29 de jun de 2009

Liturgia Diária!!!

Segunda-feira, dia 29 de Junho de 2009
São Pedro e São Paulo, apóstolos - Solenidade

S. Pedro e S. Paulo, Apóstolos
S. Pedro, apóstolo, S. Paulo, apóstolo



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Bernardo : «Roguei por ti a fim de que a tua fé não desfaleça. E tu, uma vez convertido, fortalece os teus irmãos» (Lc 22, 32)

Leituras

Actos 12,1-11.
Por esse tempo, o rei Herodes maltratou alguns membros da Igreja.
Mandou matar à espada Tiago, irmão de João,
e, vendo que tal procedimento agradara aos judeus, mandou também prender
Pedro. Decorriam os dias dos Ázimos.
Depois de o mandar prender, meteu-o na prisão, entregando-o à guarda de
quatro piquetes, de quatro soldados cada um, na intenção de o fazer
comparecer perante o povo, a seguir à Páscoa.
Enquanto Pedro estava encerrado na prisão, a Igreja orava a Deus,
instantemente, por ele.
Na noite anterior ao dia em que Herodes contava fazê-lo comparecer, Pedro
estava a dormir entre dois soldados, bem preso por duas correntes, e diante
da porta estavam sentinelas de guarda à prisão.
De repente, apareceu o Anjo do Senhor e a masmorra foi inundada de luz. O
anjo despertou Pedro, tocando-lhe no lado e disse-lhe: «Ergue-te depressa!»
E as correntes caíram-lhe das mãos.
O anjo prosseguiu: «Põe o cinto e calça as sandálias.» Pedro assim fez.
Depois, disse-lhe: «Cobre-te com a capa e segue-me.»
Pedro saiu e seguiu-o. Não se dava conta da realidade da intervenção do
anjo, pois julgava que era uma visão.
Depois de atravessarem o primeiro e o segundo posto da guarda, chegaram à
porta de ferro que dá para a cidade, a qual se abriu por si mesma. Saíram,
avançando por uma rua, e logo o anjo se retirou de junto dele.
Pedro, voltando a si, exclamou: «Agora sei que o Senhor enviou o seu anjo e
me arrancou das mãos de Herodes e de tudo o que o povo judeu esperava.»


Salmos 34(33),2-3.4-5.6-7.8-9.
Em todo o tempo, bendirei o SENHOR; o seu louvor estará sempre nos meus
lábios.
A minha alma gloria se no SENHOR! Que os humildes saibam e se alegrem.
Enaltecei comigo o SENHOR; exaltemos juntos o seu nome.
Procurei o SENHOR e Ele respondeu me, livrou me de todos os meus temores.
Aqueles que o contemplam ficam radiantes, não ficarão de semblante abatido.
Quando um pobre invoca o SENHOR, Ele atende o e liberta o das suas
angústias.
O anjo do SENHOR protege os que o temem e livra os do perigo.
Saboreai e vede como o SENHOR é bom; feliz o homem que nele confia!


2 Tim. 4,6-8.17-18.
Quanto a mim, já estou pronto para oferecer-me como sacrifício; avizinha-se
o tempo da minha libertação.
Combati o bom combate, terminei a corrida, permaneci fiel.
A partir de agora, já me aguarda a merecida coroa, que me entregará,
naquele dia, o Senhor, justo juiz, e não somente a mim, mas a todos os que
anseiam pela sua vinda.
O Senhor, porém, esteve comigo e deu-me forças, a fim de que, por meu
intermédio, o anúncio fosse plenamente proclamado e todos os gentios o
escutassem. Assim fui arrebatado da boca do leão.
O Senhor me livrará de todo o mal e me levará a salvo para o seu Reino
celeste. A Ele, a glória, pelos séculos dos séculos. Ámen!


Mateus 16,13-19.
Ao chegar à região de Cesareia de Filipe, Jesus fez a seguinte pergunta aos
seus discípulos: «Quem dizem os homens que é o Filho do Homem?»
Eles responderam: «Uns dizem que é João Baptista; outros, que é Elias; e
outros, que é Jeremias ou algum dos profetas.»
Perguntou-lhes de novo: «E vós, quem dizeis que Eu sou?»
Tomando a palavra, Simão Pedro respondeu: «Tu és o Messias, o Filho de Deus
vivo.»
Jesus disse-lhe em resposta: «És feliz, Simão, filho de Jonas, porque não
foi a carne nem o sangue que to revelou, mas o meu Pai que está no Céu.
Também Eu te digo: Tu és Pedro, e sobre esta Pedra edificarei a minha
Igreja, e as portas do Abismo nada poderão contra ela.
Dar-te ei as chaves do Reino do Céu; tudo o que ligares na terra ficará
ligado no Céu e tudo o que desligares na terra será desligado no Céu.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Bernardo (1091-1153), monge cistercense e Doutor da Igreja
Primeiro sermão para a festa dos santos Pedro e Paulo, 1, 3, 5 (trad. Orval)

«Roguei por ti a fim de que a tua fé não desfaleça. E tu, uma vez convertido, fortalece os teus irmãos» (Lc 22, 32)

Cristo Mediador «que não cometeu pecado e cuja boca não proferiu mentira.»
(1P 2, 22). Como ousaria eu aproximar-me d'Ele, eu pecador, um grande
pecador, cujos pecados são mais numerosos que a areia do mar? Ele é tudo o
que há de mais puro e eu de mais impuro. [...] Foi por isso que Deus me deu
estes apóstolos, que são homens e pecadores, grande pecadores, que
aprenderam por si mesmos e através da sua experiência a que ponto deveriam
ser misericordiosos para com os outros. Culpados de grandes faltas, eles
perdoarão facilmente os grandes pecados e usarão connosco a medida que
serviu para eles (cf. Lc 6, 38).

O apóstolo Pedro cometeu um grande pecado, talvez não haja pecado maior do
que aquele. Ele foi tão pronta e facilmente perdoado que nada perdeu do
privilégio da sua primazia. E Paulo, que havia desencadeado um furor sem
limites contra a Igreja emergente, foi levado para a fé pelo apelo do
próprio Filho de Deus. Como paga de tantos males, recebeu tantos bens que
se tornou «o instrumento escolhido para levar o nome do Senhor perante os
pagãos, os reis e os filhos de Israel» (Act 9,15). [...]

Pedro e Paulo são os nossos mestres: aprenderam plenamente com o único
Mestre de todos os homens os caminhos da vida, e ainda hoje no-los ensinam.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.