19 de fev de 2009

Liturgia Diária!!!

Quinta-feira, dia 19 de Fevereiro de 2009
Quinta-feira da 6ª semana do Tempo Comum

S. Conrado de Placência, confessor, +1351



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Cirilo de Jerusalém : «Pedro, desviando-se com Ele um pouco, começou a repreendê-Lo.»

Leituras

Gén. 9,1-13.
Deus abençoou Noé e os seus filhos, e disse-lhes: «Sede fecundos,
multiplicai-vos e enchei a terra.
Sereis temidos e respeitados por todos os animais da terra, por todas as
aves do céu, por tudo quanto rasteja sobre a terra e por todos os peixes do
mar; ponho-os à vossa disposição.
Tudo o que se move e tem vida servir-vos-á de alimento; dou-vos tudo isso
como já vos tinha dado as plantas verdes.
Porém, não comereis a carne com a sua vida, o sangue.
Ficai também a saber que pedirei contas do vosso sangue a todos os animais,
por causa das vossas vidas; e ao homem, igualmente, pedirei contas da vida
do homem, seu irmão.
A quem derramar o sangue do homem, pela mão do homem será derramado o seu,
porque Deus fez o homem à sua imagem.
Quanto a vós, sede fecundos e multiplicai-vos; espalhai-vos pela Terra e
multiplicai-vos sobre ela.»
A seguir, Deus disse a Noé e a seus filhos:
«Vou estabelecer a minha aliança convosco, com a vossa descendência futura
e com os demais seres vivos que vos rodeiam: as aves, os animais
domésticos, todos os animais selvagens que estão convosco, todos aqueles
que saíram da arca.
Estabeleço convosco esta aliança: não mais criatura alguma será exterminada
pelas águas do dilúvio e não haverá jamais outro dilúvio para destruir a
Terra.»
E Deus acrescentou: «Este é o sinal da aliança que faço convosco, com todos
os seres vivos que vos rodeiam e com as demais gerações futuras:
coloquei o meu arco nas nuvens, para que seja o sinal da aliança entre mim
e a Terra.


Salmos 102(101),16-18.19-21.29.22-23.
Os povos honrarão, SENHOR, o teu nome, e todos os reis da terra, a tua
majestade.
Quando o SENHOR reconstruir Sião e manifestar a sua glória,
há-de voltar-se para a oração do indigente e não desprezará as suas
súplicas.
Escrevam-se estas coisas para as gerações futuras, e os que hão-de nascer
louvarão o SENHOR.
SENHOR observa do alto do seu santuário; lá do céu, Ele olha para a terra,
para escutar os gemidos dos cativos e livrar os condenados à morte.
Os filhos dos teus servos hão-de viver tranquilos e a sua descendência
perdurará na tua presença.
Em Sião será anunciado o nome do SENHOR, e em Jerusalém, a sua glória,
quando os povos de todas as nações se reunirem para servirem o SENHOR.


Marcos 8,27-33.
Jesus partiu com os discípulos para as aldeias de Cesareia de Filipe. No
caminho, fez aos discípulos esta pergunta: «Quem dizem os homens que Eu
sou?»
Disseram-lhe: «João Baptista; outros, Elias; e outros, que és um dos
profetas.»
«E vós, quem dizeis que Eu sou?» perguntou-lhes. Pedro tomou a palavra, e
disse: «Tu és o Messias.»
Ordenou-lhes, então, que não dissessem isto a ninguém.
Começou, depois, a ensinar-lhes que o Filho do Homem tinha de sofrer muito
e ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e pelos doutores da
Lei, e ser morto e ressuscitar depois de três dias.
E dizia claramente estas coisas. Pedro, desviando-se com Ele um pouco,
começou a repreendê-lo.
Mas Jesus, voltando-se e olhando para os discípulos, repreendeu Pedro,
dizendo-lhe: «Vai-te da minha frente, Satanás, porque os teus pensamentos
não são os de Deus, mas os dos homens.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Cirilo de Jerusalém (313-350), Bispo de Jerusalém e Doutor da Igreja
Catequese baptismal n° 13, 3.6.23 (trad. breviário)

«Pedro, desviando-se com Ele um pouco, começou a repreendê-Lo.»

Não devemos ter vergonha da cruz do Salvador, mas devemos gloriar-nos nela.
«A linguagem da cruz é escândalo para os judeus, loucura para os gentios»,
mas para nós é salvação. É loucura para os que se perdem, e poder de Deus
para os que se salvam (1Cor 1, 18-24). Não foi apenas um homem que morreu,
mas o Filho de Deus, Deus feito homem. No tempo de Moisés, o cordeiro
afastou o anjo exterminador (Ex 12, 23); pois muito mais «o Cordeiro de
Deus que vai tirar o pecado do mundo» (Jo 1, 29) nos libertou dos nossos
pecados. [...]

Não foi obrigado que Ele deixou a vida, não foi pela força que foi imolado,
mas pela Sua própria vontade. Escutai o que nos diz: «Tenho poder para a
dar e para tornar a tomá-la» (Jo 10, 18). [...] Entregou-Se deliberadamente
à sua Paixão, feliz pela Sua entrega, sorrindo ao Seu triunfo, contente por
salvar os homens. Não teve vergonha da cruz, porque salvava a terra
inteira. Não era um pobre homem que sofria, mas Deus feito homem que ia
combater para obter o preço da paciência. [...]

Não te regozijes da cruz somente em tempos de paz; guarda a mesma fé em
tempos de perseguição; não sejas amigo de Jesus apenas em tempos de paz,
para te tornares Seu inimigo em tempos de guerra. Recebes agora o perdão
dos teus pecados e os dons espirituais prodigalizados pelo teu rei; quando
eclodir a guerra, combate com bravura pelo teu rei. Jesus foi crucificado
por ti, Ele que não tinha pecado. [...] Não foste tu que Lhe deste esta
graça, porque recebeste-a primeiro. Mas dá graças Àquele que pagou a tua
dívida sendo crucificado por ti no Gólgota.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.