"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12

17/11/2008

Homilias de Bento XVI são publicadas em livro


Foi apresentado nesta quarta-feira, 5, em Roma o livro "Homilias. O ano litúrgico refletido por Joseph Ratzinger, o Papa", de autoria do jornalista italiano Sandro Magister.

Presente no evento, vigário geral emérito de Roma, o Cardeal Camillo Ruini, declarou que "as páginas do livro contêm um tesouro muito precioso". "As homilias, frisou, são uma expressão da teologia do Santo Padre, de sua capacidade de catequista; mas, sobretudo, são um ato específico porque são parte da liturgia".

Nelas, ainda segundo o vigário emérito, "manifesta-se muito bem a unidade entre as escrituras sagradas e o pensamento teológico que o Papa tem afirmado em seus pronunciamentos magisteriais".

"Tudo o que ele diz em seus pronunciamentos repercute em suas homilias", concluiu.

Academia para a vida: Doação de órgãos é ato de amor


Médicos e cientistas de diversos países do mundo estão reunidos desde ontem, 6, e até amanhã, no Auditório da Conciliação em Roma, para participar do Congresso internacional "Um dom da vida. Considerações sobre a doação de órgãos". O encontro, organizado pela Pontifícia Academia para a Vida, analisa o sistema de transplantes em nível internacional. Hoje, os participantes serão recebidos pelo Papa.

O presidente da Pontifícia Academia para a Vida, Dom Rino Fisichella, explicou o significado do tema: "Como sabemos, o tema apresenta muitas nuances. Certamente os ouvintes se recordam do primeiro transplante de coração, efetuado mais de 40 anos atrás, pelo professor Barnard, em Cidade do Cabo, na África do Sul. Bom, nestes 40 anos, a ciência médica fez progressos enormes. Acredito que chegou o momento de fazer uma verificação para entender os grandes passos, o grande progresso realizado e o espírito com o qual nos apresentamos ao futuro. Nós sabemos que a lista de pessoas que aguardam um transplante é realmente longa e ainda não existe a sensibilidade, em muitas populações, em várias áreas do mundo, para a doação de órgãos. Este momento é importante para solicitar uma reflexão a este respeito".

O presidente da Pontifícia Academia para a Vida acrescenta ainda um segundo ponto de discussão: "Não podemos fechar os olhos diante dos graves problemas éticos conseqüentes do tráfico de órgãos, que infelizmente, envolve pessoas inocentes. Portanto, estes dois elementos nos impõem uma reflexão, seja em nível científico-médico, seja com todos os componentes antropológicos, éticos, legais, sociais e culturais".

Dom Rino Fisichella esclarece a posição da Igreja católica sobre o transplante de órgãos: "A posição da Igreja está bem expressa no Catecismo da Igreja Católica, que explica que ela aceita e acolhe o transplante de órgãos. Naturalmente, existem limites. Antes de tudo, não deve haver desproporção entre doação de órgãos e a manutenção da própria identidade pessoal e nem com a terapia e as soluções que o transplante pode acarretar".

De acordo com Dom Rino Fisichella, a Igreja vê o transplante de órgãos como uma dimensão profunda de um testemunho de caridade, um testemunho de amor. Enfim, pode-se falar de doação de órgãos como um dom para a vida, na medida em que permanece sempre um dom baseado na liberdade, que não tem em sua raiz algum desejo de lucro, como se verifica no tráfico de órgãos.

Trabalhadores encontram no lixo forma para enfrentar desemprego

Nem só de reciclagem vive o lixo. Em São José dos Campos, interior de São Paulo, uma cooperativa encontra no lixo diversos objetos antigos que retratam também um pouco da história dos moradores da cidade. Dos lugares onde menos se espera, a vida recicla a dignidade e a história de quem vive do que a sociedade descarta.

Nesta cooperativa são recolhidos, por mês, cerca de 50 toneladas de material reciclável. Na maioria, papel e garrafa PET. Ao todo, cerca de 30 trabalhadores encontraram no lixo uma forma para enfrentar o problema do desemprego.

Hoje, as cooperativas são importantes instrumentos de colaboração com as empresas. O Brasil gera 140 mil toneladas de lixo por dia. A metade ainda segue direto para os lixões sem tratamento algum.

O material mais aproveitado no país é o alumínio: No ano passado, foram reciclados 95,7%. Recolher materiais recicláveis é uma prática cada vez mais comum em nosso país. O Brasil é recordista mundial em reciclagem de alumínio.



PARTIDA DE GOLFE NO CÉU

Moisés, Jesus e um velhinho de barba estão jogando golfe. Moisés pega seu taco e manda a bola. Ela sobe numa bela parábola e cai diretamente dentro do lago.
Moisés não se aperta: ele levanta o taco e as águas se abrem, deixando-lhe a passagem para dar uma nova tacada.
Em seguida, e a vez de Jesus. Ele pega seu taco, e, numa parábola perfeita (afinal, parábola e sua especialidade), ele manda a bola no lago, onde cai numa vitória-régia. Sem se abalar, Jesus caminha sobre a água ate a bola, e da a tacada seguinte.
O velhinho pega seu taco, e num gesto de quem nunca jogou golfe na vida, manda a bola por cima da cerca. Acaba pulando sobre um caminhão, e da numa árvore. Da árvore, a bola cai no telhado de uma casa, rola pela calha, segue pelo ralo, vai ate a boca-de-lobo de onde e lançada num canal que a manda para o lago acima mencionado. Chegando no lago, ela esbarra numa pedra e pula para a margem onde ela finalmente para. Um grande sapo que esta ao lado engole a bola. E de repente, lá do céu baixa um gavião que pega o sapo com a bola. Ele voa por cima do campo de golfe, e o sapo acaba vomitando a bola que cai perfeitamente dentro do buraco!

Moisés se vira para Jesus e diz: "É por isso que eu não gosto de jogar com seu Pai".

Novena de Nossa Senhora das Graças

Irmãos e Irmãs! Hoje é o dia de iniciarmos a Novena à Nossa Senhora das Graças! Acompanhe conosco por aqui esta maravilhosa novena. Todo dia traremos as orações e um pouco da história desta aparição de Nossa Senhora aprovada pela Igreja que originou a Medalha Milagrosa.
Ore conosco!

Informações Gerais:

pesquisa: Regina Perina

A MEDALHA MILAGROSA

Santa Catarina Labouré foi distinguida no dia 27 de novembro de 1830, com a aparição da Virgem Santíssima.

Nossa Senhora tinha os dedos cobertos de anéis e pedrarias de indizível beleza, dos quais desprendiam raios luminosos para todos os lados, envolvendo a Virgem de extraordinário esplendor.

Maria Santíssima disse: Eis o símbolo das graças que derramamos sobre as pessoas que as pedem.

Como se não pudesse com o peso das graças, os braços se abaixaram e se abriram na atitude graciosa que se vê na medalha milagrosa. Formou-se então, em torno da Virgem Maria, um quadro onde se liam em letras de ouro essas palavras: Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorrremos a Vós.

A Santíssima Virgem confiou-lhe então esta missão:

Manda cunhar uma medalha por este modelo. As pessoas que a usarem receberão grandes graças; hão de ser abundantes as graças para os que a trouxerem com confiança.

A Virgem Maria fez compreender a Santa Catarina o quanto lhe são agradáveis s orações dos que a invocam, e quanto é generosa em conceder o que lhe pedem.

Reza-se a novena em qualquer época do ano e muito especialmente de 18 a 26 de novembro em preparação para a Grande Festa no dia 27 de novembro.


Súplica a Nossa Senhora (rezar todos os dias da novena):

Ó Imaculada Virgem! Mãe de DEUS e nossa Mãe, ao contemplar-Vos de braços abertos derramando graças sobre os que vô-las pedem, cheios de confiança na vossa poderesa intercessão, embora reconhecendo a nossa indignidade, por causa de nossas numerosas culpas, acercamo-nosde vossos pés, para Vos expor durante esta novena, as nossas mais prementes necessidades (mencionar as necessidades).

Concedei, pois, ó Virgem da Medalha Milagrosa este favor que confiantes Vos solicitamos, para maior glória de Deus, engrandecimento do Vosso Nome, e bem de nossas almas, e para melhor servirmos ao vosso Divino Filho, inspirai-nos um profundo ódio ao pecado e dai-nos coragem de nos afirmarmos sempre, verdadeiros cristãos.

PRIMEIRO DIA: (Primeira Aparição)

Contemplemos a Virgem Imaculada, em sua primeira aparição a Santa Catarina Labouré. A piedosa noviça, guiada por seu Anjo da Guarda, é apresentada à Imaculada Senhora. Consideremos sua inefável alegria. Seremos também felizes como Santa Catarina, se trabalharmos com ardor para nossa santificação. Gozaremos as delícias do paraíso, se nos privarmos dos gozos terrenos. Amém.
3 Ave-Marias.

Reze: 3 AVE-MARIAS, acrescentando em cada uma: Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós.


Oração Final (rezar todos os dias da novena):

Santíssima Virgem, eu creio e confesso vossa santa e Imaculada Conceição, pura e sem mancha. Ó puríssima Virgem Maria, por vossa Conceição Imaculada e gloriosa prerrogativa de Mãe de Deus, alcançai-me de vosso amado Filho a humildade, a caridade, a obediência, a castidade, a santa pureza de coração, de corpo e espírito, a perseverança na prática do bem, uma santa vida e uma boa morte, e a graça (peça a graça) que peço com toda a confiança. Amém.


Mais usuários podem trocar de operadora e manter número

O número do telefone agora é do usuário e não da operadora. A portabilidade numérica já é uma realidade em algumas regiões do país. Como o acesso está acontecendo de forma gradual, a partir de 11/11 mais oito milhões de pessoas podem trocar de operadora sem perder o número do telefone.



Uruguai veta descriminalização do aborto


O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, vetou, hoje, 14, o capítulo do projeto da Lei de Saúde Sexual e Reprodutiva que prevê a descriminação do aborto.

Vázquez tomou sua decisão antes mesmo dos dez dias de prazo de que dispunha para pronunciar-se. O veto presidencial deve ser respaldado por pelo menos um ministro e, sendo assim, a titular da pasta da Saúde, María Julia Muñoz, também assinou o documento de veto.

Na terça-feira, o Congresso aprovou, integralmente, o projeto de lei que permite o aborto nas doze primeiras semanas de gestação, em casos de "penúria econômica, problemas sociais, familiares ou de idade".

A legislação em vigor, de 1938, só admite a interrupção da gravidez em caso de estupro ou risco de morte da mãe, e prevê penas de prisão para aqueles que praticam abortos, consentidos ou não.

Os bispos haviam anunciado a excomunhão para os parlamentares que apoiavam o projeto de lei.

O Legislativo pode, agora, acatar ou suspender o veto presidencial. Para suspendê-lo é preciso que, pelo menos 18 senadores e 60 deputados (3/5 do Congresso) se declarem contrários à decisão de Vázquez, o que será muito difícil, segundo os analistas.

Liturgia Diária!!!

Segunda-feira, dia 17 de Novembro de 2008
Segunda-feira da 33ª semana do Tempo Comum

Santa Isabel, rainha da Hungria, +1231



Comentário ao Evangelho do dia feito por
S. Gregório o Grande : «O homem começou a ver e seguia Jesus dando glória a Deus»

Leituras

Apoc. 1,1-4.2,1-5.
Revelação de Jesus Cristo. Deus encarregou-o de manifestar aos seus servos
as coisas que brevemente devem acontecer e que Ele comunicou pelo anjo que
enviou ao seu servo João,
o qual atesta que tudo o que viu é Palavra de Deus e testemunho de Jesus
Cristo.
Feliz o que lê e os que escutam a mensagem desta profecia e põem em prática
o que nela está escrito, porque o tempo está próximo.
João saúda as sete igrejas da província da Ásia: graça e paz da parte
daquele que é, que era e que há-de vir, da parte dos sete espíritos que
estão diante do seu trono
Ao anjo da igreja de Éfeso, escreve: «Isto diz o que tem na mão direita as
sete estrelas, o que caminha no meio dos sete candelabros de ouro:
'Conheço as tuas obras, as tuas fadigas e a tua constância. Sei também que
não podes tolerar os malvados e que puseste à prova os que se dizem
apóstolos – mas não o são – e os achaste mentirosos;
tens constância, sofreste por causa de mim e não perdeste a coragem.
No entanto, tenho uma coisa contra ti: abandonaste o teu primitivo amor.
Lembra-te, pois, donde caíste, arrepende-te e torna a proceder como ao
princípio. Se não procederes assim e não te arrependeres, Eu virei ter
contigo e retirarei o teu candelabro do seu lugar.


Salmos 1,1-2.3.4.6.
Feliz o homem que não segue o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho
dos pecadores, nem toma parte na reunião dos libertinos;
antes põe o seu enlevo na lei do SENHOR e nela medita dia e noite.
como a árvore plantada à beira da água corrente: dá fruto na estação
própria e a sua folhagem não murcha; em tudo o que faz é bem sucedido.
Mas os ímpios não são assim! São como a palha que o vento leva.
SENHOR conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios conduz à
perdição.


Lucas 18,35-43.
Quando se aproximavam de Jericó, estava um cego sentado a pedir esmola à
beira do caminho.
Ouvindo a multidão que passava, perguntou o que era aquilo.
Disseram-lhe que era Jesus de Nazaré que ia a passar.
Então, bradou: «Jesus, Filho de David, tem misericórdia de mim!»
Os que iam à frente repreendiam-no, para que se calasse. Mas ele gritava
cada vez mais: «Filho de David, tem misericórdia de mim!»
Jesus parou e mandou que lho trouxessem. Quando o cego se aproximou,
perguntou-lhe:
«Que queres que te faça?» Respondeu: «Senhor, que eu veja!»
Jesus disse-lhe: «Vê. A tua fé te salvou.»
Naquele mesmo instante, recobrou a vista e seguia-o, glorificando a Deus. E
todo o povo, ao ver isto, deu louvores a Deus.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

S. Gregório o Grande (c. 540-640), Papa, Doutor da Igreja
Sermões sobre o Evangelho, nº 2; PL 76, 1081 ( Trad. Luc comentada, DDB 1987, p139 rev.)

«O homem começou a ver e seguia Jesus dando glória a Deus»


O Nosso Redemptor, prevendo que os discípulos ficassem perturbados com a
sua Paixão, anuncia-lhes com muita antecedência os sofrimentos da sua
Paixão e a glória da sua Ressurreição (Luc 18, 31-33). Assim, vendo-o
morrer como lhes anunciara, não duvidariam da sua Ressurreição. Mas, presos
ainda à nossa condição carnal, os discípulos não podiam compreender estas
palavras anunciando o mistério (v. 34). É então que intervém um milagre:
debaixo dos seus olhos, um cego recupera a visão, para que aqueles que eram
incapazes de assimilar as palavras do mistério sobrenatural fossem
sustentados na sua fé à vista de um acto sobrenatural.

É que devemos ter um duplo olhar sobre os milagres do nosso Salvador e
Mestre: são factos que devemos aceitar como tais e são signos que remetem
para outra coisa... Assim, no plano da história, não sabemos nada acerca de
quem era este cego. Mas que ele é designado de forma obscura, sabemo-lo.
Este cego é o género humano expulso, na pessoa do seu primeiro pai, da
alegria do Paraíso, que não tem qualquer conhecimento da luz divina e está
condenado a viver nas trevas. Contudo, a presença do seu Redemptor
ilumina-o: ele começa a ver as alegrias da luz interior, e, desejando-as,
pode pôr os pés na caminhada de vida das boas obras.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org