3 de set de 2008

Liturgia Diária!!!

Quarta-feira, dia 03 de Setembro de 2008
S. Gregório Magno, Papa, Doutor da Igreja, +604



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Santa Teresa de Ávila : "Saíu e retirou-se para um local deserto"

Leituras

1 Cor. 3,1-9.
Quanto a mim, irmãos, não pude falar-vos como a simples homens espirituais,
mas como a homens carnais, como a criancinhas em Cristo.
Foi leite que vos dei a beber e não alimento sólido, que ainda não podíeis
suportar. Nem mesmo agora podeis, visto que sois ainda carnais.
Pois se há entre vós rivalidades e contendas, não é porque sois carnais e
procedeis de modo meramente humano?
Quando um diz: «Eu sou de Paulo»; e outro: «Eu sou de Apolo», não estais a
proceder como simples homens?
Pois, quem é Apolo? Quem é Paulo? Simples servos, por cujo intermédio
abraçastes a fé, e cada um actuou segundo a medida que o Senhor lhe
concedeu.
Eu plantei, Apolo regou, mas foi Deus quem deu o crescimento.
Assim, nem o que planta nem o que rega é alguma coisa, mas só Deus, que faz
crescer.
Tanto o que planta como o que rega formam um só, e cada um receberá a
recompensa, conforme o seu próprio trabalho.
Pois, nós somos cooperadores de Deus, e vós sois o seu terreno de cultivo,
o edifício de Deus.


Salmos 33(32),12-13.14-15.20-21.
Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR, o povo que Ele escolheu para sua
herança.
Do céu, o SENHOR contempla e vê toda a humanidade;
do trono em que está sentado, observa todos os habitantes da terra.
Ele formou o coração de cada homem e discerne todas as suas obras.
nossa alma espera no SENHOR; Ele é o nosso amparo e o nosso escudo.
Nele se alegra o nosso coração e em seu nome santo confiamos.


Lucas 4,38-44.
Deixando a sinagoga, Jesus entrou em casa de Simão. A sogra de Simão estava
com muita febre, e intercederam junto dele em seu favor.
Inclinando-se sobre ela, ordenou à febre e esta deixou-a; ela erguendo-se,
começou imediatamente a servi-los.
Ao pôr-do-sol, todos quantos tinham doentes, com diversas enfermidades,
levavam-lhos; e Ele, impondo as mãos a cada um deles, curava-os.
Também de muitos saíam demónios, que gritavam e diziam: «Tu és o Filho de
Deus!» Mas Ele repreendia-os e não os deixava falar, porque sabiam que Ele
era o Messias.
Ao romper do dia, saiu e retirou-se para um lugar solitário. As multidões
procuravam-no e, ao chegarem junto dele, tentavam retê-lo, para que não se
afastasse delas.
Mas Ele disse-lhes: «Tenho de anunciar a Boa-Nova do Reino de Deus também
às outras cidades, pois para isso é que fui enviado.»
E pregava nas sinagogas da Judeia.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Santa Teresa de Ávila (1515-1582), carmelita, doutora da Igreja
O Caminho da Perfeição, cap. 26/28

"Saíu e retirou-se para um local deserto"

Como não recordar um Mestre como este, que nos ensinou a oração, que a
ensinou com tanto amor e com um tão vivo desejo de que ela nos seja
proveitosa?... Sabeis que Ele nos ensina a rezarmos no isolamento. É assim
que Nosso Senhor fazia sempre, quando rezava, não que isso lhe fosse
necessário, mas porque queria dar-nos o exemplo. Já dissemos que não
seríamos capazes de falar ao mesmo tempo a Deus e ao mundo. Ora não fazem
outra coisa os que recitam as suas orações e, ao mesmo tempo, escutam o que
se diz à volta deles, ou se demoram nos pensamentos que lhes ocorrem sem se
preocuparem em afastá-los.

Não falo daquelas indisposições que aparecem por vezes e, ainda menos, da
melancolia ou da fraqueza de espírito que afligem certas pessoas e as
impedem de se recolher, apesar dos seus esforços. O mesmo acontece com
aquelas tempestades interiores que às vezes podem perturbar os fiéis servos
de Deus, mas que Este permite para seu maior bem. Na sua aflição, procuram
em vão a calma. Façam o que fizerem, não conseguem estar atentos às orações
que pronunciam. O seu espírito, longe de se fixar em nada, parte de tal
maneira à aventura que eles parecem ter sido atingidos por uma espécie de
frenesim. Pelo sofrimento que isso lhes provoca, verão bem que a culpa não
é deles; não se atormentem, pois, por isso... Uma vez que a sua alma está
doente, que se apliquem a conceder-lhe algum repouso e se ocupem em
qualquer outra obra de virtude. É isso que devem fazer as pessoas que se
vigiam a si mesmas e que compreendem que não se poderia falar a Deus e ao
mundo ao mesmo tempo.

O que depende de nós é que tentemos estar no isolamento para rezar. Queira
Deus que isso baste, repito, para compreendermos em presença de quem
estamos e que resposta dá o Senhor aos nossos pedidos! Pensais que Ele se
cala, de tal forma que não o ouçamos? Certamente que não. Ele fala-nos ao
coração quando é o coração que lhe reza.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.