21 de fev de 2009

Liturgia Diária!!!

Sabado, dia 21 de Fevereiro de 2009
Sábado da 6a semana do Tempo Comum

S. Pedro Damião, bispo, Doutor da Igreja, +1072



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São João Damasceno : «Este é o Meu Filho muito amado»

Leituras

Heb. 11,1-7.
Ora a fé é garantia das coisas que se esperam e certeza daquelas que não se
vêem.
Foi por ela que os antigos foram aprovados.
Pela fé, sabemos que o mundo foi organizado pela palavra de Deus, de modo
que o que se vê provém de coisas não visíveis.
Pela fé, Abel ofereceu a Deus um sacrifício maior que o de Caim; com base
nela, foi declarado justo, porque Deus aceitou os seus dons e, por meio
dela, fala ainda depois da morte.
Pela fé, Henoc foi arrebatado, para não ver a morte, e não foi encontrado
porque Deus o tinha levado. Porém, antes de ser levado, obtivera o
testemunho de que tinha agradado a Deus.
Ora, sem a fé é impossível agradar-lhe; e quem se aproxima de Deus tem de
acreditar que Ele existe e recompensa aqueles que o procuram.
Pela fé, Noé, avisado acerca de coisas que ainda se não viam, e, tomando o
aviso a sério, construiu uma Arca para salvar a sua família; por essa fé,
condenou o mundo e tornou-se herdeiro da justiça que se obtém pela fé.


Salmos 145(144),2-3.4-5.10-11.
Todos os dias te bendirei; louvarei o teu nome para sempre.
SENHOR é grande e digno de todo o louvor; a sua grandeza é insondável.
Cada geração contará à seguinte o louvor das tuas obras e todos proclamarão
as tuas proezas.
Anunciarão o esplendor da tua majestade e eu meditarei sobre as tuas
maravilhas.
Louvem-te, SENHOR, todas as tuas criaturas; todos os teus fiéis te
bendigam.
Dêem a conhecer a glória do teu reino e anunciem os teus feitos poderosos,


Marcos 9,2-13.
Seis dias depois, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João e levou-os, só a
eles, a um monte elevado. E transfigurou-se diante deles.
As suas vestes tornaram-se resplandecentes, de tal brancura que lavadeira
alguma da terra as poderia branquear assim.
Apareceu-lhes Elias, juntamente com Moisés, e ambos falavam com Ele.
Tomando a palavra, Pedro disse a Jesus: «Mestre, bom é estarmos aqui;
façamos três tendas: uma para ti, uma para Moisés e uma para Elias.»
Não sabia que dizer, pois estavam assombrados.
Formou-se, então, uma nuvem que os cobriu com a sua sombra, e da nuvem
fez-se ouvir uma voz: «Este é o meu Filho muito amado. Escutai-o.»
De repente, olhando em redor, já não viram ninguém, a não ser só Jesus, com
eles.
Ao descerem do monte, ordenou-lhes que a ninguém contassem o que tinham
visto, senão depois de o Filho do Homem ter ressuscitado dos mortos.
Eles guardaram a recomendação, discutindo uns com os outros o que seria
ressuscitar de entre os mortos.
E fizeram-lhe esta pergunta: «Porque afirmam os doutores da Lei que
primeiro há-de vir Elias?»
Jesus respondeu-lhes: «Sim; Elias, vindo primeiro, restabelecerá todas as
coisas; porém, não dizem as Escrituras que o Filho do Homem tem de padecer
muito e ser desprezado?
Pois bem, digo-vos que Elias já veio e fizeram dele tudo o que quiseram,
conforme está escrito.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São João Damasceno (c. 675-749), monge, teólogo, Doutor da Igreja
Homilia sobre a Transfiguração do Senhor, 18; PG 96, 573 (trad. Delhougne, Les Pères commentent, p. 504 rev.)

«Este é o Meu Filho muito amado»

«Uma voz dizia da nuvem: «Este é o Meu Filho muito amado, no Qual pus todo
o Meu enlevo; escutai-O!»» (Mt 17, 5). São estas as palavras do Pai saídas
da nuvem do Espírito: «Este é o Meu Filho muito amado, ele que é homem e
que tem a aparência de homem. Ontem fez-Se homem, viveu humildemente entre
vós; agora o Seu rosto resplandece. Este é o Meu Filho muito amado; Ele
existe desde antes dos séculos. Ele é o Filho único do Deus único. Fora do
tempo, foi eternamente gerado de Mim, o Pai. Não acedeu à existência depois
de Mim, mas desde toda a eternidade Ele é de Mim, está em Mim e coMigo».
[...]

Foi pela bondade do Pai que o Seu Filho único, o Seu Verbo, Se fez carne.
Foi pela Sua bondade que o Pai realizou, no Seu Filho único, a salvação do
mundo inteiro. Foi a bondade do Pai que fez a união de todas as coisas no
Seu Filho único. [...] Verdadeiramente, foi do agrado do Senhor de todas as
coisas, do Criador que governa o universo, unir no Seu Filho único a
divindade e a humanidade e, desse modo, toda a criatura, «para que Deus
seja tudo em todos» (1Cor 15, 28).

«Este é o Meu Filho muito amado, «o resplendor da Minha glória, a imagem da
Minha substância», pelo qual também criei os anjos, pelo qual o céu foi
firmado e a terra estabelecida. Ele «sustém o universo pela Sua palavra
poderosa» (Heb 1, 3) e pelo sopro da Sua boca, quer dizer, pelo Espírito
que guia e dá a vida. Escutai-O, porque aquele que O recebe, recebe-Me a
Mim (Mc 9, 37), a Mim que O enviei, não pelo Meu poder soberano, mas ao
modo de um pai. Como homem, com efeito, foi enviado, mas como Deus, Ele
permanece em Mim e Eu nEle. [...] Escutai-O, porque Ele tem palavras de
vida eterna» (Jo 6, 68).




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.