11 de jul de 2009

Liturgia Diária!!!

Sabado, dia 11 de Julho de 2009
S. Bento

S. Bento, co-padroeiro da Europa
São Bento, abade, patrono da Europa, +547



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Pio XII : São Bento e a evangelização da Europa

Leituras

Prov. 2,1-9.
Meu filho, se receberes as minhas palavras e guardares cuidadosamente os
meus mandamentos,
prestando o teu ouvido à sabedoria, e inclinando o teu coração ao
entendimento;
se invocares a inteligência e fizeres apelo ao entendimento,
se a buscares como se procura a prata e a pesquisares como um tesouro
escondido,
então, compreenderás o temor do Senhor e chegarás ao conhecimento de Deus.
Porque o Senhor é quem dá a sabedoria e da sua boca procedem o saber e o
entendimento.
Ele reserva a salvação para os rectos e é um escudo para os que procedem
honestamente.
Protege os caminhos dos justos e dirige os passos dos seus fiéis.
Então, compreenderás a justiça e a equidade, a rectidão e todos os caminhos
que conduzem ao bem;


Salmos 33(32),2-11.
Louvai o SENHOR com a cítara; cantai lhe salmos com a harpa de dez cordas.
Cantai lhe um cântico novo, tocai com arte por entre aclamações.
As palavras do SENHOR são verdadeiras, as suas obras nascem da fidelidade.
Ele ama a rectidão e a justiça; a terra está cheia da sua bondade.
A palavra do SENHOR criou os céus, e o sopro da sua boca, todos os astros.
Ele juntou as águas do mar como numa represa e guardou as torrentes do
Abismo nos seus depósitos.
A terra inteira tema o SENHOR, tremam diante dele os habitantes do mundo.
Porque Ele disse e tudo foi feito, Ele ordenou e tudo foi criado.
O SENHOR desfez os planos das nações, frustrou os projectos dos povos.
Só o plano do SENHOR permanece para sempre, e os desígnios do seu coração,
por todas as idades.


Mateus 19,27-29.
Tomando a palavra, Pedro disse-lhe: «Nós deixámos tudo e seguimos-te. Qual
será a nossa recompensa?»
Jesus respondeu-lhes: «Em verdade vos digo: No dia da regeneração de todas
as coisas, quando o Filho do Homem se sentar no seu trono de glória, vós,
que me seguistes, haveis de sentar-vos em doze tronos para julgar as doze
tribos de Israel.
E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou
campos por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá por herança a
vida eterna.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Pio XII, Papa entre 1939 e 1958
Encíclica «Fulgens radiatur», de 21/03/1947

São Bento e a evangelização da Europa

Enquanto o mundo envelhecia no vício, enquanto a Itália e a Europa
ostentavam o tremendo espectáculo de um campo de batalha para os povos em
conflito, e as instituiçõs monásticas [...] eram menos fortes que o
necessário para conseguirem resistir [...], Bento testemunhou, através da
sua notável acção e da sua santidade, a eterna juventude da Igreja. Pela
palavra e pelo exemplo da disciplina dos costumes, restaurou a vida
religiosa e rodeou-a de uma muralha de leis mais eficazes e mais
santificadoras. Mais ainda: ele próprio e os seus discípulos fizeram
passar os povos bárbaros, de um género de vida selvagem, a uma cultura
humana e cristã. Convertendo-os à virtude, ao trabalho, às ocupações
pacíficas das artes e das letras, uniram-os entre si pelos laços das
relações sociais e da caridade fraterna. [...]

No Monte Cassino brilhou uma nova luz que, alimentada pelos ensinamentos e
a civilização dos antigos, e principalmente aquecida pela doutrina cristã,
iluminou os povos e as nações que erravam sem destino, congregando-os e
dirigindo-os para a verdade e para o bom caminho. [...]

Foi aí que Bento levou a instituição monástica a um género de perfeição que
se esforçava há muito por alcançar pessoalmente através da oração, da
meditação e da experiência. Parece ter sido esse, com efeito, o papel
especial e essencial que lhe foi confiado pela Divina Providência: não
tanto levar o ideal da vida monástica do Oriente para o Ocidente, quanto
harmonizá-lo e adaptá-lo com alegria ao temperamento, às necessidades e aos
hábitos dos povos de Itália e de toda a Europa. Foi, pois, através dos seus
cuidados que, à serena doutrina ascética que florescia nos mosteiros do
Oriente, veio juntar-se a prática de uma actividade incessante, que
permitia «comunicar aos outros as verdades contempladas», e que, para além
de tornar férteis terras incultas, produzia frutos espirituais pelo
trabalho do apostolado.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.