29 de out de 2008

Liturgia Diária!!!

Quarta-feira, dia 29 de Outubro de 2008
S. Narciso, bispo de Jerusalém, +212



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Santo Ireneu de Lyon : «Hão-de vir do Oriente, do Ocidente, do Norte e do Sul, sentar-se à mesa no Reino de Deus»

Leituras

Efésios 6,1-9.
Filhos, obedecei a vossos pais, no Senhor, pois é isso que é justo:
Honra teu pai e tua mãe – tal é o primeiro mandamento, com uma promessa:
para que sejas feliz e gozes de longa vida sobre a terra.
E vós, pais, não exaspereis os vossos filhos, mas criai-os com a educação e
correcção que vêm do Senhor.
Escravos, obedecei aos senhores terrenos, com o maior respeito, na
simplicidade do vosso coração, como a Cristo:
não para dar nas vistas, como quem procura agradar aos homens, mas como
escravos de Cristo, que fazem a vontade de Deus, do fundo do coração;
servi de boa vontade, como se servísseis ao Senhor e não a homens,
sabendo que cada um, escravo ou livre, será recompensado pelo Senhor,
conforme o bem que fizer.
E vós, os senhores, fazei o mesmo para com eles: deixai-vos de ameaças,
sabendo que o Senhor, que o é tanto deles como vosso, está nos Céus e
diante dele não há acepção de pessoas.


Salmos 145(144),10-11.12-13.13-14.
Louvem-te, SENHOR, todas as tuas criaturas; todos os teus fiéis te
bendigam.
Dêem a conhecer a glória do teu reino e anunciem os teus feitos poderosos,
para mostrar aos homens as tuas proezas e o esplendor glorioso do teu
reino.
teu reino é um reino para toda a eternidade e o teu domínio estende-se por
todas as gerações.
teu reino é um reino para toda a eternidade e o teu domínio estende-se por
todas as gerações.
SENHOR ergue todos os que caem e reanima todos os abatidos.


Lucas 13,22-30.
Jesus percorria cidades e aldeias, ensinando e caminhando para Jerusalém.
Disse-lhe alguém: «Senhor, são poucos os que se salvam?» Ele
respondeu-lhes:
«Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, porque Eu vos digo que muitos
tentarão entrar sem o conseguir.
Uma vez que o dono da casa se levante e feche a porta, ficareis fora e
batereis, dizendo: 'Abre-nos, Senhor!' Mas ele há-de responder-vos: 'Não
sei de onde sois.'
Começareis, então, a dizer: 'Comemos e bebemos contigo e Tu ensinaste nas
nossas praças.'
Responder-vos-á: 'Repito vos que não sei de onde sois. Apartai-vos de mim,
todos os que praticais a iniquidade.'
Lá haverá pranto e ranger de dentes, quando virdes Abraão, Isaac, Jacob e
todos os profetas no Reino de Deus, e vós a serdes postos fora.
Hão-de vir do Oriente, do Ocidente, do Norte e do Sul, sentar-se à mesa no
Reino de Deus.
E há últimos que serão dos primeiros e primeiros que serão dos últimos.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Santo Ireneu de Lyon (c.130 - c.208), bispo, teólogo e mártir
Contra as heresias, V, 32, 2

«Hão-de vir do Oriente, do Ocidente, do Norte e do Sul, sentar-se à mesa no Reino de Deus»

A promessa feita anteriormente por Deus a Abraão manteve-se estável. Deus
tinha-lhe dito, com efeito: «Ergue os teus olhos e, do sítio em que estás,
contempla o norte, o sul, o oriente e o ocidente. Toda a terra que estás a
ver, dar-ta-ei, a ti e aos teus descendentes, para sempre» (Gn 13,14-15).
[...] No entanto, Abraão não recebeu herança alguma durante a sua vida
terrena, «nem mesmo um palmo de terra»; foi sempre um «estrangeiro e
hóspede» de passagem (Act 7,5; Gn 23,4) [...] Portanto, se Deus lhe
prometeu a herança da terra, e se não a recebeu durante a sua estadia
terrena, terá de recebê-la na posteridade, isto é, com aqueles que temem a
Deus e n'Ele crêem, aquando da ressurreição dos justos.

Ora a sua posteridade é a Igreja, que, pelo Senhor, recebe a filiação
adoptiva em relação a Abraão, como diz João Baptista: «Deus pode suscitar,
destas pedras, filhos de Abraão» (Mt 3,9). Também o apóstolo Paulo diz na
sua Epístola aos Gálatas: «E vós, irmãos, à semelhança de Isaac, sois
filhos da promessa» (Gl, 4,28). Diz claramente ainda, na mesma epístola,
que os que acreditaram em Cristo recebem, de Cristo, a promessa feita a
Abraão: «Ora, as promessas foram feitas a Abraão e à sua descendência. Não
se diz: «e às descendências», como se de muitas se tratasse; trata-se, sim,
de uma só: E à tua descendência, que é Cristo» (Gl 3,16). E, para confirmar
tudo isto, diz ainda «Assim foi com Abraão: teve fé em Deus e isso foi-lhe
atribuído à conta de justiça. Ficai, por isso, a saber: os que dependem da
fé é que são filhos de Abraão. E como a Escritura previu que é pela fé que
Deus justifica os gentios, anunciou previamente como evangelho a Abraão:
Serão abençoados em ti todos os povos» (Gl 3,6-8) [...]

Se portanto nem Abraão nem a sua descendência, isto é, todos os que são
justificados na fé, não recebem agora herança alguma na terra, recebê-la-ão
no momento da ressurreição dos justos, porque Deus é verídico e estável em
todas as coisas. E é por este motivo que o Senhor dizia «Felizes os mansos,
porque possuirão a terra.» (Mt 5,5).




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.