17 de ago de 2008

Liturgia Diária!!!

Domingo, dia 17 de Agosto de 2008
XX Domingo Comum (semana IV do saltério)
S. Jacinto, presbítero, apóstolo da Polónia, +1257



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Guilherme de Saint-Thierry : «Filho de David, tem piedade de mim»

Leituras

Is. 56,1.6-7.
Eis o que diz o SENHOR: «Respeitai o direito, praticai a justiça, porque a
minha salvação está mesmo a chegar, e a minha vitória prestes a aparecer.
Quanto aos estrangeiros que se converterem ao SENHOR, para o servirem e
amarem e serem seus servos, se guardarem o sábado sem o profanar, e forem
fiéis à minha aliança,
hei-de conduzi-los ao meu santo monte, hei-de cumulá-los de alegria na
minha casa de oração; os seus holocaustos e sacrifícios ser-me-ão
agradáveis sobre o meu altar, porque a minha casa é casa de oração, e assim
será para todos os povos


Salmos 67(66),2-3.5.6.8.
Deus se compadeça de nós e nos abençoe, faça brilhar sobre nós a luz do seu
rosto.
Sejam conhecidos na terra os teus caminhos e entre as nações, a tua
salvação!
Alegrem-se e exultem as nações, porque julgas os povos com justiça e
governas as nações sobre a terra.
Que os povos te louvem, ó Deus! Todos os povos te louvem!
Que Deus nos abençoe; e o seu temor chegue aos confins da terra!


Romanos 11,13-15.29-32.
É a vós, os gentios, que eu digo isto: exactamente como Apóstolo dos
gentios que sou, enalteço este meu ministério,
para ver se provoco o ciúme dos que são da minha carne e salvo alguns
deles.
Porque, se a sua rejeição serviu para a reconciliação do mundo, que irá ser
a sua admissão senão uma passagem da morte à vida?
É que os dons e o chamamento de Deus são irrevogáveis.
Outrora vós desobedecestes a Deus, mas agora alcançastes misericórdia,
devido à desobediência deles;
do mesmo modo, também eles desobedeceram agora, em favor da misericórdia
que alcançastes, para que também eles venham agora a alcançar misericórdia.

Porque Deus encerrou a todos na desobediência, para com todos usar de
misericórdia. Glória a Deus para sempre!


Mateus 15,21-28.
Jesus partiu dali e retirou-se para os lados de Tiro e de Sídon.
Então, uma cananeia, que viera daquela região, começou a gritar: «Senhor,
Filho de David, tem misericórdia de mim! Minha filha está cruelmente
atormentada por um demónio.»
Mas Ele não lhe respondeu nem uma palavra. Os discípulos aproximaram-se e
pediram-lhe com insistência: «Despacha-a, porque ela persegue-nos com os
seus gritos.»
Jesus replicou: «Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de
Israel.»
Mas a mulher veio prostrar-se diante dele, dizendo: «Socorre-me, Senhor.»
Ele respondeu-lhe: «Não é justo que se tome o pão dos filhos para o lançar
aos cachorros.»
Retorquiu ela: «É verdade, Senhor, mas até os cachorros comem as migalhas
que caem da mesa de seus donos.»
Então, Jesus respondeu-lhe: «Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se como
desejas.» E, a partir desse instante, a filha dela achou-se curada.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Guilherme de Saint-Thierry (c. 1085-1148), monge beneditino, depois cisterciense
Orações de meditação, nº 2

«Filho de David, tem piedade de mim»

Por vezes, Senhor, sinto-Te passar; Tu não Te deténs junto de mim, passas
adiante, mas eu grito-Te como a cananeia. Ousarei aproximar-me de Ti?
Certamente, porque os cãezinhos expulsos da casa do dono não deixam de
voltar e, mantendo guarda à casa, recebem todos os dias o seu pedaço de
pão. Expulso, eis-me aqui novamente; mandado embora, clamo; escorraçado,
suplico. Assim como os cãezinhos não podem viver longe dos homens, assim
também a minha alma não consegue viver longe do meu Deus!

Abre-me, Senhor! Que eu chegue junto de Ti, para ser inundado com a Tua
luz. Tu habitas nos céus, Tu escondeste-Te nas trevas, na nuvem escura.
Como diz o profeta: «Envolvestes-vos numa nuvem, para impedir que a prece a
atravessasse» (Lam 3, 44). Apodreço aqui na terra, o meu coração como que
num lodaçal. [...] As Tuas estrelas deixaram de brilhar para mim, o sol
escureceu, a lua já não ilumina. Oiço cantar os Teus altos feitos nos
salmos, nos hinos e nos cantos espirituais; no Evangelho, os Teus gestos e
as Tuas palavras resplandecem de luz; os exemplos dos Teus servos [...], as
ameaças e as promessas das Tuas Escrituras de verdade, impõem-se a meus
olhos e vêm bater à surdez dos meus ouvidos. O meu espírito, porém,
endureceu; aprendi a dormir diante do esplendor do sol; habituei-me a
deixar de ver aquilo que se me oferece desta maneira. [...]

Até quando, Senhor, até quando tardarás a rasgar os céus, a vir socorrer o
meu torpor? (Sl 12, 1; Is 64, 1). Que eu deixe de ser o que sou [...], que
me converta e que regresse ao chegar a noite, como um cãozito faminto.
Percorro a Tua cidade, peregrina ainda em parte neste mundo, embora a
maioria dos seus habitantes já tenha encontrado a sua alegria nos céus.
Talvez também eu encontre aí a minha habitação.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.