8 de set de 2008

Liturgia Diária!!!

Segunda-feira, dia 08 de Setembro de 2008
Natividade de Nossa Senhora



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Nicolau Cabasilas : «Eis que faço novas todas as coisas»

Leituras

Miqueias 5,1-4.
Mas tu, Belém-Efrata, tão pequena entre as famílias de Judá, é de ti que me
há-de sair aquele que governará em Israel. As suas origens remontam aos
tempos antigos, aos dias de um passado longínquo.
Por isso, Deus abandonará o seu povo até ao tempo em que der à luz aquela
que há-de dar à luz, e em que o resto dos seus irmãos há-de voltar para
junto dos filhos de Israel.
Ele permanecerá firme e apascentará o seu rebanho com a força do Senhor e
com a majestade do nome do Senhor, seu Deus. Estarão tranquilos, porque ele
será grande até aos confins da terra.
Ele próprio será a paz. Se a Assíria vier ao nosso país e calcar aos pés os
nossos palácios, opor-lhe-emos sete pastores e oito governadores de homens.



Salmos 13,6.6.
Eu, porém, confiei na tua misericórdia; o meu coração alegra-se com a tua
salvação. Cantarei ao SENHOR pelo bem que Ele me fez.
Eu, porém, confiei na tua misericórdia; o meu coração alegra-se com a tua
salvação. Cantarei ao SENHOR pelo bem que Ele me fez.


Mateus 1,1-16.18-23.
Genealogia de Jesus Cristo, filho de David, filho de Abraão:
Abraão gerou Isaac; Isaac gerou Jacob; Jacob gerou Judá e seus irmãos;
Judá gerou, de Tamar, Peres e Zera; Peres gerou Hesron; Hesron gerou Rame;
Rame gerou Aminadab; Aminadab gerou Nachon; Nachon gerou Salmon;
Salmon gerou, de Raab, Booz; Booz gerou, de Rute, Obed; Obed gerou Jessé;
Jessé gerou o rei David. David, da mulher de Urias, gerou Salomão;
Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias; Abias gerou Asa;
Asa gerou Josafat; Josafat gerou Jorão; Jorão gerou Uzias;
Uzias gerou Jotam; Jotam gerou Acaz; Acaz gerou Ezequias;
Ezequias gerou Manassés; Manassés gerou Amon; Amon gerou Josias;
Josias gerou Jeconias e seus irmãos, na época da deportação para Babilónia.

Depois da deportação para Babilónia, Jeconias gerou Salatiel; Salatiel
gerou Zorobabel;
Zorobabel gerou Abiud. Abiud gerou Eliaquim; Eliaquim gerou Azur;
Azur gerou Sadoc; Sadoc gerou Aquim; Aquim gerou Eliud;
Eliud gerou Eleázar; Eleázar gerou Matan; Matan gerou Jacob.
Jacob gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que se chama
Cristo.
Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava
desposada com José; antes de coabitarem, notou-se que tinha concebido pelo
poder do Espírito Santo.
José, seu esposo, que era um homem justo e não queria difamá-la, resolveu
deixá-la secretamente.
Andando ele a pensar nisto, eis que o anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos
e lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa,
pois o que ela concebeu é obra do Espírito Santo.
Ela dará à luz um filho, ao qual darás o nome de Jesus, porque Ele salvará
o povo dos seus pecados.»
Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor tinha dito pelo profeta:

Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho; e hão-de chamá lo
Emanuel, que quer dizer: Deus connosco.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Nicolau Cabasilas (c. 1320-1363), teólogo leigo grego
Homilia para a Natividade da Mãe de Deus, 16, 18

«Eis que faço novas todas as coisas»

Quando chegou para a natureza humana o momento de se encontrar com a
natureza divina e de ficar unida a ela tão intimamente que as duas não
formassem senão uma só pessoa, cada uma delas devia necessariamente ter-se
manifestado já na sua integridade. No que toca a Deus, Ele tinha-se
revelado da maneira que convinha a Deus; a Virgem é aquela que dá à luz a
natureza humana... Até parece que, se Deus se misturou com a natureza
humana não na sua origem mas no fim dos tempos (Ga 4,4), foi porque, antes
desse momento, esta natureza ainda não tinha plenamente nascido, ao passo
que agora, em Maria, ela aparece pela primeira vez na sua integridade...

É tudo isto que viemos celebrar hoje, com todo o seu brilho. O dia do
nascimento da Virgem é também o do nascimento da humanidade inteira, porque
esse dia viu nascer o primeiro ser plenamente humano. Agora, "a terra"
verdadeiramente "deu o seu fruto" (Sl 66,7), esta terra que, desde sempre,
entre silvas e espinhos, apenas tinha produzido a corrupção do pecado (Gn
3,18). Agora o céu sabe que não foi criado em vão, uma vez que a
humanidade, para a qual foi construido, vê a luz do dia...

É por isso que toda a criação faz subir até à Virgem um louvor sem fim, que
todas as línguas cantam a sua glória em uníssono, que todos os homens e
todos os coros dos anjos não cessam de compor hinos à Mãe de Deus. Também
nós a cantamos e lhe oferecemos todos juntos o nosso louvor... Só a ti,
Virgem digna de todo o louvor, assim com ao teu amor pelos homens, cabe
apreciar o benefício da graça obtida não por nós mas pela tua generosidade.
Escolhida como dom oferecido a Deus entre toda a nossa raça, revestiste de
beleza o resto da humanidade. Santifica, pois, o nosso coração que concebeu
as palavras que te dirigimos e impede o terreno da nossa alma de produzir
qualquer mal, pela graça e bondade de teu Filho único, Senhor nosso Deus e
nosso Salvador, Jesus Cristo.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.