10 de jul de 2009

Liturgia Diária!!!

Sexta-feira, dia 10 de Julho de 2009
Sexta-feira da 14ª semana do Tempo Comum

Santa Verónica de Giuliani, religiosa, +1727, Santa Felicidade e seus sete filhos, mártires, +162



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Beato João XXIII : «Quando vos entregarem, não vos preocupeis »

Leituras

Gén. 46,1-7.28-30.
Israel partiu com tudo o que lhe pertencia e chegou a Bercheba, onde imolou
vítimas ao Deus de seu pai Isaac.
Deus falou a Israel numa visão, durante a noite, e disse-lhe: «Jacob!
Jacob!» Ele respondeu: «Eis-me aqui.»
E Deus prosseguiu: «Eu sou o Deus de teu pai: não hesites em descer ao
Egipto, porque tornar-te-ei ali uma grande nação.
Eu mesmo descerei contigo ao Egipto; e Eu mesmo far-te-ei voltar de lá; e
será José quem te fechará os olhos.»
Jacob partiu de Bercheba. Os filhos de Israel fizeram subir Jacob, seu pai,
assim como as suas mulheres e os seus filhos, para os carros enviados pelo
faraó para os transportar.
Tomaram os seus rebanhos e os bens que haviam adquirido no país de Canaã e
foram para o Egipto, Jacob e toda a família.
Os seus filhos e os seus netos, as suas filhas e as suas netas e toda a sua
descendência acompanharam-no para o Egipto.
Jacob mandara Judá adiante encontrar-se com José, para que este preparasse
a sua entrada em Góchen.
Quando chegaram ali, José mandou atrelar o seu carro e foi a Góchen, ao
encontro de seu pai. Ao vê-lo, lançou- -se-lhe ao pescoço e chorou
longamente, entre os seus braços.
E Israel disse a José: «Agora posso morrer, pois vi o teu rosto e ainda
vives!»


Salmos 37(36),3-4.18-19.27-28.39-40.
Confia no SENHOR e faz o bem; habitarás a terra e viverás tranquilo.
Procura no SENHOR a tua felicidade, e Ele satisfará os desejos do teu
coração.
O SENHOR conhece os dias do homem honesto e a herança dele será para
sempre.
Não se envergonhará no tempo da adversidade e nos dias da fome será
saciado.
Afasta te do mal e pratica o bem, e então viverás para sempre,
porque o SENHOR ama a rectidão e não abandona os seus fiéis. Os ímpios
serão dizimados e a sua descendência será destruída.
A salvação dos justos vem do SENHOR; Ele é o seu refúgio na hora da
angústia.
O SENHOR os ajuda e liberta, defende os dos ímpios e salva os, porque nele
se refugiam.


Mateus 10,16-23.
«Envio-vos como ovelhas para o meio dos lobos; sede, pois, prudentes como
as serpentes e simples como as pombas.
Tende cuidado com os homens: hão-de entregar-vos aos tribunais e
açoitar-vos nas suas sinagogas;
sereis levados perante governadores e reis, por minha causa, para dar
testemunho diante deles e dos pagãos.
Mas, quando vos entregarem, não vos preocupeis nem como haveis de falar nem
com o que haveis de dizer; nessa altura, vos será inspirado o que tiverdes
de dizer.
Não sereis vós a falar, mas o Espírito do vosso Pai é que falará por vós.
O irmão entregará o seu irmão à morte, e o pai, o seu filho; os filhos
hão-de erguer se contra os pais e hão-de causar-lhes a morte.
E vós sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas aquele que se
mantiver firme até ao fim será salvo.
Quando vos perseguirem numa cidade, fugi para outra. Em verdade vos digo:
Não acabareis de percorrer as cidades de Israel, antes de vir o Filho do
Homem.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Beato João XXIII (1881-1963), Papa
Diário da Alma, Agosto de 1961

«Quando vos entregarem, não vos preocupeis »

Reflectindo sobre mim e sobre as muitas vicissitudes da minha humilde vida,
devo reconhecer que o Senhor me dispensou até agora dessas tribulações que,
a muitas almas, tornam difícil e ingrato o serviço da verdade, da justiça e
da caridade. [...] Como agradecerei, meu Deus, o bom tratamento que recebi
sempre em todos os lugares aonde cheguei em Teu nome, e sempre em pura
obediência, não por minha vontade, mas pela Tua? «Como retribuirei ao
Senhor todo o bem que Ele me fez?» (Sl 115, 12). Vejo muito bem que a minha
resposta, a mim próprio e ao Senhor, é sempre: «Erguerei o cálice da
salvação, invocando o nome do Senhor» (v. 13).Como já insinuei
nestas páginas, quando me assaltar a grande tribulação, devo recebê-la bem:
«A nossa tribulação momentânea é leve, em relação com o peso extraordinário
da glória eterna que ela nos prepara» (2Cor 4, 17). E, se se fizer esperar
algum tempo, terei de continuar a saciar-me com o sangue de Jesus, com o
cortejo de pequenas e grandes tribulações de que a bondade do Senhor quiser
rodear-me. Sempre me senti, e continuo a sentir-me muito impressionado por
estas palavras do pequeno Salmo 130: «Senhor, o meu coração não se orgulha,
nem os meus olhos são altivos; não vou atrás de grandezas nem de prodígios
que me excedam. Ao contrário, aquieto e sossego a minha alma, como uma
criança saciada no colo de sua mâe, assim está a minha alma dentro de mim.»
Como amo estas palavras! Mas, se vier a perturbar-me no final da vida,
Senhor Jesus, Tu me fortificarás na tribulação. O Teu sangue, o Teu sangue
que continuarei a beber do Teu cálice, quer dizer, do Teu coração, será
para mim um penhor de salvação e de alegria eterna. «A nossa tribulação
momentânea é leve, em relação com o peso extraordinário da glória eterna
que ela nos prepara»




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.