3 de dez de 2008

Liturgia Diária!!!

Quarta-feira, dia 03 de Dezembro de 2008
Quarta-feira da 1a semana do Advento

S. Francisco Xavier


Comentário ao Evangelho do dia feito por
Vaticano II : "Cada vez que comeis este pão e bebeis deste cálice, vós proclamais a morte do Senhor até que ele venha" (1 Co 11,26)

Leituras

Is. 25,6-10.
No monte Sião, o SENHOR do universo prepara para todos os povos um banquete
de carnes gordas,acompanhadas de vinhos velhos, carnes gordas e saborosas,
vinhos velhos e bem tratados.
Neste monte, Ele arrancará o véu de luto que cobre todos os povos, o pano
que encobre todas as nações.
Aniquilará a morte para sempre. O Senhor DEUS enxugará as lágrimas de todas
as faces, e eliminará o opróbrio que pesa sobre o seu povo, sobre toda a
nação. Foi o SENHOR quem o proclamou.
Dir-se-á naquele dia: «Este é o nosso Deus, nele confiámos e Ele nos salva.
Este é o SENHOR em quem confiámos. Congratulemo-nos e rejubilemos com a sua
salvação.
A mão do SENHOR repousará sobre este monte.» Moab, porém, a rebelde, será
pisada no seu próprio terreno, como se pisa a palha na lixeira.


Salmos 23(22),1-3.3-4.5.6.
SENHOR é meu pastor: nada me falta.
Em verdes prados me faz descansar e conduz-me às águas refrescantes.
Reconforta a minha alma e guia-me por caminhos rectos, por amor do seu
nome.
Reconforta a minha alma e guia-me por caminhos rectos, por amor do seu
nome.
Ainda que atravesse vales tenebrosos, de nenhum mal terei medo porque Tu
estás comigo. A tua vara e o teu cajado dão-me confiança.
Preparas a mesa para mim à vista dos meus inimigos; ungiste com óleo a
minha cabeça; a minha taça transbordou.
Na verdade, a tua bondade e o teu amor hão-de acompanhar-me todos os dias
da minha vida, e habitarei na casa do SENHOR para todo o sempre.


Mateus 15,29-37.
Partindo dali, Jesus foi para junto do mar da Galileia. Subiu ao monte e
sentou-se.
Vieram ter com Ele numerosas multidões, transportando coxos, cegos,
aleijados, mudos e muitos outros, que lançavam a seus pés. Ele curou-os,
de modo que as multidões ficaram maravilhadas ao ver os mudos a falar, os
aleijados escorreitos, os coxos a andar e os cegos com vista. E davam
glória ao Deus de Israel.
Jesus, chamando os discípulos, disse-lhes: «Tenho compaixão desta gente,
porque há já três dias que está comigo e não tem que comer. Não quero
despedi-los em jejum, pois receio que desfaleçam pelo caminho.»
Os discípulos disseram-lhe: «Onde iremos buscar, num deserto, pães
suficientes para saciar tão grande multidão?»
Jesus perguntou-lhes: «Quantos pães tendes?» Responderam: «Sete, e alguns
peixinhos.»
Ordenou à multidão que se sentasse.
Tomou os sete pães e os peixes, deu graças, partiu-os e dava-os aos
discípulos, e estes, à multidão.
Todos comeram e ficaram sacia-dos; e, com os bocados que sobejaram,
encheram sete cestos.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Vaticano II
Constituição sobre a Sagrada Liturgia «Sacrosanctum Concilium», § 6.8

"Cada vez que comeis este pão e bebeis deste cálice, vós proclamais a morte do Senhor até que ele venha" (1 Co 11,26)

Assim como Cristo foi enviado pelo Pai, assim também Ele enviou os
Apóstolos, cheios do Espírito Santo, não só para que, pregando o Evangelho
a toda a criatura, anunciassem que o Filho de Deus, pela sua morte e
ressurreição, nos libertara do poder de Satanás e da morte e nos
introduzira no Reino do Pai, mas também para que realizassem a obra de
salvação que anunciavam, mediante o sacrifício e os sacramentos, à volta
dos quais gira toda a vida litúrgica. Pelo Baptismo são os homens
enxertados no mistério pascal de Cristo: mortos com Ele, sepultados com
Ele, com Ele ressuscitados; recebem o espírito de adopção filial que «nos
faz clamar: Abba, Pai» (Rom. 8,15), transformando-se assim nos verdadeiros
adoradores que o Pai procura. E sempre que comem a Ceia do Senhor, anunciam
igualmente a sua morte até Ele vir.

Pela Liturgia da terra participamos, saboreando-a já, na Liturgia celeste
celebrada na cidade santa de Jerusalém, para a qual, como peregrinos nos
dirigimos e onde Cristo está sentado à direita de Deus, ministro do
santuário e do verdadeiro tabernáculo; por meio dela cantamos ao Senhor um
hino de glória com toda a milícia do exército celestial, esperamos ter
parte e comunhão com os Santos cuja memória veneramos, e aguardamos o
Salvador, Nosso Senhor Jesus Cristo, até Ele aparecer como nossa vida e nós
aparecermos com Ele na glória.

(Referências bíblicas : Mc 16,15; Rm 6,4; 8,15; Jo 4,23; 1Co 11,26; Ap
21,2; He 8,2; Col 3,4)




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.