20 de nov de 2008

Liturgia Diária!!!

Quinta-feira, dia 20 de Novembro de 2008
Quinta-feira da 33ª semana do Tempo Comum

Santo Edmundo, rei, mártir, +870



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Orígenes : «Ao ver a cidade, Jesus chorou sobre ela»

Leituras

Apoc. 5,1-10.
Depois, vi na mão direita do que estava sentado no trono um livro escrito
nas duas faces e selado com sete selos.
Vi também um anjo forte que clamava com voz potente: «Quem é digno de abrir
o livro e de quebrar os selos?»
Mas ninguém, nem no céu nem na terra, nem debaixo da terra era capaz de
abrir o livro nem de olhar para ele.
E eu chorava copiosamente porque não fora encontrado ninguém digno de abrir
o livro nem de olhar para ele.
Então, um dos anciãos disse-me: «Não chores. Porque venceu o Leão da tribo
de Judá, o rebento da dinastia de David; Ele abrirá o livro e os seus sete
selos.»
Depois olhei e vi no meio do trono e dos quatro seres viventes e no meio
dos anciãos, um Cordeiro. Estava de pé, mas parecia ter sido imolado. Tinha
sete chifres e sete olhos, que são os sete espíritos de Deus enviados a
toda a terra.
Depois, o Cordeiro aproximou-se e recebeu o livro da mão direita do que
estava sentado no trono.
E, quando Ele recebeu o livro, os quatro seres viventes e os vinte e quatro
anciãos prostraram-se diante do Cordeiro. Cada um deles tinha uma cítara e
taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos.
E cantavam um cântico novo, dizendo: «Tu és digno de receber o livro e de
abrir os selos; porque foste morto e, com teu sangue, resgataste para Deus,
homens de todas as tribos, línguas, povos e nações;
e fizeste deles um reino e sacerdotes para o nosso Deus; e reinarão sobre a
terra.»


Salmos 149(148),1-2.3-4.5-6.9.
Cantai ao SENHOR um cântico novo; louvai-o na assembleia dos fiéis!
Alegre-se Israel no seu criador; regozije-se o povo de Sião no seu rei!
Louvem o seu nome com danças; cantem-lhe ao som de harpas e tambores!
SENHOR ama o seu povo e honra os humildes com a vitória!
Exultem de alegria os fiéis pelo triunfo de Deus e cantem jubilosos em seus
leitos!
Entoem bem alto os louvores de Deus, com a espada de dois gumes na mão,
para lhes aplicarem a sentença que estava determinada. Esta é a glória de
todos os seus fiéis.


Lucas 19,41-44.
Quando se aproximou, ao ver a cidade, Jesus chorou sobre ela e disse:
«Se neste dia também tu tivesses conhecido o que te pode trazer a paz! Mas
agora isto está oculto aos teus olhos.
Virão dias para ti, em que os teus inimigos te hão-de cercar de
trincheiras, te sitiarão e te apertarão de todos os lados;
hão-de esmagar-te contra o solo, assim como aos teus filhos que estiverem
dentro de ti, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, por não teres
reconhecido o tempo em que foste visitada.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Orígenes (c. 185-253), padre e teólogo
Homilia 38 sobre Lucas, Pg 13, 1896-1898

«Ao ver a cidade, Jesus chorou sobre ela»

Quando o nosso Senhor e Salvador se aproximou de Jerusalém, ao vê-la,
chorou sobre ela: «Se neste dia tivesses conhecido, tu também, O que te
pode trazer a paz! Mas isso ficou oculto aos teus olhos. Virão dias para ti
em que os teus inimigos te hão-de cercar de trincheiras»... Talvez alguém
diga: «O sentido destas palavras é claro; de facto, elas realizaram-se em
relação a Jerusalém; a armada romana sitiou-a e devastou-a até ao
extermínio, e tempos virão em que não ficará pedra sobre pedra».

Não o nego, Jerusalém foi destruída por causa da sua cegueira, mas coloco a
questão: não se referem essas lágrimas à Jerusalém em nós? Porque nós somos
a Jerusalém sobre a qual Jesus chorou, nós que imaginamos ter um olhar tão
penetrante. Se, uma vez instruídos nos mistérios da verdade, após ter
recebido a palavra do Evangelho e os ensinamentos da Igreja..., um de nós
peca, ele provocará lamentações e lágrimas, porque não se chora sobre
nenhum pagão, mas sobre aquele que depois de ter feito parte de Jerusalém
deixou de estar nela.

As lágrimas são vertidas sobre a nossa Jerusalém porque, devido aos nossos
pecados, «os inimigos vão rodeá-la», quer dizer, as forças adversas, os
espíritos do mal. Eles colocarão trincheiras ao seu redor; sitiá-la-ão, e
«não deixarão pedra sobre pedra». É o que acontece assim que, depois de uma
longa abstinência e muitos anos de castidade, um homem sucumbe, vencido
pelas seduções da carne... Eis pois a Jerusalém sobre a qual as lágrimas
são derramadas.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.