1 de mai de 2009

Liturgia Diária!!!

Sexta-feira, dia 01 de Maio de 2009
Sexta-feira da 3ª semana da Páscoa - Rogações

São José Operário, Santa Comba do Alentejo, martir, +300



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Columbano : «A Minha carne é uma verdadeira comida e o Meu sangue uma verdadeira bebida»

Leituras

Actos 9,1-20.
Saulo, entretanto, respirando sempre ameaças e mortes contra os discípulos
do Senhor, foi ter com o Sumo Sacerdote
e pediu-lhe cartas para as sinagogas de Damasco, a fim de que, se
encontrasse homens e mulheres que fossem desta Via, os trouxesse algemados
para Jerusalém.
Estava a caminho e já próximo de Damasco, quando se viu subitamente
envolvido por uma intensa luz vinda do Céu.
Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: «Saulo, Saulo, porque me
persegues?»
Ele perguntou: «Quem és Tu, Senhor?» Respondeu: «Eu sou Jesus, a quem tu
persegues.
Ergue-te, entra na cidade e dir-te-ão o que tens a fazer.»
Os seus companheiros de viagem tinham-se detido, emudecidos, ouvindo a voz,
mas sem verem ninguém.
Saulo ergueu-se do chão, mas, embora tivesse os olhos abertos, não via
nada. Foi necessário levá-lo pela mão e, assim, entrou em Damasco,
onde passou três dias sem ver, sem comer nem beber.
Havia em Damasco um discípulo chamado Ananias. O Senhor disse-lhe numa
visão: «Ananias!» Respondeu: «Aqui estou, Senhor.»
O Senhor prosseguiu: «Levanta-te, vai à casa de Judas, na rua Direita, e
pergunta por um homem chamado Saulo de Tarso, que está a orar neste
momento.»
Saulo, entretanto, viu numa visão um homem, de nome Ananias, entrar e
impor-lhe as mãos para recobrar a vista.
Ananias respondeu: «Senhor, tenho ouvido muita gente falar desse homem e a
contar todo o mal que ele tem feito aos teus santos, em Jerusalém.
E agora está aqui com plenos poderes dos sumos sacerdotes, para prender
todos quantos invocam o teu nome.»
Mas o Senhor disse-lhe: «Vai, pois esse homem é instrumento da minha
escolha, para levar o meu nome perante os pagãos, os reis e os filhos de
Israel.
Eu mesmo lhe hei-de mostrar quanto ele tem de sofrer pelo meu nome.»
Então, Ananias partiu, entrou na dita casa, impôs as mãos sobre ele e
disse: «Saulo, meu irmão, foi o Senhor que me enviou, esse Jesus que te
apareceu no caminho em que vinhas, para recobrares a vista e ficares cheio
do Espírito Santo.»
Nesse instante, caíram-lhe dos olhos uma espécie de escamas e recuperou a
vista. Depois, levantou-se e recebeu o baptismo.
Depois de se ter alimentado, voltaram-lhe as forças e passou alguns dias
com os discípulos, em Damasco.
Começou, então, imediatamente, a proclamar nas sinagogas que Jesus era o
Filho de Deus.


Salmos 117,1.2.
Louvai o SENHOR, todas as nações! Exaltai-o, todos os povos!
Porque o seu amor para connosco não tem limites e a fidelidade do SENHOR é
eterna!


João 6,52-59.
Então, os judeus, exaltados, puseram-se a discutir entre si, dizendo: «Como
pode Ele dar-nos a sua carne a comer?!»
Disse-lhes Jesus: «Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes mesmo a
carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em
vós.
Quem realmente come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna e
Eu hei-de ressuscitá-lo no último dia,
porque a minha carne é uma verdadeira comida e o meu sangue, uma verdadeira
bebida.
Quem realmente come a minha carne e bebe o meu sangue fica a morar em mim e
Eu nele.
Assim como o Pai que me enviou vive e Eu vivo pelo Pai, também quem de
verdade me come viverá por mim.
Este é o pão que desceu do Céu; não é como aquele que os antepassados
comeram, pois eles morreram; quem come mesmo deste pão viverá eternamente.»

Isto foi o que Ele disse em Cafarnaúm, ao ensinar na sinagoga.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Columbano (563-615), monge, fundador de mosteiros
Instrução Espiritual, 12, 2, 3 (trad. Bouchet, Lectionnaire, p. 309 rev.)

«A Minha carne é uma verdadeira comida e o Meu sangue uma verdadeira bebida»

Queridos irmãos, saciai a vossa sede nas águas da divina fonte de que
desejamos falar-vos: saciai-a, mas não a extingais; bebei, mas não vos
sintais saciados. A fonte viva, fonte de vida, chama-nos e diz: «Se alguém
tem sede, venha a Mim e beba» (Jo 7, 37). Compreendei o que bebeis. Que
vo-lo ensine o profeta Jeremias e a própria fonte de água viva: «Oráculo do
Senhor, [...] abandonou-Me, a Mim, nascente de águas vivas» (Jer 2, 13). É
pois o Senhor nosso Deus, Jesus Cristo, que é esta fonte de vida e que nos
convida a ir a Ele para que O bebamos. Bebe-O aquele que ama, bebe-O aquele
que se alimenta da Palavra de Deus. [...] Bebamos então da fonte que outros
abandonaram.

Para que comamos deste pão, para que bebamos desta fonte [...], Ele diz-Se
o pão vivo que dá a vida ao mundo (Jo 6, 51) e que nós devemos comer. [...]
Vede de onde mana esta fonte, vede de onde desce este pão: com efeito, são
o mesmo, o pão e a fonte, o Filho único, nosso Deus, Cristo Senhor, de que
devemos ter sempre fome.

O nosso amor no-Lo dá em alimento; o nosso desejo leva-nos a comê-Lo;
saciados, desejamo-Lo ainda. Corramos a Ele como a uma fonte e bebamos
sempre d'Ele no excesso do nosso amor, bebamo-Lo continuamente num desejo
sempre novo, alegremo-nos na doçura do Seu amor. O Senhor é doce e bom. Nós
O comemos e bebemos sem deixar de ter fome e sede d'Ele, pois não
saberíamos esgotar este alimento e esta bebida. Comemos deste pão sem o
esgotarmos; bebemos desta fonte e ela não seca. Este pão é eterno, esta
fonte jorra sem fim.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.