21 de ago de 2009

Liturgia Diária!!!

Sexta-feira, dia 21 de Agosto de 2009
Sexta-feira da 20ª semana do Tempo Comum

S. Pio X, papa, +1914



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Clemente de Alexandria : Os dois mandamentos

Leituras

Rute 1,1.3-6.14-16.22.
No tempo em que os Juízes governavam, uma fome assolou o país. Certo homem
de Belém de Judá emigrou para os campos de Moab com sua mulher e seus dois
filhos.
Entretanto, Elimélec, esposo de Noemi, morreu, deixando-a com os seus dois
filhos.
Eles tomaram para si mulheres moabitas, uma chamada Orpa e outra Rute.
Viveram ali cerca de dez anos.
Morrendo Maalon e Quilion, Noemi ficou só, sem os seus dois filhos e sem o
marido.
Então levantou-se, na companhia das duas noras, para regressar dos campos
de Moab, pois ouvira dizer que o Senhor tinha visitado o seu povo e lhes
tinha dado pão.
Elas choraram novamente em alto pranto. Entretanto, Orpa beijou a sua sogra
e retirou-se, mas Rute permaneceu na sua companhia.
Noemi disse-lhe: «Vês, a tua cunhada voltou para o seu povo e para os seus
deuses. Vai tu também com a tua cunhada.»
Mas Rute respondeu: «Não insistas para que te deixe, pois onde tu fores, eu
irei contigo e onde pernoitares, aí ficarei; o teu povo será o meu povo e o
teu Deus será o meu Deus.
Foi assim que Noemi voltou, e com ela a sua nora, Rute, que era originária
dos campos de Moab. E chegaram a Belém, no início da colheita da cevada.


Salmos 146(145),5-6.7.8-9.10.
Feliz de quem tem por auxílio o Deus de Jacob, de quem põe a sua esperança
no SENHOR, seu Deus.
Ele criou os céus, a terra e o mar e tudo o que neles existe.
Ele é eternamente fiel à sua palavra; salva os oprimidos, dá pão aos que
têm fome; o SENHOR liberta os prisioneiros.
SENHOR dá vista aos cegos, o SENHOR levanta os abatidos; o SENHOR ama o
homem justo.
SENHOR protege os que vivem em terra estranha e ampara o órfão e a viúva,
mas entrava o caminho aos pecadores.
SENHOR reinará eternamente! O teu Deus, ó Sião, reinará por todas as
gerações!


Mateus 22,34-40.
Constando-lhes que Jesus reduzira os saduceus ao silêncio, os fariseus
reuniram-se em grupo.
E um deles, que era legista, perguntou-lhe para o embaraçar:
«Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?»
Jesus disse lhe: Amarás ao Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com
toda a tua alma e com toda a tua mente.
Este é o maior e o primeiro mandamento.
O segundo é semelhante: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Clemente de Alexandria (150 - c. 215), teólogo
Homilia «Que rico se pode salvar?» (a partir da trad. col. Icthus, vol. 6, p. 42 rev.)

Os dois mandamentos

Quando perguntaram ao Mestre qual era o maior dos mandamentos, Ele
respondeu: «Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração e com todas as
tuas forças. Não há maior mandamento». E eu acredito nisso, porque diz
respeito ao Ser essencial e primeiro, Deus nosso Pai, por Quem tudo foi
feito, tudo permanece, e a Quem voltarão todos os que forem salvos. Foi Ele
Quem nos amou primeiro, Quem nos fez nascer; seria sacrilégio pensar que
exista um ser mais antigo e mais sábio. O nosso reconhecimento é ínfimo,
comparado com as imensas graças que nos concedeu, mas não podemos
oferecer-Lhe outro testemunho, a Ele que é perfeito e de nada necessita.
Amemos o nosso Pai com todas as nossas forças e todo o nosso fervor e
receberemos a imortalidade. Quanto mais se ama a Deus, mais a nossa
natureza se mistura e se confunde com a Sua.

O segundo mandamento, diz Jesus, em nada fica atrás do primeiro: «Amarás o
teu próximo como a ti mesmo.» [...] Quando o doutor da Lei pergunta a
Jesus: «E quem é o meu próximo?» (Lc 10, 29), Ele não lhe responde com a
definição judaica de próximo – o parente, o concidadão, o prosélito, o
homem que vive sob a mesma lei; mas conta a história de um viajante que
descia de Jerusalém para Jericó. Ferido pelos ladrões [...], esse homem foi
tratado por um Samaritano, que «se mostrou seu próximo» (v. 36).

E quem é meu próximo mais do que o Salvador? Quem teve mais piedade de nós
quando os poderes das trevas nos abandonaram e golpearam? [...] Só Jesus
soube curar as nossas chagas e extirpar os males enraizados nos nossos
corações. [...] É por isso que devemos amá-Lo tanto quanto a Deus. E amar a
Cristo Jesus é cumprir a Sua vontade e guardar os Seus mandamentos.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.