7 de fev de 2009

Liturgia Diária!!!

Sabado, dia 07 de Fevereiro de 2009
Cinco Chagas do Senhor (Festa)

As Cinco Chagas do Senhor (festa em Portugal)
Beata Eugénia Smet (Madre Maria da Providência), religiosa. +1871



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Bernardo : «Tirareis com alegria água das fontes da salvação»

Leituras

Is. 53,1-10.
Quem acreditou no nosso anúncio? A quem foi revelado o braço do SENHOR?
O servo cresceu diante do SENHOR como um rebento, como raiz em terra árida,
sem figura nem beleza. Vimo-lo sem aspecto atraente,
desprezado e abandonado pelos homens, como alguém cheio de dores, habituado
ao sofrimento, diante do qual se tapa o rosto, menosprezado e
desconsiderado.
Na verdade, ele tomou sobre si as nossas doenças, carregou as nossas dores.
Nós o reputávamos como um leproso, ferido por Deus e humilhado.
Mas foi ferido por causa dos nossos crimes, esmagado por causa das nossas
iniquidades. O castigo que nos salva caiu sobre ele, fomos curados pelas
suas chagas.
Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas perdidas, cada um seguindo o
seu caminho. Mas o SENHOR carregou sobre ele todos os nossos crimes.
Foi maltratado, mas humilhou-se e não abriu a boca, como um cordeiro que é
levado ao matadouro, ou como uma ovelha emudecida nas mãos do tosquiador.
Sem defesa, nem justiça, levaram-no à força. Quem é que se preocupou com o
seu destino? Foi suprimido da terra dos vivos, mas por causa dos pecados do
meu povo é que foi ferido.
Foi-lhe dada sepultura entre os ímpios, e uma tumba entre os malfeitores,
embora não tenha cometido crime algum, nem praticado qualquer fraude.
Mas aprouve ao SENHOR esmagá-lo com sofrimento, para que a sua vida fosse
um sacrifício de reparação. Terá uma posteridade duradoura e viverá longos
dias, e o desígnio do SENHOR realizar-se-á por meio dele.


Salmos 22(21),7-8.15-23.
Eu, porém, sou um verme e não um homem, o opróbrio dos homens e o desprezo
da plebe.
Todos os que me vêem escarnecem de mim; estendem os lábios e abanam a
cabeça.
Fui derramado como água; e todos os meus ossos se desconjuntaram; o meu
coração tornou se como cera e derreteu se dentro do meu peito.
A minha garganta secou se como barro cozido e a minha língua pegou se-me ao
céu da boca; reduziste me ao pó da sepultura.
Estou rodeado por matilhas de cães, envolvido por um bando de malfeitores;
trespassaram as minhas mãos e os meus pés:
posso contar todos os meus ossos. Eles olham para mim cheios de espanto!
Repartem entre si as minhas vestes e sorteiam a minha túnica.
Mas Tu, SENHOR, não te afastes de mim! És o meu auxílio: vem socorrer me
depressa!
Livra a minha alma da espada, e, das garras dos cães, a minha vida.
Salva me da boca dos leões; livra me dos chifres dos búfalos.
Então anunciarei o teu nome aos meus irmãos e te louvarei no meio da
assembleia.


João 19,28-37.
Depois disso, Jesus, sabendo que tudo se consumara, para se cumprir
totalmente a Escritura, disse: «Tenho sede!»
Havia ali uma vasilha cheia de vinagre. Então, ensopando no vinagre uma
esponja fixada num ramo de hissopo, chegaram-lha à boca.
Quando tomou o vinagre, Jesus disse: «Tudo está consumado.» E, inclinando a
cabeça, entregou o espírito.
Como era o dia da Preparação da Páscoa, para evitar que no sábado ficassem
os corpos na cruz, porque aquele sábado era um dia muito solene, os judeus
pediram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas e fossem retirados.
Os soldados foram e quebraram as pernas ao primeiro e também ao outro que
tinha sido crucificado juntamente.
Mas, ao chegarem a Jesus, vendo que já estava morto, não lhe quebraram as
pernas.
Porém, um dos soldados traspassou-lhe o peito com uma lança e logo brotou
sangue e água.
Aquele que viu estas coisas é que dá testemunho delas e o seu testemunho é
verdadeiro. E ele bem sabe que diz a verdade, para vós crerdes também.
É que isto aconteceu para se cumprir a Escritura, que diz: Não se lhe
quebrará nenhum osso.
E também outro passo da Escritura diz: Hão-de olhar para aquele que
trespassaram.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Bernardo (1091-1153), monge cisterciense e Doutor da Igreja
Homilias sobre o Cântico dos Cânticos, nº 61, 3-5

«Tirareis com alegria água das fontes da salvação»

Onde poderá a nossa fragilidade encontrar repouso e segurança, a não ser
nas chagas do Salvador? [...] Trespassaram-Lhe as mãos e os pés, e o lado
com um golpe de lança. Destas três chagas abertas jorrou o mel dos rochedos
que me sacia (Sl 80, 17) e o óleo que corre sobre a dura pedra e me permite
«saborear e ver como é bom o Senhor» (Sl 33, 9). Ele formava desígnios de
prosperidade (Jer 29, 11) e eu não sabia. «Pois quem conheceu o pensamento
do Senhor? Ou quem foi o Seu conselheiro?» (Rom, 11, 34). Mas a lança que
Nele penetrou veio a ser para mim a chave que abriu o mistério dos Seus
desígnios.

Como posso deixar de ver por estas aberturas? Os pregos e as chagas clamam
que, na pessoa de Cristo, Deus Se reconcilia verdadeiramente com o mundo. O
ferro trespassou-Lhe a carne e tocou-Lhe o coração, a fim de que Ele Se
compadecesse das minhas fraquezas. O segredo do Seu coração aparece a nu
nas chagas do Seu corpo; vemos a descoberto o grande mistério da Sua
bondade, dessa misericordiosa ternura do nosso Deus, dessa luz que veio
visitar-nos do alto (Lc 1, 78). E como pode semelhante ternura não se
manifestar nas Suas chagas? Como haverias de mostrar com mais clareza do
que através das chagas que Tu, Senhor, és doce e compassivo e de grande
misericórdia, uma vez que não há maior amor do que dar a vida (Jo 15, 13)
por condenados à morte?

O meu mérito reside pois, todo ele, na piedade do Senhor, e não me faltará
o mérito enquanto Lhe não faltar a piedade. Se as misericórdias do Senhor
se multiplicarem, numerosos serão os meus méritos. E que me acontecerá, se
tiver de me acusar de múltiplas faltas? «Onde abundou o pecado,
superabundou a graça» (Rom 5, 20). E, se «a graça do Senhor dura para
sempre» (Sl 102, 17), por mim, «hei-de cantar para sempre o amor do Senhor»
(Sl 88, 2). É essa a minha justiça? Senhor, só da Tua justiça me
recordarei; é ela a minha justiça, pois Tu Te tornaste para mim justiça de
Deus (Rom 1, 17).




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nos países onde não se celebra a festa das "Cinco Chagas do Senhor", as
leituras do dia são Hebreus 13, 15-21; Salmo 22(23), 1-6; Marcos 6, 30-34.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.