1 de set de 2008

Liturgia Diária!!!

Segunda-feira, dia 01 de Setembro de 2008
Santa Beatriz da Silva, virgem, fundadora. +1490



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Santo Ambrósio : Pela fé, receber a cura e entrar na verdadeira vida

Leituras

1 Cor. 2,1-5.
Eu mesmo, quando fui ter convosco, irmãos, não me apresentei com o
prestígio da linguagem ou da sabedoria, para vos anunciar o mistério de
Deus.
Julguei não dever saber outra coisa entre vós a não ser Jesus Cristo, e
este, crucificado.
Estive no meio de vós cheio de fraqueza, de receio e de grande temor.
A minha palavra e a minha pregação nada tinham dos argumentos persuasivos
da sabedoria humana, mas eram uma demonstração do poder do Espírito,
para que a vossa fé não se baseasse na sabedoria dos homens, mas no poder
de Deus.


Salmos 119,97.98.99.100.101.102.
Quanto amo, SENHOR, a tua lei! Nela medito todos os dias.
Fizeste-me mais sábio do que os meus inimigos, porque os teus mandamentos
estão sempre comigo.
Tornei-me mais sábio do que todos os mestres, porque medito sempre nos teus
preceitos.
Entendo mais do que os anciãos, porque cumpro as tuas instruções.
Desviei os meus pés de todo o mau caminho para obedecer às tuas palavras.
Não me tenho desviado das tuas sentenças, pois és Tu quem me ensina.


Lucas 4,16-30.
Veio a Nazaré, onde tinha sido criado. Segundo o seu costume, entrou em dia
de sábado na sinagoga e levantou-se para ler.
Entregaram-lhe o livro do profeta Isaías e, desenrolando-o, deparou com a
passagem em que está escrito:
«O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu para anunciar a
Boa-Nova aos pobres; enviou-me a proclamar a libertação aos cativos e, aos
cegos, a recuperação da vista; a mandar em liberdade os oprimidos,
a proclamar um ano favorável da parte do Senhor.»
Depois, enrolou o livro, entregou-o ao responsável e sentou-se. Todos os
que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele.
Começou, então, a dizer-lhes: «Cumpriu-se hoje esta passagem da Escritura,
que acabais de ouvir.»
Todos davam testemunho em seu favor e se admiravam com as palavras repletas
de graça que saíam da sua boca. Diziam: «Não é este o filho de José?»
Disse-lhes, então: «Certamente, ides citar-me o provérbio: 'Médico, cura-te
a ti mesmo.' Tudo o que ouvimos dizer que fizeste em Cafarnaúm, fá-lo
também aqui na tua terra.»
Acrescentou, depois: «Em verdade vos digo: Nenhum profeta é bem recebido na
sua pátria.
Posso assegurar-vos, também, que havia muitas viúvas em Israel no tempo de
Elias, quando o céu se fechou durante três anos e seis meses e houve uma
grande fome em toda a terra;
contudo, Elias não foi enviado a nenhuma delas, mas sim a uma viúva que
vivia em Sarepta de Sídon.
Havia muitos leprosos em Israel, no tempo do profeta Eliseu, mas nenhum
deles foi purificado senão o sírio Naaman.»
Ao ouvirem estas palavras, todos, na sinagoga, se encheram de furor.
E, erguendo-se, lançaram-no fora da cidade e levaram-no ao cimo do monte
sobre o qual a cidade estava edificada, a fim de o precipitarem dali
abaixo.
Mas, passando pelo meio deles, Jesus seguiu-o seu caminho.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Santo Ambrósio (c. 340-397), bispo de Milão e doutor da Igreja
Os Mistérios, 16-21

Pela fé, receber a cura e entrar na verdadeira vida

Naaman era sírio, tinha lepra e ninguém conseguia purificá-lo da doença.
[...] Foi a Israel e Eliseu ordenou-lhe que se banhasse sete vezes no
Jordão. Então Naaman pensou que os rios da sua pátria tinham águas
melhores, nas quais ele se tinha banhado muitas vezes sem ter sido
purificado da lepra. [...] Mas acabou por se banhar e, imediatamente
purificado, compreendeu que a purificação não vem das águas, mas da graça.
[...]

Foi por isso que [no dia do teu baptismo] te disseram: não creias apenas
naquilo que vês, porque poderias dizer, também tu, como Naaman. É esse o
grande mistério que «nem o olho viu, nem o ouvido ouviu, nem jamais passou
pelo pensamento do homem» (1Cor 2, 9)? Vejo água, como sempre vi! Terá esta
água o poder de me purificar, quando tantas vezes me banhei nela sem ser
purificado? Aprende que a água não purifica sem o Espírito.

E foi por isso que leste que, no baptismo, «três são os que testificam: o
Espírito, a água e o sangue» (1Jo 5, 7-8). É que, se retirares um que seja,
o sacramento do baptismo desaparece. Com efeito, o que é a água sem a cruz
de Cristo? É um vulgar elemento, sem qualquer alcance sacramental. E, da
mesma maneira, sem água não há mistério do novo nascimento, porque «quem
não nascer da água e do espírito não pode entrar no Reino de Deus» (Jo 3,
5). O catecúmeno acredita na cruz do Senhor Jesus, cujo sinal recebeu; mas,
se não tiver sido baptizado em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo,
não pode receber o perdão dos seus pecados, nem acolher o dom da graça
espiritual.

O sírio Naaman mergulhou sete vezes, segundo a Lei; tu, porém, foste
baptizado em nome da Trindade. Tu confessaste a tua fé no Pai, confessaste
a tua fé no Filho, confessaste a tua fé no Espírito Santo. Recorda a
sucessão destes factos. Nesta fé, morreste para o mundo, ressuscitaste para
Deus.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.