8 de jul de 2009

Liturgia Diária!!!

Quarta-feira, dia 08 de Julho de 2009
Quarta-feira da 14ª semana do Tempo Comum

S. Gregório Grassi, bispo, e companheiros, mártires, +1900, Santo Áquila e Santa Priscila, amigos de S. Paulo



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Santo Ambrósio : «E Judas Iscariotes, que O traiu»

Leituras

Gén. 41,55-57.42,5-7.17-24.
Quando a fome começou a manifestar-se no Egipto, o povo clamou por pão ao
faraó; mas o faraó respondeu aos egípcios: «Ide ter com José; fazei o que
ele vos disser.»
Estendendo-se a fome a toda a terra, José abriu todos os celeiros e vendeu
trigo aos egípcios. Mas a fome persistiu no país do Egipto.
De todos os países vinham ao Egipto para comprar trigo a José, pois a fome
era violenta em toda a terra.
E os filhos de Israel foram comprar trigo, juntamente com outros que iam,
pois também havia fome no país de Canaã.
Ora José era governador do país; era ele que mandava distribuir o trigo a
todo o povo do país. Quando os irmãos de José chegaram, prostraram-se
diante dele com o rosto por terra.
Vendo os irmãos, José reconheceu-os; dissimulou, porém, diante deles e
falou-lhes com dureza, dizendo: «Donde vindes?» Ao que eles responderam:
«Do país de Canaã, para comprar víveres.»
E fechou-os na prisão durante três dias.
No terceiro dia, José disse-lhes: «Fazei o seguinte e vivereis, porque temo
o Senhor:
se procedeis de boa fé, que só um de vós fique detido na prisão, enquanto
ireis levar às vossas famílias com que lhes matar a fome.
Depois, trazei-me o vosso irmão mais novo: assim, as vossas palavras serão
justificadas, e não morrereis.» E eles concordaram.
Disseram, então, uns aos outros: «Na verdade, nós estamos a ser castigados
por causa do nosso irmão; vimos o seu desespero quando nos implorou
compaixão, e não o escutámos. Por isso veio sobre nós esta desgraça.»
Rúben respondeu-lhes nestes termos: «Eu bem vos dizia, então: 'Não pequeis
contra o menino!' Mas não me escutastes. Agora respondemos pelo seu
sangue.»
Ora eles não sabiam que José os compreendia, porque lhes falava por meio de
um intérprete.
José afastou-se deles e chorou. Depois voltou para junto dos irmãos e
falou-lhes. Escolheu Simeão e mandou-o encarcerar na presença deles.


Salmos 33(32),2-3.10-11.18-19.
Louvai o SENHOR com a cítara; cantai lhe salmos com a harpa de dez cordas.
Cantai lhe um cântico novo, tocai com arte por entre aclamações.
O SENHOR desfez os planos das nações, frustrou os projectos dos povos.
Só o plano do SENHOR permanece para sempre, e os desígnios do seu coração,
por todas as idades.
Os olhos do SENHOR velam pelos seus fiéis, por aqueles que esperam na sua
bondade,
para os libertar da morte e os manter vivos no tempo da fome.


Mateus 10,1-7.
Jesus chamou doze discípulos e deu-lhes poder de expulsar os espíritos
malignos e de curar todas as enfermidades e doenças.
São estes os nomes dos doze Apóstolos: primeiro, Simão, chamado Pedro, e
André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão;
Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o cobrador de impostos; Tiago, filho de
Alfeu, e Tadeu;
Simão, o Zelota, e Judas Iscariotes, que o traiu.
Jesus enviou estes doze, depois de lhes ter dado as seguintes instruções:
«Não sigais pelo caminho dos gentios, nem entreis em cidade de samaritanos.

Ide, primeiramente, às ovelhas perdidas da casa de Israel.
Pelo caminho, proclamai que o Reino do Céu está perto.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Santo Ambrósio (c. 340-397), Bispo de Milão e Doutor da Igreja
Comentário sobre o Evangelho de Lucas 5, 44-45 (trad. cf. SC 45, p. 199)

«E Judas Iscariotes, que O traiu»

«Cristo chamou os Seus discípulos e escolheu doze», para os enviar por todo
o mundo, como semeadores da fé, a propagar a salvação dos homens. Reparai
bem neste plano divino: não foram sábios, nem homens ricos, nem nobres, mas
pecadores e publicanos os que Ele escolheu enviar, não fossem dar a
impressão de que tinham sido movidos pelas suas capacidades, escolhidos
pelas suas riquezas, chamados devido ao seu prestígio, ao seu poder ou à
sua notoriedade. Procedeu assim para que a vitória tivesse origem no
fundamento da verdade, e não no prestígio do discurso.Também
Judas foi escolhido, não por insensatez, mas com conhecimento de causa. Que
grandeza a desta verdade, que nem um servo inimigo é capaz de enfraquecer!
E que grandeza de carácter a do Senhor, que prefere comprometer, a nossos
olhos, a Sua capacidade de ajuizar, a pôr em causa a Sua capacidade de
amar! Ele tomou sobre Si a fraqueza humana, e nem deste aspecto da mesma
fraqueza se esqueceu! Quis o abandono, quis a traição, quis ser entregue
pelo Seu apóstolo, para que também tu, abandonado por um companheiro,
atraiçoado por um companheiro, aceites tranquilamente esse erro de
avaliação, essa delapidação da tua bondade.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.