2 de dez de 2008

Liturgia Diária!!!

Terça-feira, dia 02 de Dezembro de 2008
Terça-feira da 1a semana do Advento

Santa Bibiana, virgem, mártir, +363



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Cardeal John Henry Newman : "Felizes os olhos que vêem o que vós vedes"

Leituras

Is. 11,1-10.
Brotará um rebento do tronco de Jessé, e um renovo brotará das suas raízes.

Sobre ele repousará o espírito do SENHOR: espírito de sabedoria e de
entendimento, espírito de conselho e de fortaleza, espírito de ciência e de
temor do SENHOR.
Não julgará pelas aparências nem proferirá sentenças somente pelo que ouvir
dizer;
mas julgará os pobres com justiça, e com equidade os humildes da terra;
ferirá os tiranos com os decretos da sua boca, e os maus com o sopro dos
seus lábios.
A justiça será o cinto dos seus rins, e a lealdade circundará os seus
flancos.
Então o lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo deitar-se-á ao lado do
cabrito; o novilho e o leão comerão juntos, e um menino os conduzirá.
A vaca pastará com o urso, e as suas crias repousarão juntas; o leão comerá
palha como o boi.
A criancinha brincará na toca da víbora e o menino desmamado meterá a mão
na toca da serpente.
Não haverá dano nem destruição em todo o meu santo monte, porque a terra
está cheia de conhecimento do SENHOR, tal como as águas que cobrem a
vastidão do mar.
Naquele dia, a raiz de Jessé, estandarte dos povos, será procurada pelas
nações e será gloriosa a sua morada.


Salmos 72,1.7-8.12-13.17.
Deus, concede ao rei a tua rectidão e a tua justiça ao filho do rei,
Em seus dias florescerá a justiça e uma grande paz até ao fim dos tempos.
Dominará de um ao outro mar, do grande rio até aos confins da terra.
Ele socorrerá o pobre que o invoca e o indigente que não tem quem o ajude.
Terá compaixão do humilde e do pobre e salvará a vida dos oprimidos.
seu nome permanecerá pelos séculos e durará enquanto o Sol brilhar; todos
nele se sentirão abençoados; todos os povos o hão-de bendizer!


Lucas 10,21-24.
Nesse mesmo instante, Jesus estremeceu de alegria sob a acção do Espírito
Santo e disse: «Bendigo-te, ó Pai, Senhor do Céu e da Terra, porque
escondeste estas coisas aos sábios e aos inteligentes e as revelaste aos
pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado.
Tudo me foi entregue por meu Pai; e ninguém conhece quem é o Filho senão o
Pai, nem quem é o Pai senão o Filho e aquele a quem o Filho houver por bem
revelar-lho.»
Voltando-se, depois, para os discípulos, disse-lhes em particular: «Felizes
os olhos que vêem o que estais a ver.
Porque digo-vos muitos profetas e reis quiseram ver o que vedes e não o
viram, ouvir o que ouvis e não o ouviram!»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Cardeal John Henry Newman (1801-1890), presbítero, fundador de comunidade religiosa, teólogo
"Esperando por Cristo", Sermões Pregados em Várias Ocasiões, nº 3

"Felizes os olhos que vêem o que vós vedes"

Durante séculos, antes que Jesus tivesse vindo à terra, todos os profetas,
um após outro, estiveram no seu posto, no alto da torre; todos o esperavam
e perscrutavam a sua vinda através da obscuridade da noite. Vigiavam sem
cessar para surpreender o primeiro brilho da aurora...: "Deus, a ti, meu
Deus, eu busco desde a aurora. A minha alma tem sede de ti, como terra
árida, esgotada, sem água" (Sl 62,2)... "Ah! se tu rasgasses os céus e
descesses! As montanhas fundiriam na tua presença, como se o fogo as
atingisse... Desde as origens do mundo que os olhos nada puderam ver, meu
Deus, das maravilhas que preparaste para aqueles que, esperando, estiveram
unidos a ti" (Is 64,1; 1Co 2,9).
 
Contudo, se alguma vez houve homens que tiveram o direito de se apegarem a
este mundo e dele não se desinteressarem, foram os servos de Deus; a terra
tinha-lhes sido prometida como herança e, de acordo com as próprias
promessas do Altíssimo, ela devia ser a sua recompensa. Mas a nossa
verdadeira recompensa diz respeito ao mundo que há-de vir... E também eles,
esses grandes servos de Deus, ultrapassaram o dom terrestre de Deus, apesar
do seu valor, para se apegarem a promessas mais belas ainda; em nome desse
esperança, sacrificaram aquilo cuja posse já detinham. Não se contentaram
como nada menos do que a plenitude do seu Criador; procuraram ver o rosto
do seu Libertador. E, se fosse preciso que, para isso, a terra se
quebrasse, os céus se rasgassem, os elementos do mundo fundissem para que,
enfim, ele aparecesse, então, mais vale que tudo se desfaça, antes que
continuar a viver sem ele! Tal era a intensidade do desejo dos adoradores
de Deus em Israel, que esperavam aquele que havia de vir... A sua
perseverança prova que havia alguma coisa a esperar.      
     
Também os apóstolos, depois de o seu Mestre ter vindo e regressado aos
Céus, não ficaram atrás dos profetas na acuidade da sua percepção nem no
ardor das suas aspirações. O milagre da espera na perseverança continuou.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.