3 de abr de 2009

Liturgia Diária!!!

Sexta-feira, dia 03 de Abril de 2009
Sexta-feira da 5ª semana da Quaresma

Santa Engrácia, virgem, mártir, +1050, S. Ricardo de Chichester, bispo, +1253



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Pedro Crisólogo : «Por que obra boa Me quereis apedrejar?»

Leituras

Jer. 20,10-13.
Ouvia invectivas da multidão: «Cerco de terror! Denunciai-o! Vamos
denunciá-lo!» Os que eram meus amigos espiam agora os meus passos: «Se o
enganarmos, triunfaremos dele, e dele nos vingaremos.»
O Senhor, porém, está comigo, como poderoso guerreiro. Por isso, os meus
perseguidores serão esmagados e cobertos de confusão, porque não hão-de
prevalecer. A sua ignomínia nunca se apagará da memória.
Mas Tu, Senhor do universo, examinas o justo, sondas os rins e os corações.
Que eu possa contemplar a tua vingança contra eles, pois a ti confiei a
minha causa!
Cantai ao Senhor, glorificai o Senhor, porque salvou a vida do pobre da mão
dos malvados.


Salmos 18(17),2-3.3-4.5-6.7.
Eu te amo, ó SENHOR, minha força.
O SENHOR é a minha rocha, fortaleza e protecção; o meu Deus é o abrigo em
que me refugio, o meu escudo, o meu baluarte de defesa.
O SENHOR é a minha rocha, fortaleza e protecção; o meu Deus é o abrigo em
que me refugio, o meu escudo, o meu baluarte de defesa.
Invoquei o SENHOR, que é digno de louvor, e fui salvo dos meus inimigos.
Cercaram me as ondas da morte e as vagas destruidoras encheram me de
terror;
envolveram me os laços do Abismo e lançaram me as suas redes fatais.
Na minha angústia invoquei o SENHOR e gritei pelo meu Deus. Do seu
santuário, Ele ouviu a minha voz; o meu clamor chegou aos seus ouvidos.


João 10,31-42.
Então, os judeus voltaram a pegar em pedras para o apedrejarem.
Jesus replicou-lhes: «Mostrei-vos muitas obras boas da parte do Pai; por
qual dessas obras me quereis apedrejar?»
Responderam-lhe os judeus: «Não te queremos apedrejar por qualquer obra
boa, mas por uma blasfémia: é que Tu, sendo um homem, a ti próprio te fazes
Deus.»
Jesus respondeu-lhes: «Não está escrito na vossa Lei: 'Eu disse: vós sois
deuses'?
Se ela chamou deuses àqueles a quem se dirigiu a palavra de Deus e a
Escritura não se pode pôr em dúvida
a mim, a quem o Pai consagrou e enviou ao mundo, como é que dizeis: 'Tu
blasfemas', por Eu ter dito: 'Sou Filho de Deus'?
Se não faço as obras do meu Pai, não acrediteis em mim;
mas se as faço, embora não queirais acreditar em mim, acreditai nas obras,
e assim vireis a saber e ficareis a compreender que o Pai está em mim e Eu
no Pai.»
Por isso procuravam de novo prendê-lo, mas Ele escapou-se-lhes das mãos.
Depois, Jesus voltou a retirar-se para a margem de além-Jordão, para o
lugar onde ao princípio João tinha estado a baptizar, e ali se demorou.
Muitos vieram ter com Ele e comentavam: «Realmente João não realizou nenhum
sinal milagroso, mas tudo quanto disse deste homem era verdade.»
E muitos ali creram nele.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Pedro Crisólogo (c. 406-450), Bispo de Ravena, Doutor da Igreja
Sermão 108; PL 52, 499 (trad. Brésard, 2000 ans A, p. 220)

«Por que obra boa Me quereis apedrejar?»

«Rogo-vos, pois, irmãos, pela misericórdia de Deus» (Rom 12, 1): Paulo faz
um pedido, ou antes, através de Paulo, Deus faz um pedido, Ele que mais do
que ser temido quer ser amado. Deus faz um pedido porque quer ser menos
Senhor que Pai. [...] Ouve o Senhor pedir [através do Seu Filho]: «Dizia:
Estendia constantemente as mãos» (Is 65,2). Não é estendendo as mãos que
habitualmente se pede? «Estendia as mãos.» Para quem? «Para o povo.» Para
que povo? Um povo não apenas indócil, mas «rebelde». «Estendia as mãos»:
abre os Seus braços, dilata o Seu coração, apresenta o Seu peito, oferece o
Seu seio, faz de todo o Seu corpo um refúgio para demonstrar por meio desta
súplica a que ponto é Pai. Escuta Deus perguntar ainda: «Meu povo, que te
fiz, ou em que te contristei?» (Mi 6,3) Não diz Ele: «Se a Minha divindade
vos for desconhecida, não reconhecereis a Minha carne? Vede, vede em Mim o
vosso corpo, os vossos membros, as vossas entranhas, os vossos ossos, o
vosso sangue! E, se temeis o que é de Deus, porque não amais o que é vosso?
Se fugis do Senhor, porque não correis para o Pai?»

Mas a grandeza da Paixão, de que sois a causa, talvez vos encha de
confusão. Não temais! Esta cruz não é o Meu cadafalso, mas o da morte.
Estes pregos não fixam a dor em Mim, mas cravam mais profundamente em Mim o
amor que tenho por vós. Estas feridas não Me arrancam gritos, elas
introduzem-vos ainda mais no Meu coração. O esquartejamento do meu corpo
dá-vos um lugar ainda maior no Meu seio, não aumenta o Meu suplício. Não
perco o Meu sangue, antes o verto para pagar o vosso.

Vinde então, tornai a vir, reconhecei em Mim um Pai que vedes pagar o mal
com bem, a injustiça com o amor, grandes ferimentos com uma tão grande
ternura.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.