23 de jul de 2009

Liturgia Diária!!!

Quinta-feira, dia 23 de Julho de 2009
Santa Brígida

Santa Brígida, co-padroeira da Europa
Santa Brígida, religiosa, patrona da Europa, +1373



Comentário ao Evangelho do dia feito por
João Paulo II : Santa Brígida da Suécia, co-padroeira da Europa

Leituras

Gálatas 2,19-20.
É que eu pela Lei morri para a Lei, a fim de viver para Deus. Estou
crucificado com Cristo.
Já não sou eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim. E a vida que agora
tenho na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus que me amou e a si mesmo se
entregou por mim.


Salmos 34(33),2-11.
Em todo o tempo, bendirei o SENHOR; o seu louvor estará sempre nos meus
lábios.
A minha alma gloria se no SENHOR! Que os humildes saibam e se alegrem.
Enaltecei comigo o SENHOR; exaltemos juntos o seu nome.
Procurei o SENHOR e Ele respondeu me, livrou me de todos os meus temores.
Aqueles que o contemplam ficam radiantes, não ficarão de semblante abatido.
Quando um pobre invoca o SENHOR, Ele atende o e liberta o das suas
angústias.
O anjo do SENHOR protege os que o temem e livra os do perigo.
Saboreai e vede como o SENHOR é bom; feliz o homem que nele confia!
Temei o SENHOR, vós que lhe estais consagrados, pois nada falta aos que o
temem.
Os ricos empobrecem e passam fome, mas aos que procuram o SENHOR nenhum bem
há-de faltar.


João 15,1-8.
«Eu sou a videira verdadeira e o meu Pai é o agricultor.
Ele corta todo o ramo que não dá fruto em mim e poda o que dá fruto, para
que dê mais fruto ainda.
Vós já estais purificados pela palavra que vos tenho anunciado.
Permanecei em mim, que Eu permaneço em vós. Tal como o ramo não pode dar
fruto por si mesmo, mas só permanecendo na videira, assim também acontecerá
convosco, se não permanecerdes em mim.
Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanece em mim e Eu nele, esse dá
muito fruto, pois, sem mim, nada podeis fazer.
Se alguém não permanece em mim, é lançado fora, como um ramo, e seca. Esses
são apanhados e lançados ao fogo, e ardem.
Se permanecerdes em mim e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o
que quiserdes, e assim vos acontecerá.
Nisto se manifesta a glória do meu Pai: em que deis muito fruto e vos
comporteis como meus discípulos.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

João Paulo II
Carta apostólica «Spes Aedificandi», de 02/10/1999 (© copyright Libreria Editrice Vaticana)

Santa Brígida da Suécia, co-padroeira da Europa

A fé cristã deu forma à cultura do continente europeu e combinou-se de
forma inextricáve, com a sua história, a ponto de esta ser incompreensível
se uma referência aos acontecimentos que caracterizaram, primeiro o grande
período da evangelização, depois os longos séculos no decurso dos quais o
cristianismo se afirmou, apesar da dolorosa divisão entre o Oriente e o
Ocidente, como a religião dos europeus. [...]O caminho em
direcção ao futuro não pode deixar de ter em conta este facto; os cristãos
são chamados a ter dele uma consciência renovada, a fim de darem conta das
suas permanentes potencialidades. Têm o dever de dar à construção da Europa
um contributo específico, que terá tanto mais valor e eficácia quanto
souberem renovar-se à luz do Evangelho. Serão então os continuadores desta
longa história de milénios, em que os santos oficialmente reconhecidos mais
não são do que cumes propostos como modelos para todos. Há, com efeito,
inúmeros cristãos que, pela sua vida recta e honesta, animada pelo amor a
Deus e ao próximo, alcançaram, nas mais diversas vocações consagradas e
laicas, uma santidade verdadeira e largamente difundida, ainda que se
mantivesse oculta. A Igreja não duvida de que este tesouro de santidade é
precisamente o segredo do seu passado e a esperança do seu futuro. [...]Foi por isso que, completando aquilo que fiz quando declarei
padroeiros da Europa, a par de São Bento, dois santos do primeiro milénio,
os irmãos Cirilo e Metódio, pioneiros da evangelização do Oriente, pensei
agora completar o cortejo dos padroeiros celestiais com três figuras
igualmente emblemáticas de momentos cruciais deste segundo milénio que
chega agora ao fim: Santa Brígida da Suécia, Santa Catarina de Sena, Santa
Teresa Benedita da Cruz. Três grandes santas, três mulheres que, em três
épocas diferentes - duas em plena Idade Média, uma no nosso século -, se
evidenciaram pelo seu amor activo à Igreja de Cristo e pelo testemunho
prestado à Sua cruz.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.