23 de jan de 2009

Liturgia Diária!!!

Sexta-feira, dia 23 de Janeiro de 2009
Sexta-feira da 2ª semana do Tempo Comum

Santo Ildefonso, bispo, +667



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Concílio Vaticano II : «Chamou os que Ele queria»

Leituras

Heb. 8,6-13.
Mas, de facto, ele obteve um ministério tanto mais elevado, quanto maior é
a aliança de que é mediador, a qual foi estabelecida sobre melhores
promessas.
Se, na verdade, a primeira fosse perfeita, não haveria lugar para a
segunda.
De facto, censurando-os, diz: Eis que vêm dias, diz o Senhor, em que farei
com a casa de Israel e com a casa de Judá uma aliança nova,
não como a aliança que fiz com os seus pais no dia em que os tomei pela
mão, para os fazer sair do Egipto; porque eles não permaneceram na minha
aliança, também Eu me desinteressei deles – diz o Senhor.
Esta é a aliança que estabelecerei com a casa de Israel, depois daqueles
dias. Diz o Senhor: Porei as minhas leis na sua mente e as imprimirei nos
seus corações; serei o seu Deus e eles serão o meu povo.
Ninguém ensinará o seu próximo nem o seu irmão, dizendo: 'Conhece o
Senhor'; porque todos me conhecerão, do mais pequeno ao maior,
pois perdoarei as suas iniquidades e não mais me lembrarei dos seus
pecados.
Ao falar de uma aliança nova, Deus declara antiquada a primeira; ora, o que
se torna antiquado e envelhece está prestes a desaparecer.


Salmos 85,8.10.11-12.13-14.
Mostra nos, SENHOR, a tua misericórdia, concede nos a tua salvação.
A salvação está perto dos que o temem e a sua glória habitará na nossa
terra.
O amor e a fidelidade vão encontrar-se. Vão beijar-se a justiça e a paz.
Da terra vai brotar a verdade e a justiça descerá do céu.
O próprio SENHOR nos dará os seus bens e a nossa terra produzirá os seus
frutos.
A justiça caminhará diante dele e a paz, no rasto dos seus passos.


Marcos 3,13-19.
Jesus subiu depois a um monte, chamou os que Ele queria e foram ter com
Ele.
Estabeleceu doze para estarem com Ele e para os enviar a pregar,
com o poder de expulsar demónios.
Estabeleceu estes doze: Simão, ao qual pôs o nome de Pedro;
Tiago, filho de Zebedeu, e João, irmão de Tiago, aos quais deu o nome de
Boanerges, isto é, filhos do trovão;
André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu,
Simão, o Cananeu,
e Judas Iscariotes, que o entregou.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Concílio Vaticano II
Constituição Dogmática sobre a Igreja, «Lumen Gentium», §§ 18-20

«Chamou os que Ele queria»

Este sagrado Concílio, seguindo os passos do Concílio Vaticano I, com ele
ensina e declara que Jesus Cristo, pastor eterno, edificou a Igreja
enviando os apóstolos como Ele fora enviado pelo Pai (Jo 20, 21); e quis
que os sucessores deles, os bispos, fossem pastores na Sua Igreja até ao
fim dos tempos. Mas, para que o mesmo episcopado fosse uno e indiviso,
colocou o bem-aventurado Pedro à frente dos outros apóstolos e nele
instituiu o princípio e fundamento perpétuo e visível da unidade de fé e
comunhão. [...]

O Semhor Jesus, depois de ter orado ao Pai, chamando a Si os que Ele quis,
elegeu doze para estarem com Ele e para os enviar a pregarem o Reino de
Deus (Mc 3, 13-19; Mt 10, 1-42); constituiu estes apóstolos em colégio, ou
grupo estável, e deu-lhes como chefe Pedro, escolhido de entre eles (Jo 21,
15-17). Enviou-os primeiro aos filhos de Israel e, depois, a todos os povos
(Rom 1, 16), para que, participando do Seu poder, fizessem de todas as
gentes discípulos Seus e as santificassem e governassem (Mt 28, 16-20; Mc
16, 15; Lc 24, 45-48; Jo 20, 21-23), e deste modo propagassem e
apascentassem a Igreja, servindo-a, sob a direcção do Senhor, todos os dias
até ao fim dos tempos (Mt 28, 20). No dia de Pentecostes, foram plenamente
confirmados nesta missão (Act 2, 1-26), segundo a promessa do Senhor:
«Recebereis a força do Espírito Santo que descerá sobre vós, e sereis
Minhas testemunhas em Jerusalém e em toda a Judeia e Samaria, e até aos
confins da terra» (Act 1, 8).

E os apóstolos, pregrando por toda a parte o Evangelho (Mc 16, 20),
recebidos pelos ouvintes graças à acção do Espírito Santo, reúnem a Igreja
universal que o Senhor fundou sobre os apóstolos e levantou sobre o
bem-aventurado Pedro, seu chefe, sendo Jesus Cristo a suma pedra angular
(Apoc 21, 14; Mt 16, 18; Ef 2, 20). A missão divina confiada por Cristo aos
apóstolos durará até ao fim dos tempos (Mt 28, 20), uma vez que o Evangelho
que eles devem anunciar é em todo o tempo o princípio de toda a vida na
Igreja.





Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.