16 de ago de 2009

Desconecte-se e experimente a verdadeira liberdade!

Lorena Soares
Missionária da Com. Católica Shalom

Sharon Sarmiento sabia que era hora de se desconectar quando percebeu que até seus sonhos envolviam mensagens publicadas em blogs e mensagens instantâneas imaginárias.

Para Ariel Meadows Stallings, foram as horas perdidas em navegação pela internet que a fizeram sentir como se tivesse passado por um coma alcoólico.

Ambas as mulheres são parte de um novo movimento sob o qual os adeptos da tecnologia, viciados em Internet, usuários maníacos de Blackberrys e remetentes compulsivos de mensagens instantâneas decidiram retomar o controle de suas vidas ousando se desconectar – nem que por apenas um dia.

Encontrei esta notícia num portal da internet muito conhecido; ela fazia referência a um artigo que havia sido publicado na Reuters – uma das mais famosas agências de notícias do mundo.

Muitas coisas passaram pela minha cabeça quando li esta notícia. Imaginei como ficaria ‘viciada em internet’ e o porquê desse vazio. Percebia que o que essas pessoas sentiam, outras tantas que conheço já sentiram, outras sentem e eu mesma já sofri dessa dor.

À medida que essa angústia tomava forma concreta, percebia que nenhum usuário se torna ‘maníaco’ da noite para o dia. No entanto, isso vai acontecendo gradativamente na vida de cada um, quando uma simples necessidade de checar e-mails vai virando um acesso compulsivo, várias vezes ao dia, quando o passatempo de conversar com os amigos na rede vai tornando-se uma dependência aos sites de relacionamento. Navegar na internet, que antes era um entretenimento agradável, acaba por se tornar objeto de um esgotamento extremo, podendo ser comparado a um coma alcoólico.

Percebendo o atraso e conseqüente sofrimento causado por tantas horas na web, Sarmiento, uma mulher de cerca de 30 anos que é dona de uma empresa virtual e blogueira profissional, no Alabama – EUA, partilhou em seu blog seus sonhos e disseminou uma nova idéia: passar um dia desconectado!

Parece irônico utilizar um blog para divulgar esta idéia a internautas que levam o notebook ao banheiro e blogueiros que enviam mensagem de texto enquanto dirigem, mas parece que deu certo. Rapidamente (pois tudo na internet é incrivelmente veloz) e mundialmente (já que esta rede chega a lugares inimagináveis) iniciaram uma campanha por um Dia Off.

Algumas pessoas já partilhavam (na web, é claro!) experiências incríveis para estimular os outros. Sarmiento, inclusive, tem mandado carta (isso mesmo, cartas, aquelas que a gente faz à mão) para seus amigos e aproveitado as quartas-feiras para aulas de dança com o marido.

O exemplo de Sarmiento é apenas uma demonstração de como a Internet vai nos tirando de atividades tão simples e prazerosas. Alguns lazeres simples e fraternos vão perdendo espaço para jogos complexos e solitários na frente do computador. Até mesmo e-mails e blogs que deveriam nos aproximar de quem está distante acabam nos prendendo de tal forma que esquecemo-nos dos vizinhos, ficamos sem tempo para jantar com um amigo e deixamos de acompanhar as alegrias e desafios dos de casa.


A blogueira profissional confessa:

"Acredito que exista alguma porção de nós, onde vive o bom senso, que nos faz parar e pensar que as coisas foram longe demais e que vivemos conectados em excesso”.

Se pudesse vê-la, ou mesmo postar em seu blog, não diria, eu GRITARIA : ‘Sim, existe!! Existe mesmo algo dentro de nós chamado Espírito Santo que nos faz perceber que o que deveria nos libertar (porque felicidade também é liberdade) está nos sufocando’.

Dessa forma, a Igreja nos diz que o homem é capaz de Deus, significando que: “O desejo de Deus está inserido no coração do homem, já que o homem é criado por Deus e para Deus; e Deus não cessa de atrair o homem a si, e somente em Deus o homem há de encontrar a verdade e a felicidade que não cessa de procurar ”.

O ‘mundo real’ com o qual a nossa alma deseja se conectar é a verdade e a Verdade: é Cristo! Existe um momento em que o nosso corpo pede que nos desliguemos de nós mesmos, para nos ligarmos a Deus, que em Sua Infinita Misericórdia nos espera.


O homem, ao decidir-se por Deus, está utilizando-se da sua liberdade para optar pela Felicidade. Esta situação é apenas uma dentre tantas que deixam nossas almas dispersas e cansadas. Quantos de nós não já paramos para refletir e avaliamos que as coisas foram longe demais, que nossas vidas estão sem sentido e que, no fundo, nos sentimos incompletos?!

Que o Espírito Santo, que clama em nós, nos auxilie a buscar ou retomar o caminho seguro! Este mesmo Espírito Santo que libertou a tantos das drogas, do álcool, de uma vida de pecado, do fechamento em si mesmo, hoje, nos convida à liberdade verdadeira, que provém do conhecimento de Deus.


______________________________________

1 Na linguagem da Internet se costuma usar as letras maiúsculas para representar um grito, ou como forma de chamar atenção.

2 Citação do Catecismo da Igreja Católica, parágrafo 27.



- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
por
Revista Shalom Maná
Faça sua assinatura da Revista Shalom Maná

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.