11 de set de 2008

Liturgia Diária!!!

Quinta-feira, dia 11 de Setembro de 2008
São João Gabriel Perboyre, presbítero, mártir, +1840



Comentário ao Evangelho do dia feito por
S. Máximo : "Sede misericordiosos como o vosso Pai é misericordioso"

Leituras

1 Cor. 8,1-7.11-13.
Acerca das carnes imoladas aos ídolos, sabemos que todos já estamos
instruídos. A ciência incha, mas a caridade edifica.
Se alguém pensa que sabe alguma coisa, ainda não sabe como deveria saber.
Mas se alguém ama a Deus, esse é conhecido por Deus.
Portanto, quanto ao consumo de carnes imoladas aos ídolos, sabemos que um
ídolo não é nada no mundo, e que não há outro deus a não ser o Deus único.
Pois, embora haja pretensos deuses, quer no céu quer na terra – e há muitos
deuses e muitos senhores –
para nós, contudo, um só é Deus, o Pai, de quem tudo procede e para quem
nós somos, e um só é o Senhor Jesus Cristo, por meio do qual tudo existe e
mediante o qual nós existimos.
Mas nem todos têm esta ciência. Alguns, acostumados até há pouco ao culto
dos ídolos, comem a carne como se fosse um verdadeiro sacrifício aos
ídolos, e a sua consciência, fraca como é, fica manchada.
E assim, pela tua ciência, vai perder-se quem é fraco, um irmão pelo qual
Cristo morreu.
Pecando contra os próprios irmãos e ferindo a consciência deles que é
débil, é contra Cristo que pecais.
Por isso, se um alimento for motivo de queda para o meu irmão, nunca mais
voltarei a comer carne, para não causar a queda do meu irmão.


Salmos 139(138),1-3.13-14.23-24.
SENHOR, Tu examinaste-me e conheces-me,
sabes quando me sento e quando me levanto; à distância conheces os meus
pensamentos.
Vês-me quando caminho e quando descanso; estás atento a todos os meus
passos.
Tu modelaste as entranhas do meu ser e formaste-me no seio de minha mãe.
Dou-te graças por tão espantosas maravilhas; admiráveis são as tuas obras.
Examina-me, SENHOR, e vê o meu coração; põe-me à prova para saber os meus
pensamentos.
Vê se é errado o meu caminho e guia-me pelo caminho eterno.


Lucas 6,27-38.
«Digo-vos, porém, a vós que me escutais: Amai os vossos inimigos, fazei bem
aos que vos odeiam,
abençoai os que vos amaldiçoam, rezai pelos que vos caluniam.
A quem te bater numa das faces, oferece-lhe também a outra; e a quem te
levar a capa, não impeças de levar também a túnica.
Dá a todo aquele que te pede e, a quem se apoderar do que é teu, não lho
reclames.
O que quiserdes que os outros vos façam, fazei-lho vós também.
Se amais os que vos amam, que agradecimento mereceis? Os pecadores também
amam aqueles que os amam.
Se fazeis bem aos que vos fazem bem, que agradecimento mereceis? Também os
pecadores fazem o mesmo.
E, se emprestais àqueles de quem esperais receber, que agradecimento
mereceis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, a fim de receberem
outro tanto.
Vós, porém, amai os vossos inimigos, fazei o bem e emprestai, sem nada
esperar em troca. Então, a vossa recompensa será grande e sereis filhos do
Altíssimo, porque Ele é bom até para os ingratos e os maus.
Sede misericordiosos como o vosso Pai é misericordioso.»
«Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados;
perdoai e sereis perdoados.
Dai e ser-vos-á dado: uma boa medida, cheia, recalcada, transbordante será
lançada no vosso regaço. A medida que usardes com os outros será usada
convosco.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

S. Máximo, o Confessor (c. 580-662), monge e teólogo
Centúria 1 sobre o amor, ne Filocalia

"Sede misericordiosos como o vosso Pai é misericordioso"

Não te prendas às suspeitas nem às pessoas que te levam a escandalizares-te
com certas coisas. Porque aqueles que, de uma forma ou de outra, se
escandalizam com as coisas que lhes acontecem, quer as tenham querido quer
não, ignoram o caminho da paz que, pelo amor, leva ao conhecimento de Deus
os que dela se enamoram.  
      
Não tem ainda o perfeito amor aquele que é ainda afectado pelo temperamento
dos outros, que, por exemplo, ama uns e detesta outros ou que umas vezes
ama e outras detesta a mesma pessoa pelas mesmas razões. O perfeito amor
não despedaça a única e mesma natureza dos homens só porque eles têm
temperamentos diferentes mas, tendo em consideração essa natureza, ama de
igual forma todos os homens. Ama os virtuosos como amigos e os maus, embora
sejam inimigos, fazendo-lhes bem, suportando-os comn paciência, aceitando o
que vem deles, não tomando em consideração a malícia, chegando mesmo a
sofrer por eles se se oferecer uma ocasião. Assim, fará deles amigos, se
tal for possível. Pelo menos, será fiel a si mesmo; mostra sempre os seus
frutos a todos os homens, de igual modo. O Nosso Deus e Senhor Jesus
Cristo, mostrando o amor que tem por nós, sofreu pela humanidade inteira e
deu a esperança da ressurreição a todos de igual forma, embora cada um, com
as suas obras, atraia sobre si a glória ou o castigo.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.