23 de mar de 2009

A Embriaguez e o Vício...

Repórter: Jonathan Monteiro

alcoolismo_3

1Pd 4,3: “Já é muito que no tempo passado tenhais realizado a vontade dos pagãos, levando uma vida de dissoluções, de cobiças, de embriaguez, de glutonarias, de bebedeiras e de idolatrias abomináveis”.


Prezado católico, reflitamos sobre a embriaguez, sobre a urina de satanás, esse vício horrível que vem causando tantas destruições nas famílias e também na sociedade.

A embriaguez ou bebedeira não dignifica o homem, pelo contrário, o destrói. O bêbado é uma pessoa sem moral, nem seus familiares confiam nele; e nesse tipo de pessoa não há sabedoria, como está em Pr 20,1: “Insolente é o vinho, ruidoso o licor, não é sábio quem está estonteado por eles”.

Caríssimo católico, muitas pessoas dizem que bebem pinga ou outras bebidas alcoólicas, somente para passar tempo, ou então, que bebem socialmente, e que não tem nada de mal. Esse é o hino daqueles que já estão presos pelo vício da embriaguez. Você, prezado católico, pode perguntar para vários bêbados sobre esse beber socialmente, e tenho certeza de que todos dirão que iniciaram o vício da embriaguez, que hoje não conseguem mais abandoná-lo, foi no beber socialmente.

Prezado católico, nenhuma pessoa adquiriu o vicio da embriaguez bebendo logo no início uma garrafa de pinga, claro que não, primeiro foi uma colher, depois uma dose, depois uma xícara, depois um copo, e agora bebe diretamente na garrafa.

Caríssimo católico, cuidado com esses convites para beber socialmente, fuja desse tipo de gente, como está em Pr 23, 20: “Não estejas entre bebedores de vinho”, e em Rm 13, 13, diz: “Procedamos honestamente , como de dia, não vivendo em… bebedeiras”, e em 1 Cor 5, 11 diz: “… não vos associeis com… o beberrão…”.

Prezado católico, fuja também dos botecos, é preciso fugir dessas portas do inferno, dessas moradas dos demônios. São João Clímaco dizia o seguinte sobre os botecos: “Os botecos é a tenda do demônio, a escola onde o inferno prega e ensina a sua doutrina, é o lugar onde se vende as almas, onde se perdem as fortunas, o dinheiro, onde a saúde se perde, onde começam as rixas, as brigas e onde se começam os assassinatos”.

O boteco é também aquele lugar onde o idiota joga o seu dinheiro fora, ou então compra o veneno da bebida alcoólica para destruir a sua saúde. Deixa de comprar comida para a família, para comprar o veneno da pinga; esse tipo de gente não cresce na vida espiritual, nem na vida material, como está em Pr 23,21: “… o beberrão há de empobrecer”.

O boteco ou casas semelhantes, são lugares onde os beberrões escravizam sexualmente pessoas até de certa forma inocentes, dando- lhes bebida, para depois aproveitar das mesmas, como está em Hab 2,15: “Ai do que faz beber o seu próximo e mistura seu veneno até embriagá-lo para ver sua nudez”, e em Ef 5,18 diz: “Não vos embriagueis com vinho, que é uma fonte de devassidão”.

Caríssimo católico, em Ef, 5,18 diz: “… enchei-vos do Espírito”, e não de pinga, de cerveja e vinho; você que vive nos botecos, só encontrará nesses lugares o espírito de porco, e não o Espírito Santo.

Fuja dos botecos e da bebedeira! Quantos homens e mulheres já morreram assassinados por causa da maldita pinga ou da cerveja.

A bebedeira priva o homem da razão, e assim, comete muitas loucuras e inúmeras besteiras. A bebedeira é realmente uma desgraça. Quantas brigas dentro de casa, separações entre os casais e quebradeiras. Quanto escândalo para os filhos, por causa da maldita pinga e da cerveja.

Que tristeza para a mulher, que tem o desgosto de ver o marido aproximando de casa bêbado, cambaleando, a rua não lhe cabe, até parece que está cercando vinte frangos na estrada, e quando chega em casa, não consegue enxergar o portão de dois metros, é preciso que a esposa o ajude a entrar.

O homem bêbado é feio e escandaloso, mas a mulher bêbada, é o cúmulo do ridículo.

Será que é pecado beber? Muitas pessoas dizem que não, afirmam ser uma diversão e um passa tempo.

Quando se dá uma privação total do uso da razão, a embriaguez é completa e constitui pecado mortal.

Os sinais de embriaguez completa são:

1. Fazer coisas inteiramente desabituais;

2. Não discernir entre o bem e o mal;

3. Não ter recordação do que se disse ou o que fez, nesse estado, etc.

Os atos pecaminosos cometidos durante o estado de embriaguez, por exemplo: blasfêmias, desonestidades, mortes, revelação de segredos, são imputáveis ao bêbado, que os pode prever, ao menos confusamente.

Prezado católico, é bom saber que, aquelas pessoas que cooperam para que uma pessoa se embriague, cometem pecado mortal, e pecam mortalmente, também, aquelas que, podendo impedir a embriaguez de outrem, fazem o contrário, como por exemplo: aconselhando, festejando e proporcionando mais bebidas alcoólicas ao semi-embriagado.

Os donos dos botecos prestarão uma conta terrível para Deus no dia do juízo. São João Maria Vianney dizia o seguinte sobre os donos de botecos: “Roubam o pão das pobres esposas e de seus filhos, dando bebida a esses beberrões, que gastam no domingo aquilo que ganharam durante a semana. O demônio escarra em cima dos donos dos botecos”.

A embriaguez é um pecado contra o Quinto Mandamento. Beber em excesso é um pecado, porque prejudica a saúde e porque a intemperança produz facilmente outros efeitos nocivos. O pecado de embriaguez torna-se mortal quando afeta de tal modo o bebedor que este já não sabe o que faz. Mas beber um pouco mais da conta também pode ser um pecado mortal, se traz más conseqüências: se prejudica a saúde, se causa escândalo ou se leva a descurar os deveres para com Deus ou para com o próximo. Quem habitualmente bebe em excesso e se julga livre de pecado porque ainda não conserva a noção do tempo, em geral engana-se a si mesmo; raras vezes a bebida habitual deixa de produzir um mal grave à própria pessoa ou aos outros.

Caríssimo católico! Será que o bêbado entrará no céu?

A Bíblia diz que não! Em 1 Cor 6, 10 diz: “… os bêbados não possuirão o reino de Deus”.

Prezado Católico, é triste também presenciar nas festas da Igreja Católica a presença da pinga, da cerveja e do vinho. Isso é um escândalo, e esses padres prestarão uma conta terrível para Deus. O padre que aceita a bebida alcoólica nas festas dos santos comete pecado, e incentiva a bebedeira, e esse dinheiro é maldito.

Pe. Divino Antônio Lopes FP.

Fonte: COT-Reporter de Cristo.

Um comentário:

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.