17 de ago de 2009

Liturgia Diária!!!

Segunda-feira, dia 17 de Agosto de 2009
Segunda-feira da 20ª semana do Tempo Comum

Santa Beatriz da Silva, religiosa, +1490, S. Jacinto, presbítero, apóstolo da Polónia, +1257



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Santo Atanásio : «Terás um tesouro no céu»

Leituras

Juízes 2,11-19.
Os filhos de Israel fizeram o mal perante o SENHOR e prestaram culto aos
ídolos de Baal.
Abandonaram o SENHOR, Deus de seus pais, que os tinha libertado da terra do
Egipto, e foram atrás dos deuses dos povos que os rodeavam; prostraram--se
diante deles e ofenderam o SENHOR.
Abandonaram o SENHOR e adoraram Baal e os ídolos de Astarté.
Inflamou-se a ira do SENHOR contra Israel e entregou-os nas mãos de
salteadores que os espoliaram, e vendeu-os aos inimigos que os rodeavam.
Eles já não foram capazes de lhes resistir.
Para onde quer que saíssem, pesava sobre eles a mão do SENHOR como um
flagelo, conforme lhes havia dito e jurado; e foi muito grande a sua
angústia.
O SENHOR suscitou, então, juízes que os libertaram dos seus espoliadores.
Eles, porém, nem mesmo aos seus juízes deram ouvidos; prostituíram-se a
deuses estranhos e prostraram-se diante deles. Depressa se desviaram dos
caminhos que seus pais haviam trilhado, obedecendo aos preceitos do SENHOR,
não procederam como eles.
Quando o SENHOR lhes suscitava juízes, o SENHOR estava com aquele juiz,
libertando-os da mão dos seus inimigos durante toda a vida do juiz; é que o
SENHOR deixava-se comover pelos seus lamentos frente aos que os oprimiam e
humilhavam.
Mas, quando o juiz morria, eles voltavam a corromper-se, mais ainda que
seus pais, seguindo deuses estranhos para os servir e adorar; não
renunciavam aos seus crimes, nem à sua conduta pertinaz.


Salmos 106(105),34-35.36-37.39-40.43.44.
Não exterminaram os povos pagãos, como o SENHOR lhes tinha ordenado;
em vez disso, misturaram-se com esses povos e aprenderam os seus costumes.
Prestaram culto aos seus ídolos, que foram para eles uma armadilha.
Imolaram os seus filhos e as suas filhas em sacrifício aos demónios.
Contaminaram-se com os seus actos, prostituíram-se com os seus crimes.
Por isso, o SENHOR se indignou com o seu povo e ficou desgostoso com a sua
herança.
Muitas vezes Deus os libertou, mas eles mostraram-se rebeldes nos seus
caprichos e mergulharam sempre mais na sua maldade.
Contudo, Ele reparou na sua aflição e ouviu os seus lamentos.


Mateus 19,16-22.
Aproximou-se dele um jovem e disse-lhe: «Mestre, que hei-de fazer de bom,
para alcançar a vida eterna?»
Jesus respondeu-lhe: «Porque me interrogas sobre o que é bom? Bom é um só.
Mas, se queres entrar na vida eterna, cumpre os mandamentos.»
«Quais?» perguntou ele. Retorquiu Jesus: Não matarás, não cometerás
adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho,
honra teu pai e tua mãe; e ainda: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Disse-lhe o jovem: «Tenho cumprido tudo isto; que me falta ainda?»
Jesus respondeu: «Se queres ser perfeito, vai, vende o que tens, dá o
dinheiro aos pobres e terás um tesouro no Céu; depois, vem e segue-me.»
Ao ouvir isto, o jovem retirou-se contristado, porque possuía muitos bens.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Santo Atanásio (295-373), Bispo de Alexandria, Doutor da Igreja
Vida de Santo Antão, pai dos monges, 2-4

«Terás um tesouro no céu»

Após a morte de seus pais, tinha Antão entre dezoito e vinte anos [...],
entrou certo dia numa igreja no momento da leitura do evangelho, e ouviu o
Senhor dizer a um jovem rico: «Se queres ser perfeito, vai, vende o que
tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no Céu; depois, vem e
segue-Me». Antão teve a impressão de que esta leitura tinha sido para ele.
Saiu imediatamente do templo e entregou às gentes da aldeia as suas
propriedades de família. Depois de ter vendido todos os seus bens móveis,
distribuiu pelos pobres o dinheiro dessa venda, reservando apenas uma
pequena parte para sua irmã. Doutra vez em que entrou na
igreja, ouviu o Senhor dizer no evangelho: «Não vos preocupeis com o dia de
amanhã» (Mt 6, 34). Compreendendo que não podia reservar fosse o que fosse,
também isso distribuiu pelos pobres. Confiou sua irmã ao cuidado de umas
virgens conhecidas e fiéis, que viviam juntas numa casa, para nela ser
educada. E consagrou-se desde então, perto de sua casa, ao labor da vida
ascética. Vigiando sobre si mesmo, perseverava numa vida austera. [...]Trabalhava manualmente, porque tinha ouvido esta recomendação: «Se
algum não quer trabalhar, que também não coma» (2 Tess 3, 10). Comprava o
seu pão de cada dia com uma parte daquilo que ganhava, distribuindo o resto
pelos indigentes. Rezava sem cessar, porque tinha aprendido que é preciso
«orar sem desfalecer» (Lc 21, 36) em privado. Estava de tal maneira atento
à leitura, que nada perdia da Escritura, antes dela tudo retendo; a seguir,
substituía os livros pela memória. Todos os habitantes da aldeia, e as
gentes de bem que a frequentavam habitualmente, vendo-o viver daquela
maneira, lhe chamavam amigo de Deus. Uns amavam-no como filho, outros como
irmão.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.