósito pela Santa Tradição Apostólica. Para receber notificação você pode seguir tanto no Twitter quanto no Telegram acionando a notificação correspondente ao canal que preferir. O link para o Twitter dos Padres da Igreja é https://twitter.com/Patristico e o link para o Canal no Telegram é https://t.me/Patristico. Tentaremos manter diariamente um publicação às 9 da manhã dos Padres da Igreja. Acompanhe, medite e ore conosco.
  2. Hora Sexta que é rezada às 12:00h. Nesse horário selecionamos textos dos Padres do Deserto. Homens embriagados de Deus com grande conhecimento do ser humano que nos deixaram textos profundos e transformadores. O link para o Twitter dos Padres do Deserto é https://twitter.com/PadresdoDeserto e o link para o Canal no Telegram é https://t.me/padresdodeserto. Tentaremos manter diariamente um publicação ao meio dia. Acompanhe, medite e ore conosco. 
  3. Hora Nona ou Noa que é rezada às 15:00h, costumeiramente chamada hora da paixão. Nesse horário selecionamos textos de S. Tomás de Aquino, o Santo Doutor Mestre em Teologia. O estudo dos seus escritos é recomendado por vários papas e concílios. O link para o Twitter de S. Tomás de Aquino é https://twitter.com/STomasAquino e o Canal no Telegram é https://t.me/STomasAquino. Manteremos publicação todos os dias às 15 horas. Acompanhe, medite e ore conosco. 
  • Vésperas: São as orações do fim da tarde e início da noite, geralmente recomendada para o pôr do sol. Agradecimento pelo fim do dia. Se não puder fazer as Vésperas mesmo, faça uma oração de revisão sobre tudo o que ocorreu no dia e o que foi meditado, complementando a contemplação da Lectio Divinae feita pela manhã ou a meditação do Santo Rosário.
  • Completas: Para ser rezada à noite em preparação para dormir. Faz-se o ato de contrição entre outras orações. Aqui é importantíssimo fazer o exame de consciência diário recomendado e as orações junto à família antes de dormir.


É claro que o ideal seria se todos pudessem rezar o Ofício completo, mas aqui queremos não 'viciar' quem pode doar mais numa coisa 'menor', mas apenas compartilhar umas ferramentas que eu mesmo fiz para sanar minhas limitações. Faça parte desta busca por manter a oração em nossos lábios e a meditação em nossa mente durante todo o dia, santificando assim nosso trabalho e nossa vida diária. Que possamos nos unir buscando meios para minimizar as distâncias e facilitar o acesso ao Sagrado. Se você tiver outras idéias ou contribuições deixe seu comentário abaixo. Deus lhe abençoe. Shalom.


19 de abr de 2018

Novena à Santa Gianna Bereta Molla




Irmãos, em janeiro eu fiz um podcast sobre a maravilhosa vida de Santa Gianna Bereta Molla, uma médica pediatra que nos deixou um grande exemplo de luta pela vida. Hoje é o dia de começarmos a novena pedindo sua intercessão por nossas famílias e as famílias do mundo inteiro que passam pro grandes tribulações. Deixo abaixo dois links. Um para o podcast para você baixar o áudio e escutar sobre a vida dela e outro sobre uma linda novena do site da Comunidade Shalom. Vamos viver este tempo forte de oração pelas famílias. Acompanhe e compartilhe divulgando para seus contatos:





"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.