14 de mai de 2009

Liturgia Diária!!!

Quinta-feira, dia 14 de Maio de 2009
S. Matias, apóstolo - festa

S. Matias, Apóstolo
S. Miguel Garicoits, presbítero, +1863



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Tertuliano : «Dei-vos a conhecer tudo o que ouvi ao Meu Pai»

Leituras

Actos 1,15-17.20-26.
Por aqueles dias, Pedro levantou-se no meio dos irmãos encontravam-se
reunidas cerca de cento e vinte pessoas e disse:
«Irmãos, era necessário que se cumprisse o que o Espírito Santo anunciou na
Escritura pela boca de David a respeito de Judas, que foi o guia dos que
prenderam Jesus.
Ele, efectivamente, era um dos nossos e tinha recebido uma parte do nosso
ministério.
Está realmente escrito no Livro dos Salmos: 'Fique deserta a sua habitação
e não haja quem nela resida'. E ainda: 'Receba outro o seu encargo.'
Portanto, de entre os homens que nos acompanharam durante todo o tempo em
que o Senhor Jesus viveu no meio de nós,
a partir do baptismo de João até ao dia em que nos foi arrebatado para o
Alto, é indispensável que um deles se torne, connosco, testemunha da sua
ressurreição.»
Designaram dois: José, de apelido Barsabas, chamado Justo, e Matias.
Fizeram, então, a seguinte oração: «Senhor, Tu que conheces o coração de
todos, indica-nos qual destes dois escolheste
para ocupar, no ministério apostólico, o lugar abandonado por Judas, que
foi para o lugar que merecia.»
Depois, tiraram à sorte, e a sorte caiu em Matias, que foi incluído entre
os onze Apóstolos.


Salmos 113(112),1-2.3-4.5-6.7-8.
Louvai, servos do SENHOR, louvai o nome do SENHOR.
Bendito seja o nome do SENHOR, agora e para sempre.
Desde o nascer ao pôr-do-sol, seja louvado o nome do SENHOR.
SENHOR reina sobre todas as nações, a sua majestade está acima dos céus.
Quem é como o SENHOR, nosso Deus, que tem o seu trono nas alturas?
Ele se inclina, lá do alto, para observar o céu e a terra.
Ele levanta do pó o indigente e tira o pobre da miséria,
para o fazer sentar entre os grandes, entre os grandes do seu povo.


João 15,9-17.
«Assim como o Pai me tem amor, assim Eu vos amo a vós. Permanecei no meu
amor.
Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como
Eu, que tenho guardado os mandamentos do meu Pai, também permaneço no seu
amor.
Manifestei-vos estas coisas, para que esteja em vós a minha alegria, e a
vossa alegria seja completa.
É este o meu mandamento: que vos ameis uns aos outros como Eu vos amei.
Ninguém tem mais amor do que quem dá a vida pelos seus amigos.
Vós sois meus amigos, se fizerdes o que Eu vos mando.
Já não vos chamo servos, visto que um servo não está ao corrente do que faz
o seu senhor; mas a vós chamei- -vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo
o que ouvi ao meu Pai.
Não fostes vós que me escolhes-tes; fui Eu que vos escolhi a vós e vos
destinei a ir e a dar fruto, e fruto que permaneça; e assim, tudo o que
pedirdes ao Pai em meu nome Ele vo-lo concederá.
É isto o que vos mando: que vos ameis uns aos outros.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Tertuliano (c. 155-c. 220), teólogo
De praescriptione, 20-21; CCL 1, 201-203 (trad. Orval)

«Dei-vos a conhecer tudo o que ouvi ao Meu Pai»

Entre os seus discípulos, Cristo escolheu alguns, aos quais Se ligou mais
intimamente para os enviar a pregar entre todos os povos. Quando um deles
se separou dos restantes, recomendou aos outros onze, aquando do Seu
regresso ao Pai após a Sua Ressurreição, que fossem ensinar todas as
nações, baptizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mt 28,
19).

Imediatamente, os apóstolos – cujo nome significa «enviados» – escolheram
Matias como duodécimo para o lugar de Judas, de acordo com a profecia
contida no salmo de David (108, 8). Receberam, com a prometida pujança do
Espírito Santo, o dom dos milagres e das línguas. Primeiro na Judeia, deram
testemunho da fé em Jesus Cristo e instituíram igrejas. De lá, partiram
pelo mundo fora, para espalhar entre as nações os mesmos ensinamentos e a
mesma fé. [...]

Qual terá sido a pregação dos apóstolos? Que revelação lhes terá feito
Cristo? Diria que só devemos procurar sabê-lo por meio das igrejas que os
próprios apóstolos fundaram pessoalmente através da pregação, tanto de viva
voz, como pelos seus escritos. Se isto é verdade, é incontestável que toda
a doutrina que se atribui a estas igrejas apostólicas, mães e fontes da fé,
deve ser considerada como verdadeira porque contém o que as igrejas
receberam dos apóstolos, os apóstolos de Cristo, e Cristo de Deus.






Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.