5 de nov de 2008

Liturgia Diária!!!

Quarta-feira, dia 05 de Novembro de 2008


Zacarias e Isabel, parentes de Nossa Senhora



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Santa Teresa do Menino Jesus : «Quem de entre vós não renunciar a todos os seus bens não pode ser Meu discípulo»

Leituras

Filip. 2,12-18.
Por isso, meus caríssimos, na mesma medida em que sempre fostes obedientes
– não só como aconteceu na minha presença, mas agora com muito mais razão
na minha ausência – trabalhai com temor e tremor pela vossa salvação.
Pois é Deus quem, segundo o seu desígnio, opera em vós o querer e o agir.
Fazei tudo sem murmurações nem discussões,
para serdes irrepreensíveis e íntegros, filhos de Deus sem mancha, no meio
de uma geração perversa e corrompida; nela brilhais como astros no mundo.
Conservai a palavra da vida. Para mim será um motivo de glória para o dia
de Cristo, por não ter corrido em vão nem me ter esforçado em vão.
Mas alegro-me até mesmo se o meu sangue tiver de ser derramado em
sacrifício e oferta pela vossa fé; sim, com todos vós me alegro.
Do mesmo modo, alegrai-vos também vós; sim, alegrai-vos comigo.


Salmos 27,1.4.13-14.
SENHOR é minha luz e salvação: de quem terei medo? O SENHOR é o baluarte da
minha vida: quem me assustará?
Uma só coisa peço ao SENHOR e ardentemente a desejo: é habitar na casa do
SENHOR todos os dias da minha vida, para saborear o seu encanto e ficar em
vigília no seu templo.
Creio, firmemente, vir a contemplar a bondade do SENHOR, na terra dos
vivos.
Confia no SENHOR! Sê forte e corajoso, e confia no SENHOR!


Lucas 14,25-33.
Seguiam com ele grandes multidões; e Jesus, voltando-se para elas,
disse-lhes:
«Se alguém vem ter comigo e não me tem mais amor que ao seu pai, à sua mãe,
à sua esposa, aos seus filhos, aos seus irmãos, às suas irmãs e até à
própria vida, não pode ser meu discípulo.
Quem não tomar a sua cruz para me seguir não pode ser meu discípulo.
Quem dentre vós, querendo construir uma torre, não se senta primeiro para
calcular a despesa e ver se tem com que a concluir?
Não suceda que, depois de assentar os alicerces, não a podendo acabar,
todos os que virem comecem a troçar dele,
dizendo: 'Este homem começou a construir e não pôde acabar.'
Ou qual é o rei que parte para a guerra contra outro rei e não se senta
primeiro para examinar se lhe é possível com dez mil homens opor-se àquele
que vem contra ele com vinte mil?
Se não pode, estando o outro ainda longe, manda-lhe embaixadores a pedir a
paz.
Assim, qualquer de vós, que não renunciar a tudo o que possui, não pode ser
meu discípulo.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Santa Teresa do Menino Jesus (1873-1897), carmelita, Doutora da Igreja
Carta 197, de 17/09/1896

«Quem de entre vós não renunciar a todos os seus bens não pode ser Meu discípulo»

Minha querida irmã, como podeis perguntar-me se vos será possível amar o
Bom Deus como eu o amo? [...] Os meus desejos de martírio nada são, não são
eles que me transmitem a confiança ilimitada que sinto no coração. A bem
dizer, as riquezas espirituais tornam-nos injustos, quando nelas repousamos
de forma complacente, convencidos de que são coisas grandiosas. [...] Sinto
profundamente que [...] aquilo que agrada ao Bom Deus na minha pequena alma
é o facto de eu amar a minha pequenez e a minha pobreza, é a esperança cega
que tenho na Sua misericórdia. Eis o meu único tesouro. [...]

Ó minha querida irmã [...], compreendei que, para amar Jesus, [...] quanto
mais fracas formos, mais desprovidas de desejos e de virtudes, mais estamos
disponíveis para as operações desse Amor que consome e que transforma.
Basta apenas o desejo de ser vítima, mas temos de consentir em permanecer
pobres e sem forças, e é isso que é difícil, pois «onde encontraremos o
verdadeiro pobre de espírito? Teremos de procurar bem longe», diz o
salmista. E não diz que temos de o procurar entre as almas grandes, mas
«bem longe», ou seja, na baixeza e no nada.

Permaneçamos, pois, bem longe de tudo quanto brilha, amemos a nossa
pequenez, amemos nada sentir, e seremos pobres de espírito; e Jesus virá à
nossa procura; por muito longe que estejamos, Ele nos transformará em
chamas de amor. Ah, como gostaria de ser capaz de vos fazer compreender
aquilo que sinto! A confiança, e só a confiança, vos conduzirá ao Amor. Não
é certo que o temor conduz à Justiça? (À justiça severa, tal como é
apresentada aos pecadores, mas que não é a justiça com que Jesus olhará
para aqueles que O amam.) E, se vemos o caminho, corramos juntos. Sim, eu
sinto que Jesus quer conceder-nos as mesmas graças, que Ele quer dar-nos
gratuitamente o Seu céu.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.