15 de jul de 2009

Liturgia Diária!!!

Quarta-feira, dia 15 de Julho de 2009
Quarta-feira da 15ª semana do Tempo Comum

S. Boaventura, bispo, Doutor da Igreja, +1274



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Vicente de Paula : «O que escondeste aos sábios e entendidos, revelaste-o aos pequeninos»

Leituras

Ex. 3,1-6.9-12.
Moisés estava a apascentar o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote de
Madian. Conduziu o rebanho para além do deserto, e chegou à montanha de
Deus, ao Horeb.
O anjo do Senhor apareceu-lhe numa chama de fogo, no meio da sarça. Ele
olhou e viu, e eis que a sarça ardia no fogo mas não era devorada.
Moisés disse: «Vou adentrar-me para ver esta grande visão: por que razão
não se consome a sarça?»
O Senhor viu que ele se adentrava para ver; e Deus chamou-o do meio da
sarça: «Moisés! Moisés!» Ele disse: «Eis-me aqui!»
Ele disse: «Não te aproximes daqui; tira as tuas sandálias dos pés, porque
o lugar em que estás é uma terra santa.»
E continuou: «Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e
o Deus de Jacob.» Moisés escondeu o seu rosto, porque tinha medo de olhar
para Deus.
E agora, eis que o clamor dos filhos de Israel chegou até mim, e vi também
a tirania que os egípcios exercem sobre eles.
E agora, vai; Eu te envio ao faraó, e faz sair do Egipto o meu povo, os
filhos de Israel.»
Moisés disse a Deus: «Quem sou eu para ir ter com o faraó e fazer sair os
filhos de Israel do Egipto?»
Ele disse: «Eu estarei contigo. Este é para ti o sinal de que Eu te enviei:
quando tiveres feito sair o povo do Egipto, servireis a Deus sobre esta
montanha.»


Salmos 103(102),1-2.3-4.6-7.
Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo.
Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e não esqueças nenhum dos seus benefícios.
Ele quem perdoa as tuas culpas e cura todas as tuas enfermidades.
Ele quem resgata a tua vida do túmulo e te enche de graça e de ternura.
SENHOR defende, com justiça, o direito de todos os oprimidos.
Revelou os seus caminhos a Moisés e as suas maravilhas aos filhos de
Israel.


Mateus 11,25-27.
Naquela ocasião, Jesus tomou a palavra e disse: «Bendigo-te, ó Pai, Senhor
do Céu e da Terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e aos
entendidos e as revelaste aos pequeninos.
Sim, ó Pai, porque isso foi do teu agrado.
Tudo me foi entregue por meu Pai; e ninguém conhece o Filho senão o Pai,
como ninguém conhece o Pai senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser
revelar.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Vicente de Paula (1581-1660), presbítero, fundador de comunidades religiosas
Conversas espirituais, conferência de 21/03/1659 (Seuil, 1960, p. 587)

«O que escondeste aos sábios e entendidos, revelaste-o aos pequeninos»

A simplicidade é tão agradável a Deus! Sabeis que a Escritura diz que o Seu
prazer é estar com os simples, os simples de coração, que vivem de boa fé e
com simplicidade: «Reserva a sua intimidade para com os justos» (Pr 3, 32).
Quereis encontrar a Deus? Falai com os simples. Ó meu Salvador! Ó meus
irmãos que sentis o desejo de ser simples, que felicidade! Que felicidade!
Coragem, uma vez que tendes a promessa de que o prazer de Deus é permanecer
com os homens simples.

Outra coisa que nos recomenda maravilhosamente a simplicidade, são estas
palavras do nosso Senhor: «Bendigo-Te, ó Pai, porque escondeste estas
coisas aos sábios e aos entendidos e as revelaste aos pequeninos.»
Reconheço, meu Pai, e por isso Vos agradeço, que a doutrina que aprendi de
Vossa divina Majestade e que difundo entre os homens é conhecida apenas dos
simples, e que permitis que os entendidos do mundo não a entendam; a eles a
escondestes, se não em palavras, pelo menos no espírito.

Ó Salvador! Ó meu Deus! Isso deve amedrontar-nos. Corremos atrás da ciência
como se dela dependesse a nossa felicidade. Mal de nós se a não temos! É
necessário tê-la, mas apenas a essencial; é preciso estudar, mas
sobriamente. Uns simulam conhecimento, fazendo-se passar exteriormente por
gente de posição e de condição. A esses, aos sábios e entendidos do mundo,
Deus tira o entendimento das verdades cristãs. A quem o dá então? Às gentes
do povo, às pessoas de bem. [...] Senhores, a verdadeira religião está
entre os pobres. Deus enche-os de uma fé viva; eles crêem, alcançam,
experimentam as palavras de vida. [...] Normalmente, conservam a paz no
meio das preocupações e dos sofrimentos. Por que razão? Devido à sua fé.
Por quê? Porque são simples, Deus fez abundar neles as graças que recusa
aos ricos e sábios do mundo.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.