19 de ago de 2008

Jogos Olímpicos: Ninguém nasce vencedor


Ainda que haja alguns bons jogadores no futebol brasileiro que se apresentam como "atletas" de Cristo, certamente são poucas as pessoas que associam jogos olímpicos com qualquer referência religiosa ou moral. E, no entanto, desde seu início, no ano de 776 a.C., os jogos traziam marcas de religiosidade. Isto é tão verdadeiro que o majestoso templo que dominava o estádio e a cidade de Olímpia era dedicado a Zeus. Curiosamente, embora as presentes olimpíadas se realizem na "República popular da China", comandada pelo partido comunista, os organizadores não deixaram de pensar no aspecto religioso: armaram templos improvisados para atender às expressões religiosas dos 16 mil atletas participantes. Curioso também é que o apóstolo São Paulo faz várias referências aos jogos olímpicos. Numa insiste que é preciso correr e combater com perseverança (Hebreus 12,1); noutra assegura que ele próprio está "correndo para a meta" (Filipenses 3, 13-14). A terceira referência é bem mais explícita e de grande densidade teológica.De fato, na sua Primeira carta aos Coríntios (9, 24-27), ele não apenas faz referência, mas estabelece uma série de paralelos muito significativos entre aqueles jogos e a vida cristã. Vale à pena visualizar esta passagem. Depois de observar que todos correm, mas só um recebe o prêmio, ele continua incentivando os cristãos para conquistarem o prêmio. Entretanto, São Paulo faz uma importante observação: "quem se prepara para a luta abstém-se de tudo, e isto para alcançar uma coroa perecível; nós porém, para alcançarmos uma coroa imperecível". Concretamente, isto significa: na vida de todos, assim como ocorre com os atletas, ninguém nasce vencedor: torna-se vencedor na medida em que pratica a "ascese", ou seja, abstém-se de tudo o que poderia desviar do objetivo e persevera através de muitos exercícios.Entendidas desta forma, as Olimpíadas nos apresentam uma concepção ética não muito apreciada em nossos dias, mas indispensável para quem quiser ser vencedor.
Dr. Frei Antônio Moser

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.