13 de ago de 2009

Liturgia Diária!!!

Quinta-feira, dia 13 de Agosto de 2009
Quinta-feira da 19ª semana do Tempo Comum

Santo Hipólito, presbítero, mártir, +235, S. Ponciano, papa, mártir, +235



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Francisco de Assis : «Setenta vezes sete vezes»

Leituras

Josué 3,7-10.11.13-17.
O SENHOR disse a Josué: «Hoje começarei a exaltar-te na presença de todo o
Israel, para que se saiba que, assim como estive com Moisés, assim estarei
também contigo.
Hás-de mandar aos sacerdotes que levam a Arca da aliança: 'Quando chegardes
ao Jordão, deter-vos-eis junto das suas águas.'»
Então, Josué disse aos israelitas: «Aproximai-vos para ouvir as palavras do
SENHOR, vosso Deus.»
E prosseguiu: «Com isto, sabereis que o Deus vivo está no meio de vós e não
deixará de expulsar diante de vós os cananeus, os hititas, os heveus, os
perizeus, os guirgaseus, os amorreus e os jebuseus.
Eis que a Arca da aliança do Senhor de toda a terra vai atravessar o Jordão
diante de vós.
Mal os sacerdotes que transportam a Arca do SENHOR, o Senhor de toda a
terra, tenham tocado com os pés as águas do Jordão, estas hão-de
dividir-se, e as que correm de cima amontoar-se-ão, parando.»
Então, o povo, dobrando as suas tendas, preparou-se para passar o Jordão
com os sacerdotes que caminhavam diante dele, transportando a Arca.
Quando chegaram ao Jordão, e os pés dos sacerdotes que transportavam a Arca
entraram na água da margem do rio – de facto, o Jordão transborda e alaga
as suas margens durante todo o tempo da ceifa –
então, as águas que vinham de cima pararam e amontoaram-se numa grande
extensão, até perto de Adam, localidade situada nas proximidades de Sartan;
as águas que desciam para o mar da Arabá, o Mar Salgado, essas ficaram
completamente separadas. E o povo atravessou o rio em frente de Jericó.
Os sacerdotes que transportavam a Arca da aliança do SENHOR conservaram-se
de pé, sobre o leito seco do Jordão, e todo o Israel o atravessou sem se
molhar. Permaneceram ali até todo o povo ter acabado de atravessar o
Jordão.


Salmos 114(113A),1-2.3-4.5-6.
Quando Israel saiu do Egipto, e a casa de Jacob, do meio de um povo
estranho,
Judá tornou-se o santuário do SENHOR e Israel o seu domínio.
vista disso, o mar afastou-se e o Jordão voltou atrás.
Os montes saltaram como carneiros, e as colinas, como cordeiros.
Que tens, ó mar, para assim fugires, e tu, Jordão, para retrocederes?
Montes, porque saltais como carneiros, e vós, colinas, como cordeiros?


Mateus 18,21-35.19,1.
Então, Pedro aproximou-se e perguntou-lhe: «Senhor, se o meu irmão me
ofender, quantas vezes lhe deverei perdoar? Até sete vezes?»
Jesus respondeu: «Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete.
Por isso, o Reino do Céu é comparável a um rei que quis ajustar contas com
os seus servos.
Logo ao princípio, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos.
Não tendo com que pagar, o senhor ordenou que fosse vendido com a mulher,
os filhos e todos os seus bens, a fim de pagar a dívida.
O servo lançou-se, então, aos seus pés, dizendo: 'Concede-me um prazo e
tudo te pagarei.'
Levado pela compaixão, o senhor daquele servo mandou-o em liberdade e
perdoou-lhe a dívida.
Ao sair, o servo encontrou um dos seus companheiros que lhe devia cem
denários. Segurando-o, apertou-lhe o pescoço e sufocava-o, dizendo: 'Paga o
que me deves!'
O seu companheiro caiu a seus pés, suplicando: 'Concede-me um prazo que eu
te pagarei.'
Mas ele não concordou e mandou-o prender, até que pagasse tudo quanto lhe
devia.
Ao verem o que tinha acontecido, os outros companheiros, contristados,
foram contá-lo ao seu senhor.
O senhor mandou-o, então, chamar e disse-lhe: 'Servo mau, perdoei-te tudo o
que me devias, porque assim mo suplicaste;
não devias também ter piedade do teu companheiro, como eu tive de ti?'
E o senhor, indignado, entregou-o aos verdugos até que pagasse tudo o que
devia.
Assim procederá convosco meu Pai celeste, se cada um de vós não perdoar ao
seu irmão do íntimo do coração.»
Quando acabou de dizer estas palavras, Jesus partiu da Galileia e veio para
a região da Judeia, na outra margem do Jordão.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Francisco de Assis (1182-1226), fundador dos frades menores
Carta a um responsável franciscano (a partir da trad. Desbonnets et Vorreux, p. 129)

«Setenta vezes sete vezes»

Deus te abençoe! Vou explicar-te como puder o teu caso de consciência. As
preocupações e as pessoas - sejam irmãos ou outros - impedem-te de amar o
Senhor Deus? Pois bem [...], ama aqueles que te causam esses
aborrecimentos. Não exijas deles, a não ser que o Senhor te indique o
contrário, que mudem de atitude relativamente a ti. Deves amá-los tal como
são. [...]Eis como reconhecerei que amas o Senhor e que me amas
a mim, Seu servo e teu: se qualquer irmão do mundo, depois de ter pecado
tanto quanto é possível pecar, puder regressar a ti, pedir-te perdão, e ser
perdoado. Se ele não te pedir perdão, pergunta-lhe tu se quer ser perdoado.
E mesmo que, depois disso, ele peque ainda mil vezes contra ti, ama-o mais
ainda do que me amas a mim, a fim de o conduzires ao Senhor. Tem piedade
desses infelizes. E, sempre que tiveres oportunidade, dá a conhecer aos
guardiões [das nossas comunidades] o firme propósito de assim te
comportares.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.