1 de ago de 2009

Liturgia Diária!!!

Sabado, dia 01 de Agosto de 2009


Santo Afonso Maria de Ligório, bispo, Doutor da Igreja, +1787



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Diádoco de Foticeia : «Quem se despreza a si mesmo, neste mundo assegura para si a vida eterna» (Jo 12, 25)

Leituras

Levit. 25,1.8-17.
O Senhor falou a Moisés, no monte Sinai, nestes termos:
«Contarás sete semanas de anos, isto é, sete vezes sete anos; de forma que
a duração de estas sete semanas de anos corresponderá a quarenta e nove
anos.
Depois, farás ressoar fortemente a trombeta, no décimo dia do sétimo mês.
No dia do grande Perdão, fareis ressoar o som da trombeta através de toda a
vossa terra.
Santificareis o quinquagésimo ano, proclamando na vossa terra a liberdade
de todos os que a habitam. Este ano será para vós um Jubileu; cada um de
vós voltará à sua propriedade, e à sua família.
O quinquagésimo ano é o ano do Jubileu: não semeareis, não colhereis do que
cresce espontaneamente, nem vindimareis as vinhas que não foram podadas.
Porque é o Jubileu, deve ser uma coisa santa para vós e comereis o produto
dos campos.
Neste Jubileu, cada um de vós recobrará a sua propriedade.
Quando fizeres uma venda ao teu próximo, ou se comprares alguma coisa, não
vos prejudiqueis um ao outro.
Farás essa compra ao próximo, tendo em conta os anos decorridos depois do
Jubileu, e ele fará essa venda tendo em conta os anos das colheitas.
Conforme os anos forem mais ou menos numerosos, assim tu pagarás mais ou
menos pelo que adquirires, porque é um número de colheitas que ele te
vende.
Não vos prejudiqueis uns aos outros. Teme o teu Deus, porque Eu sou o
Senhor, vosso Deus.»


Salmos 67(66),2-3.5.7-8.
Deus se compadeça de nós e nos abençoe, faça brilhar sobre nós a luz do seu
rosto.
Sejam conhecidos na terra os teus caminhos e entre as nações, a tua
salvação!
Alegrem se e exultem as nações, porque julgas os povos com justiça e
governas as nações sobre a terra.
O campo dá os seus frutos. Deus, o nosso Deus, nos abençoa.
Que Deus nos abençoe; e o seu temor chegue aos confins da terra!


Mateus 14,1-12.
Por aquele tempo, a fama de Jesus chegou aos ouvidos de Herodes, o
tetrarca,
e ele disse aos seus cortesãos: «Esse homem é João Baptista! Ressuscitou
dos mortos e, por isso, se manifestam nele tais poderes miraculosos.»
De facto, Herodes tinha prendido João, algemara-o e metera-o na prisão, por
causa de Herodíade, mulher de seu irmão Filipe.
Porque João dizia-lhe: «Não te é lícito possuí-la.»
Quisera mesmo dar-lhe a morte, mas teve medo do povo, que o considerava um
profeta.
Ora, quando Herodes festejou o seu aniversário, a filha de Herodíade dançou
perante os convidados e agradou a Herodes,
pelo que ele se comprometeu, sob juramento, a dar lhe o que ela lhe
pedisse.
Induzida pela mãe, respondeu: «Dá-me, aqui num prato, a cabeça de João
Baptista.»
O rei ficou triste, mas, devido ao juramento e aos convidados, ordenou que
lha trouxessem
e mandou decapitar João Baptista na prisão.
Trouxeram, num prato, a cabeça de João e deram-na à jovem, que a levou à
sua mãe.
Os discípulos de João vieram buscar o corpo e sepultaram-no; depois, foram
dar a notícia a Jesus.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Diádoco de Foticeia (c. 400-?), bispo
Sobre a Perfeição Espiritual, 12 (a partir da tradução de Solesmes, Leccionário II, p. 149 rev.)

«Quem se despreza a si mesmo, neste mundo assegura para si a vida eterna» (Jo 12, 25)

Quem ama a sua própria vida (Jo 12, 25) não pode amar a Deus, mas quem não
se apega a si mesmo por causa das riquezas transbordantes do amor divino,
esse ama a Deus. Uma pessoa assim jamais procura a própria glória, mas a de
Deus, porque quem ama a própria vida procura a própria glória. Aquele que
se dedica a Deus ama a glória do Criador. Na verdade, é próprio de uma alma
sensível ao amor de Deus procurar constantemente a Sua glória, cumprindo os
mandamentos, e alegrando-se com a sua própria depreciação. Porque a glória
convém a Deus devido à Sua grandeza, e a humildade convém ao homem porque o
torna da família de Deus. Se formos humildes seremos alegres e, à
semelhança de São João Baptista, passaremos a repetir sem cessar: «Ele é
que deve crescer, e eu diminuir» (Jo 3, 30).




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.