27 de abr de 2009

Liturgia Diária!!!

Segunda-feira, dia 27 de Abril de 2009
Segunda-feira da 3ª semana da Páscoa

Santa Zita, virgem, +1278



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Pedro o Venerável : «À procura de Jesus»

Leituras

Actos 6,8-15.
Cheio de graça e força, Estêvão fazia extraordinários milagres e prodígios
entre o povo.
Ora, alguns membros da sinagoga, chamada dos libertos, dos cireneus, dos
alexandrinos e dos da Cilícia e da Ásia, vieram para discutir com Estêvão;
mas era-lhes impossível resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele
falava.
Subornaram, então, uns homens para dizerem: «Ouvimo-lo proferir palavras
blasfemas contra Moisés e contra Deus.»
Provocaram, assim, a ira do povo, dos anciãos e dos escribas; depois,
surgindo-lhe na frente, arrebataram-no e levaram-no ao Sinédrio.
Aí, apresentaram falsas testemunhas que declararam: «Este homem não cessa
de falar contra este Lugar Santo e contra a Lei,
pois ouvimo-lo afirmar que Jesus, o Nazareno, destruiria este lugar e
mudaria as regras que Moisés nos legou.»
Todos os membros do Sinédrio tinham os olhos fixos nele e viram que o seu
rosto era como o rosto de um Anjo.


Salmos 119(118),23-24.26-27.29-30.
Ainda que os grandes conspirem contra mim, o teu servo meditará nas tuas
leis.
Os teus preceitos são as minhas delícias; são eles os meus conselheiros.
Dalet
Expus-te os meus caminhos e Tu me respondeste; ensina-me as tuas leis.
Faz-me compreender o caminho dos teus preceitos para meditar nas tuas
maravilhas.
Afasta-me dos caminhos da mentira; concede-me a graça da tua lei.
Escolhi o caminho da verdade e preferi as tuas sentenças.


João 6,22-29.
No dia seguinte, a multidão que ficara do outro lado do lago reparou que
ali não estivera mais do que um barco, e que Jesus não tinha entrado no
barco com os seus discípulos, mas que estes tinham partido sozinhos.
Entretanto, chegaram outros barcos de Tiberíades até ao lugar onde tinham
comido o pão, depois de o Senhor ter dado graças.
Quando viu que nem Jesus nem os seus discípulos estavam ali, a multidão
subiu para os barcos e foi para Cafarnaúm à procura de Jesus.
Ao encontrá-lo no outro lado do lago, perguntaram-lhe: «Rabi, quando
chegaste cá?»
Jesus respondeu-lhes: «Em verdade, em verdade vos digo: vós procurais-me,
não por terdes visto sinais miraculosos, mas porque comestes dos pães e vos
saciastes.
Trabalhai, não pelo alimento que desaparece, mas pelo alimento que perdura
e dá a vida eterna, e que o Filho do Homem vos dará; pois a este é que
Deus, o Pai, confirma com o seu selo.»
Disseram-lhe, então: «Que havemos nós de fazer para realizar as obras de
Deus?»
Jesus respondeu-lhes: «A obra de Deus é esta: crer naquele que Ele enviou.»



Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Pedro o Venerável (1092-1156), Abade de Cluny
Sermão sobre o elogio do Santo Sepulcro (trad. Sr Isabelle de la Source, Lire la Bible, Mediaspaul 2000, t. 6, p. 58)

«À procura de Jesus»

Escutai, povos de todo o mundo; escutai, nações espalhadas por toda a
superfície da terra; ouvi, tribos e raças diversas (cf. Ap 7, 9), todos vós
que vos julgáveis abandonados e que vos consideráveis até agora miseráveis,
ouvi e alegrai-vos: o vosso Criador não vos esqueceu. Ele não quis que a
Sua cólera retivesse por mais tempo as Suas misericórdias; na Sua bondade,
quer agora salvar, não só o pequeno número dos judeus, mas a imensa
multidão. Escutai o santo profeta Isaías [...]: «Naquele dia, a raiz de
Jessé será erguida como um sinal para os povos» (11,10). [...]

Como o próprio Jesus atestou, Ele é Aquele que «Deus Pai marcou com o Seu
selo», para que seja um sinal. Mas um sinal de quê? Para que, exaltado no
cimo do estandarte da cruz, qual serpente de bronze elevada no meio do
campo (Nm 21), Ele volte para Si os olhares, não só do povo judeu, mas de
todo o universo, e atraia para Si, pela Sua morte na cruz, o coração de
todos os homens. Assim, ensiná-los-á a pôr nEle toda a esperança. Ao
curar-lhes todas as fraquezas, ao perdoar-lhes todos os pecados, ao abrir a
todos o Reino dos Céus encerrado há tanto tempo, mostrar-lhes-á que é
verdadeiramente «Aquele que será enviado [...], Aquele que todas as nações
aguardavam» (Gn 49, 10). Este sinal, Ele próprio o elaborou para os povos,
a fim de «juntar os exilados de Israel e reunir os dispersos de Judá dos
quatro cantos da terra» (Is 11, 12).




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.