28 de nov de 2008

Liturgia Diária!!!

Sexta-feira, dia 28 de Novembro de 2008
Sexta-feira da 34ª semana do Tempo Comum

Santa Catarina Labouré, religiosa, +1876



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Bernardo : «Quando virdes acontecer estas coisas, sabereis que está próximo o Reino de Deus"

Leituras

Apoc. 20,1-4.11-14.21,1-2.
Vi, depois, um anjo que descia do céu. Trazia na mão a chave do Abismo e
uma grande corrente.
Agarrou o Dragão, a Serpente antiga, que também se chama Diabo ou Satanás:
prendeu-o por mil anos
e lançou-o no Abismo que depois fechou e selou, para que ele não mais
enganasse as nações, até que se completassem mil anos. Depois deste
período, o Diabo deve ser solto por algum tempo.
Vi também alguns tronos; e aos que neles estavam sentados foi dado o poder
de julgar. Vi ainda as almas dos que foram decapitados pelo testemunho de
Jesus e pela Palavra de Deus, os quais não adoraram a Besta, nem a sua
estátua, nem trouxeram na fronte ou na mão o sinal da Besta. Eles reviveram
e reinaram com Cristo durante mil anos.
Depois, vi um trono magnífico e branco e alguém sentado nele. Os céus e a
terra fugiram da sua presença e desapareceram definitivamente.
Vi também todos os mortos, grandes e pequenos. Estavam diante do trono; e
foram abertos uns livros. Foi aberto também um outro livro, que é o livro
da Vida. Os mortos foram julgados segundo aquilo que estava escrito nos
livros, segundo as suas obras.
O mar devolveu os mortos que nele havia, a Morte e o Abismo entregaram
também os seus mortos, e cada um foi julgado segundo as suas obras.
Então, a Morte e o Abismo foram lançados no lago de fogo. Este lago de fogo
é a segunda morte.
Vi, então, um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira
terra tinham desaparecido e o mar já não existia.
E vi descer do céu, de junto de Deus, a cidade santa, a nova Jerusalém, já
preparada, qual noiva adornada para o seu esposo.


Salmos 84,3.4.5-6.8.
minha alma suspira e tem saudades dos átrios do SENHOR; o meu coração e a
minha carne cantam de alegria ao Deus vivo!
Até os pássaros encontram abrigo e as andorinhas um ninho, para os seus
filhos, junto dos teus altares, SENHOR do universo, meu rei e meu Deus.
Felizes os que habitam na tua casa e te louvam sem cessar.
Felizes os que em ti encontram a sua força, e os que desejam peregrinar até
ao monte Sião.
Eles avançam com entusiasmo crescente, até se apresentarem em Sião diante
de Deus.


Lucas 21,29-33.
E disse-lhes uma comparação: «Reparai na figueira e nas restantes árvores.
Quando começam a deitar rebentos, ao vê-los, ficais a saber que o Verão
está próximo.
Assim também, quando virdes essas coisas, conhecereis que o Reino de Deus
está próximo.
Em verdade vos digo: Não passará esta geração sem que tudo se cumpra.
O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão-de passar.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Bernardo (1091-1153), monge cisterciense e doutor da Igreja
Sermão nº 74 sobre o Cântico dos cânticos

«Quando virdes acontecer estas coisas, sabereis que está próximo o Reino de Deus"

«É Nele, realmente, que vivemos, nos movemos e existimos» (Act 17, 28).
Feliz daquele que vive por Ele, que é movido por Ele, em quem Ele é a
existência. Perguntar-me-eis: se não se conseguem descobrir os sinais da
Sua vinda, como foi que eu soube que Ele estava presente? É que Ele é vivo
e eficaz (Heb 4, 12); mal entrou em mim, despertou a minha alma adormecida.
Vivificou-me, enterneceu-me e animou-me o coração, que estava adormecido e
duro como uma pedra (Ez 36, 26). Começou por arrancar e sachar, construir e
plantar, regar a minha secura, dar luz às minhas trevas, abrir aquilo que
estava fechado, inflamar a minha frieza, e também aplainar os cumes e
nivelar os terrenos escarpados (Is 40, 4) da minha alma, para que ela
pudesse dizer: «Bendiz, ó minha alma, o Senhor, e toda a minha vida
interior o Seu santo nome» (Sl 102, 1).

O Verbo esposo veio a mim mais do que uma vez, mas sem dar sinais da Sua
irrupção. [...] Foi pelo movimento do meu coração que me apercebi de que
Ele ali estava. Reconheci a Sua força e o Seu poder, porque senti
apaziguarem-se-me as más tendências e as paixões. A discussão e a acusação
aos meus sentimentos obscuros levou-me a admirar a profundidade da Sua
sabedoria. Experimentei a Sua doçura e a Sua bondade pelo veloz progresso
da minha vida. E, vendo renovar-se-me o homem interior (2Cor 4, 16), o meu
espírito no mais fundo de mim mesmo, descobri um pouco da Sua beleza.
Contemplando por fim tudo isto, estremeci diante da imensidão da Sua
grandeza.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.