11 de ago de 2008

Liturgia Diária!!!

Segunda-feira, dia 11 de Agosto de 2008
Santa Clara de Assis, virgem, fundadora, +1253



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Paciano de Barcelona : Libertados pelo Filho do Homem que se entrega às mãos dos homens

Leituras

Ezeq. 1,2-5.24-28.
No quinto dia do mês - era o quinto ano do cativeiro do rei Joiaquin -
a palavra de Deus foi dirigida a Ezequiel, filho do sacerdote Buzi, na
Caldeia, nas margens do rio Cabar, e a mão do SENHOR estava sobre ele.
Olhando vi que do norte soprava um vento fortíssimo: uma nuvem espessa
acompanhada de um clarão e uma massa de fogo resplandecente à volta; no
meio dela, via-se algo semelhante ao aspecto de um metal resplandecente.
E ao centro, distinguia-se a imagem de quatro seres viventes, todos com
aspecto humano.
Eu escutava o ruído das asas como o barulho das grandes torrentes, como a
voz do Omnipotente, quando eles avançavam, ou como o ruído do campo de
batalha; quando paravam, as asas baixavam.
E, por cima da abóbada, que ficava sobre as suas cabeças, fazia-se um
grande ruído; quando paravam, as asas baixavam.
Pela parte de cima da abóbada, que ficava sobre as suas cabeças, estava uma
coisa semelhante a pedra de safira, em forma de trono, e sobre esta espécie
de trono, no alto, pela parte de cima, um ser com aspecto humano.
E verifiquei que, do que parecia ser da cintura para cima, tinha como que
um brilho vermelho, algo como fogo, à sua volta; e da cintura para baixo,
vi como que fogo, espalhando um clarão à sua volta.
O esplendor à sua volta parecia o arco-íris que aparece nas nuvens nos dias
de chuva. Era algo que tinha o aspecto da glória do SENHOR. Contemplei e
prostrei-me com o rosto por terra. E ouvi uma voz que falava.


Salmos 148(147),1-2.11-12.12-14.14.
Louvai ao SENHOR do alto dos céus; louvai-o nas alturas!
Louvai-o, todos os seus anjos; louvai-o, todos os seus exércitos celestes!
Louvai-o, reis do mundo e todos os povos; todos os chefes e governantes do
mundo;
os jovens e as donzelas, os velhos e as crianças!
os jovens e as donzelas, os velhos e as crianças!
Louvem todos o nome do SENHOR, pois só o seu nome é sublime e a sua glória
está acima do céu e da terra!
Ele engrandeceu a força do seu povo, Ele é a honra de todos os seus fiéis,
dos filhos de Israel, seu povo amigo.
Ele engrandeceu a força do seu povo, Ele é a honra de todos os seus fiéis,
dos filhos de Israel, seu povo amigo.


Mateus 17,22-27.
Estando reunidos na Galileia, Jesus disse-lhes: «O Filho do Homem tem de
ser entregue nas mãos dos homens,
que o matarão; mas, ao terceiro dia, ressuscitará.» E eles ficaram
profundamente consternados.
Entrando em Cafarnaúm, aproximaram-se de Pedro os cobradores do imposto do
templo e disseram-lhe: «O vosso Mestre não paga o imposto?»
Ele respondeu: «Paga, sim». Quando chegou a casa, Jesus antecipou-se,
dizendo: «Simão, que te parece? De quem recebem os reis da terra impostos e
contribuições? Dos seus filhos, ou dos estranhos?»
E como ele respondesse: «Dos estranhos», Jesus disse-lhe: «Então, os filhos
estão isentos.
No entanto, para não os escandalizarmos, vai ao mar, deita o anzol, apanha
o primeiro peixe que nele cair, abre-lhe a boca e encontrarás lá um
estáter. Toma-o e dá-lho por mim e por ti.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Paciano de Barcelona ( ? – c. 390), bispo
Homilia sobre o baptismo, 7

Libertados pelo Filho do Homem que se entrega às mãos dos homens

Todos os povos foram libertados, por Nosso Senhor Jesus Cristo, das forças
que os mantinham cativos. Foi Ele, sim, Ele, quem nos resgatou. Como diz o
apóstolo Paulo: «perdoou-nos todas as nossas faltas, anulou o documento
que, com os seus decretos, era contra nós; aboliu-o inteiramente, e
cravou-o na cruz. Depois de ter despojado os Poderes e as Autoridades,
expô-los publicamente em espectáculo, e celebrou o triunfo que na cruz
obtivera sobre eles.» (Col 2, 13-15). Ele libertou os presos acorrentados e
quebrou as correntes, como David o dissera: «O Senhor salva os oprimidos, o
Senhor liberta os prisioneiros, o Senhor dá vista aos cegos». E ainda:
«Senhor, quebraste as minhas cadeias, hei-de oferecer-te sacrifícios de
louvor» (Sl 145, 7-8; 115, 16-17).

Sim, ficámos libertos das correntes, nós que fomos reunidos ao chamado do
Senhor pelo sacramento do baptismo [...]. Fomos libertados pelo sangue de
Cristo e pela invocação do seu nome [...] Portanto, ó bem-amados, fomos
para todo o sempre lavados pela água do baptismo, para todo o sempre
estamos libertos, para todo o sempre acolhidos no seu Reino imortal. Para
todo o sempre serão «Feliz aquele a quem é perdoada a culpa e absolvido o
pecado» (Sl 31, 1; Rm 4,7). Mantende com coragem o que haveis recebido,
conservai-o para vossa felicidade, não volteis a pecar. De ora em diante,
conservai-vos puros e irrepreensíveis para o dia do Senhor.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.