27 de nov de 2008

IGREJA CATÓLICA: ANTES OU DEPOIS DE CONSTANTINO?

Por Jose Fierro

Tradução: Carlos Martins Nabeto

Fonte: http://defiendetufe.org/

Inconsistências históricas: é doutrina comum na organização dos Testemunhas de Jeová (e também em outras denominações evangélicas) que a Igreja Católica foi fundada pelo imperador Constantino, por volta do século IV. Com isto, pretendem provar que a Igreja Católica não é uma Igreja originada dos Apóstolos.

Pois bem. Mas parece que não existe consenso nesta matéria nem mesmo na organização do Brooklyn. Eis um exemplo [retirado de uma de suas publicações oficiais]:

"Segundo 'A Enciclopédia Americana', tomo 8, página 368, o mencionado Táscio Cecílio Cipriano nasceu por volta do ano 200 d.C. e morreu em Cartago, África, em 14 de setembro de 258. 'Pouco depois de ter sido batizado (246), foi ordenado sacerdote e então foi eleito bispo pelos cristãos de Cartago (248)... Fez muito para socorrer e fortalecer seu episcopado. Sob ele foram celebrados sete concílios, o último em 256". Embora este bispo africano seja considerado um dos 'padres' da Igreja e reconhecido como santo pela Igreja Católica Romana, subsiste o fato de que era um clérigo, alguém do clero que existiu após a morte dos apóstolos de Jesus Cristo e dos que estiverem estreitamente associados a eles".

Observe-se que, ao terminar a citação da Enciclopédia Americana, a Torre da Vigia afirma que: "Embora este bispo africano seja considerado um dos 'padres' da Igreja e reconhecido como santo pela Igreja Católica Romana, subsiste o fato de que era um clérigo, alguém do clero que existiu após a morte dos apóstolos de Jesus Cristo e dos que estiverem estreitamente associados a eles". Isto contradiz a teoria da Torre da Vigia de que a Igreja Católica foi fundada no século IV por Constantino. São Cipriano (200-258) é anterior a Constantino (274-337): como poderia, portanto, Constantino fundar a Igreja Católica se antes dele já existiam católicos e até bispos como São Cipriano?

Isto demonstra que já existia uma hierarquia eclesiástica, que não nasceu por "geração espontânea". A própria Torre da Vigia conclui que São Cipriano estava "estreitamente" ligado à cadeia ininterrupta dos discípulos que vêm desde Jesus Cristo. Portanto, antes de Constantino já existia a Igreja Católica e alguns dos mais conhecidos foram São Cipriano, Santo Inácio de Antioquia, Santo Ireneu, São Lino, São Clemente etc. Todos eles acreditavam na Eucaristia, na comunhão dos santos, na devoção da Virgem, na confissão perante o sacerdote, no Papa... eram católicos. Tudo isto qualquer um pode comprovar em uma biblioteca, consultando as obras cristãs escritas nos primeiros séculos.



Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte e o(s) autor(es).


FIERRO, Jose. Apostolado Veritatis Splendor: IGREJA CATÓLICA: ANTES OU DEPOIS DE CONSTANTINO?. Disponível em http://www.veritatis.com.br/article/5429. Desde 26/11/2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.