15 de nov de 2008

Como ler a Bíblia?



A Bíblia não é um Livro para se ler de ponta a ponta como quem lê um romance ou um livro de História, porque isso faria logo perder todo o interesse e se tornaria uma leitura muito maçadora e fastidiosa.

Para quem nunca leu a Bíblia deve começar por ler um bom resumo em que se apresentam ou contam em linhas gerais, em ordem mais ou menos cronológica, os acontecimentos bíblicos.

Para começar é preferível ler primeiro o Novo Testamento, porque, se o leitor frequenta a Igreja, tem oportunidade de ouvir muitas vezes na homilia da missa, contar algum dos fatos de que fala a sua Bíblia.

E depois de estar um pouco familiarizado com os fatos do Novo Testamento, começará então a familiarizar-se com os do Antigo Testamento da sua Bíblia.

Finalmente, depois de bastante familiarizado com a Bíblia completa, já pode fazer um aprofundamento, lendo a descrição completa da Bíblia, e, neste caso, ou começa-se pelo princípio ou dá-se preferência aos fatos que mais o impressionam, ou que vêm a propósito por qualquer motivo. Esta caminhada leva o seu tempo, mas será muito proveitosa porque desperta cada vez mais interesse pela leitura da Bíblia, e assim, pouco a pouco, adquire-se um conhecimento muito mais profundo.

Uma prática é criar círculos ou grupos de estudo ou leitura da Bíblia.
Mas resta uma pergunta:

Qual a Bíblia que se deve possuir para uma boa leitura ?

Deve ser uma boa Edição Católica, porque a edição católica tem em seu rodapé, notas explicativas, que interpretam o verdadeiro sentido de alguns textos difíceis. Além disso, a Bíblia protestante não contém os livros Deuterocanônicos* (1º e 2° Macabeus, Tobias, Judite, Eclesiástico, Sabedoria, Baruc e algumas partes adicionais do Livro de Ester e da Profecia de Daniel).

A Bíblia é o Livro de Deus, que é o seu Autor, e é também o livro da Igreja, a cuja
guarda e interpretação Deus a confiou, e é também o Livro do Cristão.

A sua leitura não é indispensável para a salvação, senão não se podiam salvar os que não sabem ler, entretanto, o Magistério da Igreja é fundamental.

Mas isso não diminui o valor dos textos sagrados, nem deve fazer diminuir o amor dos cristãos pela Palavra de Deus, contida na Bíblia.

Ela é uma carta que o Pai celeste nos envia com a sua mensagem que são as suas exortações, conselhos e ensinamentos, por esta razão, a Santa Igreja nos exorta a sua leitura e meditação.

S. Jerônimo, Santo Agostinho e todos os grandes luminares da Igreja foram leitores e estudiosos assíduos da Bíblia.

A Bíblia deve-se ler :

Com espírito religioso - Ler a Bíblia deve ser entrar em contato com Deus; é, portanto, uma oração. Daqui se conclui que as disposições devem ser as mesmas que se recomendam para a oração : humildade, reta intenção, pureza de coração, desejo de praticar a virtude e de maior união a Deus.

Para formação religiosa - Longe de nós, ao ler a Bíblia, a vã curiosidade de buscar novidades. Longe de nós o espírito crítico, que se prende a ninharias e despreza o que verdadeiramente importa, que é a formação religiosa.

Para receber a mensagem de Deus - Não nos preocupemos com questiúnculas formais, mas busquemos antes entender o melhor que pudermos a doutrina que Deus nos quis comunicar, e aceitar as orientações da Igreja para podermos melhor conhecer e receber a Mensagem de Deus.

Por John Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.