12 de abr. de 2009

Liturgia Diária!!!

Domingo, dia 12 de Abril de 2009
DOMINGO DA PÁSCOA NA RESSURREIÇÃO DO SENHOR

Domingo de Páscoa da Ressurreição do Senhor
S. Victor de Braga, mártir, +300



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Máximo de Turim : «Este é o dia que o Senhor fez, exultemos e cantemos de alegria»

Leituras

Actos 10,34.37-43.
Então, Pedro tomou a palavra e disse: «Reconheço, na verdade, que Deus não
faz acepção de pessoas,
Sabeis o que ocorreu em toda a Judeia, a começar pela Galileia, depois do
baptismo que João pregou:
como Deus ungiu com o Espírito Santo e com o poder a Jesus de Nazaré, o
qual andou de lugar em lugar, fazendo o bem e curando todos os que eram
oprimidos pelo diabo, porque Deus estava com Ele.
E nós somos testemunhas do que Ele fez no país dos judeus e em Jerusalém. A
Ele, que mataram, suspendendo-o de um madeiro,
Deus ressuscitou-o, ao terceiro dia, e permitiu-lhe manifestar-se,
não a todo o povo, mas às testemunhas anteriormente designadas por Deus, a
nós que comemos e bebemos com Ele, depois da sua ressurreição dos mortos.
E mandou-nos pregar ao povo e confirmar que Ele é que foi constituído, por
Deus, juiz dos vivos e dos mortos.
É dele que todos os profetas dão testemunho: quem acredita nele recebe,
pelo seu nome, a remissão dos pecados.»


Salmos 118(117),1-2.16-17.22-23.
Louvai o SENHOR, porque Ele é bom, porque o seu amor é eterno.
Diga a casa de Israel: «O seu amor é eterno.»
mão do SENHOR foi magnífica; a mão do SENHOR fez maravilhas.»
Não morrerei, antes viverei, para narrar as obras do SENHOR.
pedra que os construtores rejeitaram veio a tornar-se pedra angular.
Isto foi obra do SENHOR e é um prodígio aos nossos olhos.


Coloss. 3,1-4.
Portanto, já que fostes ressuscitados com Cristo, procurai as coisas do
alto, onde está Cristo, sentado à direita de Deus.
Aspirai às coisas do alto e não às coisas da terra.
Vós morrestes e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.
Quando Cristo, a vossa vida, se manifestar, então também vós vos
manifestareis com Ele em glória.


João 20,1-9.
No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo logo de manhã,
ainda escuro, e viu retirada a pedra que o tapava.
Correndo, foi ter com Simão Pedro e com o outro discípulo, o que Jesus
amava, e disse-lhes: «O Senhor foi levado do túmulo e não sabemos onde o
puseram.»
Pedro saiu com o outro discípulo e foram ao túmulo.
Corriam os dois juntos, mas o outro discípulo correu mais do que Pedro e
chegou primeiro ao túmulo.
Inclinou-se para observar e reparou que os panos de linho estavam
espalmados no chão, mas não entrou.
Entretanto, chegou também Simão Pedro, que o seguira. Entrou no túmulo e
ficou admirado ao ver os panos de linho espalmados no chão,
ao passo que o lenço que tivera em volta da cabeça não estava espalmado no
chão juntamente com os panos de linho, mas de outro modo, enrolado noutra
posição.
Então, entrou também o outro discípulo, o que tinha chegado primeiro ao
túmulo. Viu e começou a crer,
pois ainda não tinham entendido a Escritura, segundo a qual Jesus devia
ressuscitar dos mortos.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Máximo de Turim (?-c. 420), bispo
CC Sermão 53, sobre o salmo 117 ; PL 57, 361 (trad. coll. Migne n° 65, p. 126)

«Este é o dia que o Senhor fez, exultemos e cantemos de alegria»

«Este é o dia que o Senhor fez, exultemos e cantemos de alegria» (Sl 117,
24). Não é por acaso, meus irmãos, que lemos hoje este salmo em que o
profeta nos convida à alegria, em que o santo David convida toda a criação
a celebrar este dia; porque hoje a ressurreição de Cristo abriu a mansão
dos mortos, os novos baptizados da Igreja rejuvenesceram a terra, o
Espírito Santo mostrou o céu. O inferno, aberto, devolve os seus mortos; a
terra, rejuvenescida, faz eclodir os ressuscitados; e o céu abre-se em toda
a sua grandeza para acolher aqueles que a ele ascendem.O ladrão
subiu ao paraíso (Lc 23, 43); os corpos dos santos entram na cidade santa
(Mt 27, 53). [...] À ressurreição de Cristo, todos os elementos se elevam,
com uma espécie de impulso, até às alturas. O inferno entrega aos anjos
aqueles que mantinha presos, a terra envia para o céu aqueles que cobria, o
céu apresenta ao Senhor aqueles que acolheu. [...] A ressurreição de Cristo
é vida para os defuntos, perdão para os pecadores, glória para os santos.
Assim, o grande David convida toda a criação a festejar a ressurreição de
Cristo, incita-a a exultar de alegria neste dia que o Senhor fez.Dir-me-eis talvez [...] que o céu e o inferno não foram estabelecidos no
dia deste mundo; como podemos então pedir aos elementos que celebrem um dia
com o qual nada têm de comum? O certo é que este dia que o Senhor fez tudo
penetra, tudo contém, abraçando o céu, a terra e o inferno! A luz que é
Cristo não foi detida pelas paredes, não foi abalada pelos elementos, não
foi ensombrada pelas trevas. A luz de Cristo é um dia sem noite, um dia sem
fim. Por toda a parte resplandece, por toda a parte brilha, em toda a parte
permanece.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.