31 de out de 2008

Mas por que Apostólica Romana?




Nos últimos posts, vimos as diferenças entre a Igreja Católica Apostólica Romana e a Igreja Católica Ortodoxa. Agora vamos voltar os nossos olhos mais uma vez para o nome da Nossa Igreja, a qual chamamos de Igreja Católica Apostólica Romana. Em posts anteriores, já falamos sobre o que significa a palavra “Igreja” e o que significa a palavra “Católica”. Hoje vamos entender a expressão “Apostólica Romana”.
Naquele tempo, no tempo de Cristo, e posteriormente dos Apóstolos, Roma era o centro do mundo. O Império Romano ditava as regras do jogo. E para que o evangelho, e consequentemente a Igreja chegasse a Roma, Deus enviou Paulo e Pedro e posteriormente muitos outros para a cidade eterna. Em Roma estava a sede do Governo do Mundo, podemos assim dizer. Quero me referir a Pedro e Paulo, por serem duas colunas da Fé Cristã. Pedro o primeiro Papa. Enviado pelo próprio Cristo. A pedra sobre a qual Jesus desejava edificar a sua Igreja. Paulo, o Apóstolo dos Gentios, espalhou pelo mundo a doutrina de Cristo. A tradição nos ensina que primeiro Paulo foi para Roma. E depois de tudo isso, também São Pedro foi para lá também.
Estes dois fundamentaram a Igreja em Roma. Deram suas vidas nesse lugar. Pedro morreu crucificado, assim nos ensina a tradição, de cabeça para baixo, pois não se considerava digno de morrer como Jesus. Já São Paulo morreu decapitado. Reza a tradição que a sua cabeça ao bater três vezes no chão, fez jorrar três fontes. Por isso o lugar onde São Paulo morreu chama-se “Tre Fontaine”.
Eles são nossos mártires da fé em Roma. E dali surgiram os Sucessores de Pedro. Dali vieram muitos outros. Todos eles com a missão salvaguardar a Doutrina e ensinar aos povos a verdade que Cristo nos revelou. A Igreja Católica Apostólica Romana é a Igreja de Cristo. Justamente porque é a Igreja Universal. E foi estabelecida ali, pelos dois grandes Apóstolos: Pedro e Paulo. Atingiram o centro do mundo, para que a partir dali, pudessem atingir todos os povos.

Praça de São Pedro: Duas vezes na semana reune cerca de 20.000 pessoas. Que outra religião no mundo consegue isso?



A nossa Igreja é Una. Não existe essa de católica renovada, ou católica batista. Ou é Igreja Católica ou não é. Tudo bem que vemos por ai as pessoas “erradamente” dizer Igreja Carismática ou Igreja dos Vicentinos. Isso está errado. A Renovação Carismática é movimento dentro da Igreja Católica. Os vicentinos são outro movimento. Os focolarinos outro… Não é uma outra Igreja. Na Igreja existem movimentos. São ações iniciadas por católicos para uma determinada missão que o Espírito Santo os inspira. Mas todos os movimentos estão dentro da Igreja. Estão submetidos a Igreja. Todos eles participam da missa. Comungam, confessam, fazem penitências… É preciso diferenciar uma coisa da outra. Igreja Católica é uma coisa. Um movimento dentro da Igreja Católica é outra. A Igreja é Una. Unida.
E veja como é bonito. Cada movimento tem uma missão particular na Igreja. A Renovação Carismática por exemplo, tem como missão levar os católicos a uma efusão do Espírito Santo. Já os vicentinos a terem um trabalho com os pobres. Os focolarinos já tem a missão de buscar a unidade. E todos precisam uns dos outros. Gosto de uma frase que Dom Alberto Taveira sempre repete para nós da Canção Nova:
Um carisma reconhece o outro…(Dom Alberto Taveira – Arcebispo de Palmas/TO)


Porém mesmo que um sacerdote pertença a um determinado movimento, ele precisa celebrar a missa da mesma maneira que qualquer outro sacerdote. Porque o rito é igual. Quando você chega na China, ainda que não saiba o idioma, você consegue participar da missa porque você sabe como é o Rito. Se vai a Itália também. Se vai a Alemanha, ou na Colômbia a mesma coisa. O Rito é o mesmo. O Sacrifício é o mesmo. A importância que se dá a Liturgia, a Palavra, ou a eucaristia é a mesma. Claro que existem algumas diferenças cá e lá, como os cânticos e a forma da Assembléia participar. Inclusive existem até outros ritos que muitos de nós não conhecemos, mas que são aprovados pela Igreja, como o Rito Maronita. Mas a essência é a mesma. A Igreja é Una porque todos os sacerdotes e todas as paróquias seguem o Santo Padre o Papa. A Igreja não é dividida, até porque, quem se afasta da Igreja, se afasta da raiz, da essência.
Santo Inácio de Antioquia já dizia:
“Onde está Cristo Jesus, está a Igreja Católica”(Santo Inácio de Antioquia – Séc II)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.