9 de ago de 2008

Liturgia Diária!!!

Sabado, dia 09 de Agosto de 2008
Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein), religiosa, mártir, padroeira da Europa, +1942



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Thomas More : «Creio! Ajuda a minha incredulidade» (Mc 9, 24)

Leituras

Habacuc 1,12-17.2,1-4.
Não és Tu, Senhor, desde o princípio, o meu Deus e o meu santo? Nós não
morreremos. Tu estabeleceste, Senhor, os caldeus para exercerem a justiça,
como uma rocha, Tu os constituíste para castigar.
Os teus olhos são demasiado puros para ver o mal, não podes contemplar a
opressão. Porque contemplas, em silêncio, os traidores, quando devoram os
que são mais justos do que eles?
Tratas os homens como peixes do mar, como répteis que não têm dono.
Eles pescam-nos a todos no anzol, arrastam-nos com a sua rede, recolhem-nos
em seu cesto e depois alegram-se e exultam.
Por isso, oferecem sacrifícios às suas artes de pesca, e incenso à sua
rede, porque, graças a elas, recolhem gordas porções e suculentos manjares.

Continuarão eles a esvaziar a sua rede, massacrando povos sem piedade?
Vou ficar de pé no meu posto de guarda, vou colocar-me sobre a muralha, vou
ficar à espreita para ver o que Ele me diz, que resposta dá à minha queixa.

Então o Senhor respondeu-me: «Escreve a visão, grava-a em tabuínhas, para
que possa ser lida facilmente.
Porque é uma visão para um tempo fixado: ela aspira pelo seu termo e não
falhará. Se tardar, espera por ela igualmente; que ela cumprir-se-á, com
toda a certeza não falhará.
Eis que sucumbe o que não tem a alma recta, mas o justo viverá pela sua
fidelidade.»


Salmos 9(9A),8-9.10-11.12-13.
Mas o SENHOR é rei pelos séculos. Ele preparou o seu trono para o
julgamento.
assim julgará o mundo com justiça, governará as nações com equidade.
SENHOR é o refúgio do oprimido; a sua defesa, no tempo de angústia.
Os que conhecem o teu nome, SENHOR, confiam em ti, pois nunca abandonaste
quem te procura.
Cantai ao SENHOR, que habita em Sião; anunciai as suas obras entre as
nações.
Ele persegue os assassinos, lembra-se deles, não esquece o clamor dos
infelizes.


Mateus 17,14-20.
Quando eles chegaram perto da multidão, um homem aproximou se de Jesus,
ajoelhou-se a seus pés e
disse lhe: «Senhor, tem piedade do meu filho. Ele tem ataques e está muito
mal. Cai frequentemente no fogo e muitas vezes na água.
Apresentei-o aos teus discípulos, mas eles não puderam curá-lo.»
Disse Jesus: «Geração descrente e perversa! Até quando estarei convosco?
Até quando vos hei-de suportar? Trazei-mo cá.»
Jesus falou severamente ao demónio, e este saiu do jovem que, a partir
desse momento, ficou curado.
Então, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram-lhe em
particular: «Porque é que nós não fomos capazes de expulsá-lo?»
Disse-lhes Ele: «Pela vossa pouca fé. Em verdade vos digo: Se tiverdes fé
como um grão de mostarda, direis a este monte: 'Muda-te daqui para acolá',
e ele há-de mudar-se; e nada vos será impossível.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Thomas More (1478-1535), estadista inglês, mártir
Diálogo do Conforto contra a Tribulação

«Creio! Ajuda a minha incredulidade» (Mc 9, 24)

«Senhor, aumenta-nos a fé!» (Lc 17, 6). Meditemos nas palavras de Cristo e
compreendamos que, se não permitíssemos que a nossa fé amornasse, ou mesmo
que esfriasse, que perdesse a força, fazendo devanear os nossos pensamentos
por futilidades, deixaríamos de dar importância às coisas deste mundo,
juntaríamos a nossa fé num cantinho da alma.

Semearíamos então o grão de mostarda no jardim do nosso coração, depois de
termos arrancado todas as ervas daninhas, e a semente cresceria. Com firme
confiança na palavra de Deus, afastaríamos uma montanha de aflições; mas,
se a nossa fé for vacilante, nem um montinho de terra seremos capazes de
deslocar. Para terminar esta conversa, dir-vos-ei que, dado que o conforto
espiritual pressupõe sempre uma base de fé, fé que só Deus nos pode dar,
não devemos cessar nunca de lha pedir.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.