7 de jul de 2009

Liturgia Diária!!!

Terça-feira, dia 07 de Julho de 2009
Terça-feira da 14ª semana do Tempo Comum

Beato Diogo de Carvalho, presbítero, mártir, +1624, São Marcos Kitien Siang, mártir, +1900



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Santa Teresa do Menino Jesus : Rogai, portanto, ao Senhor da messe para que envie trabalhadores para a Sua messe»

Leituras

Gén. 32,23-33.
Levantou-se naquela mesma noite, tomou as suas duas mulheres, as duas
escravas e os seus onze filhos, e passou o vau de Jaboc.
Ajudou-os a atravessar a torrente, e passou tudo o que lhe pertencia.
Jacob tendo ficado só, alguém lutou com ele até ao romper da aurora.
Vendo que não podia vencer Jacob, bateu-lhe na coxa, e a coxa de Jacob
deslocou-se, quando lutava com ele.
E disse-lhe: «Deixa-me partir, porque já rompe a aurora.» Jacob respondeu:
«Não te deixarei partir enquanto não me abençoares.»
Perguntou-lhe então: «Qual é o teu nome?» Ao que ele respondeu: «Jacob.»
E o outro continuou: «O teu nome não será mais Jacob, mas Israel; porque
combateste contra Deus e contra os homens e conseguiste resistir.»
Jacob interrogou-o, dizendo: «Peço-te que me digas o teu nome.» «Porque me
perguntas o meu nome?» – respondeu ele. E então abençoou-o.
Jacob chamou àquele lugar Penuel; «porque vi um ser divino, face a face, e
conservei a vida» – disse ele.
O sol principiara a levantar-se, quando Jacob deixou Penuel, coxeando por
causa da sua coxa.
É por isso que os filhos de Israel não comem, ainda hoje, o nervo ciático
que está na cavidade da coxa – porque Jacob foi ferido no nervo ciático da
coxa, que ficou paralisado.


Salmos 17,1.2-3.6-7.8.15.
Ouve, SENHOR, a minha causa justa, atende ao meu clamor. Escuta a minha
oração, que não sai de lábios mentirosos.
Venha de ti a minha sentença, pois os teus olhos descobrem o que é justo.
Perscruta o meu coração, mesmo durante a noite, submete-me à prova de fogo
e não encontrarás em mim iniquidade; a minha boca não transgrediu.
Eu te invoco, ó Deus; responde me! Inclina para mim o ouvido, escuta as
minhas palavras.
Mostra nos a tua misericórdia, Tu, que salvas dos agressores os que buscam
refúgio na tua direita.
Guarda me como à pupila dos teus olhos; esconde me à sombra das tuas asas,
Eu, porém, pela justiça, contemplarei a tua face e, ao despertar, serei
saciado com a tua presença.


Mateus 9,32-38.
Mal eles se tinham retirado, apresentaram-lhe um mudo, possesso do demónio.

Depois que o demónio foi expulso, o mudo falou; e a multidão, admirada,
dizia: «Nunca se viu tal coisa em Israel.»
Os fariseus, porém, diziam: «É pelo chefe dos demónios que Ele expulsa os
demónios.»
Jesus percorria as cidades e as aldeias, ensinando nas sinagogas,
proclamando o Evangelho do Reino e curando todas as enfermidades e doenças.

Contemplando a multidão, encheu-se de compaixão por ela, pois estava
cansada e abatida, como ovelhas sem pastor.
Disse, então, aos seus discípulos: «A messe é grande, mas os trabalhadores
são poucos.
Rogai, portanto, ao Senhor da messe para que envie trabalhadores para a sua
messe.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Santa Teresa do Menino Jesus (1873-1897), carmelita, Doutora da Igreja
Carta 135

Rogai, portanto, ao Senhor da messe para que envie trabalhadores para a Sua messe»

Um dia em que eu meditava no que poderia fazer para salvar almas, recebi
viva iluminação de uma passagem do Evangelho. Jesus tinha dito aos Seus
discípulos, apontando as searas maduras: «Erguei os olhos e vede: os campos
estão brancos para a ceifa» (Jo 4, 35); e, mais adiante: «A messe é grande,
mas os trabalhadores são poucos. Rogai, portanto, ao Senhor da messe para
que envie trabalhadores para a sua messe». Que grande mistério! Pois Jesus
não é omnipotente? E as criaturas não pertencem Àquele que as fez? Nesse
caso, por que diz Ele: «Rogai, portanto, ao Senhor da messe para que envie
trabalhadores para a sua messe»? Por quê? Ah! É que Jesus tem
por nós um amor de tal maneira incompreensível, que pretende que
participemos com Ele na salvação das almas. Nada quer fazer sem nós. O
Criador do universo espera pela oração de uma pobre alma, de uma alma
insignificante, para salvar as outras almas, como ela resgatadas pelo preço
de todo o Seu sangue. A nossa vocação específica não é ir trabalhar na
colheita dos campos de espigas maduras. Jesus não nos diz: «Erguei os
olhos, olhai os campos e ide para a ceifa». A nossa missão (enquanto
carmelitas) é ainda mais sublime. A nós, Jesus diz-nos: «Erguei os olhos e
vede, vede os lugares vazios que há no Meu céu e que vos compete preencher;
vós sois os Meus Moisés que rezam no alto da montanha (Ex 17, 8ss.).
Pedi-Me trabalhadores e Eu os enviarei; espero apenas uma oração, um
suspiro do vosso coração!»




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.