27 de ago de 2009

Liturgia Diária!!!

Quinta-feira, dia 27 de Agosto de 2009
Quinta-feira da 21ª semana do Tempo Comum

Santa Mónica, viúva, mãe de Santo Agostinho, +387



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Bernardo : A meio da noite

Leituras

1 Tess. 3,7-13.
encontrámos reconforto em vós, irmãos, graças à vossa fé, no meio de todas
as nossas angústias e tribulações.
Agora sentimo-nos com mais vida, porque estais firmes no Senhor.
Que acção de graças poderemos nós dar a Deus por toda a alegria que
gozamos, devido a vós, diante do nosso Deus?
Nós que, noite e dia, insistentemente, pedimos para rever o vosso rosto e
completar o que falta à vossa fé?
Que o próprio Deus, nosso Pai, e Nosso Senhor Jesus nos encaminhem até vós.

O Senhor vos faça crescer e superabundar de caridade uns para com os outros
e para com todos, tal como nós para convosco;
que Ele confirme os vossos corações irrepreensíveis na santidade diante de
Deus, nosso Pai, por ocasião da vinda de Nosso Senhor Jesus com todos os
seus santos.


Salmos 90(89),3-4.12-13.14.17.
Tu podes reduzir o homem ao pó, dizendo apenas: "Voltai ao pó, seres
humanos!"
Mil anos, diante de ti, são como o dia de ontem, que passou, ou como uma
vigília da noite.
Ensina nos a contar assim os nossos dias, para podermos chegar ao coração
da sabedoria.
Volta, SENHOR! Até quando...? Tem compaixão dos teus servos.
Sacia nos pela manhã com os teus favores, para podermos cantar e exultar
todos os dias.
Venham sobre nós as graças do Senhor, nosso Deus! Confirma em nosso favor a
obra das nossas mãos; faz prosperar a obra das nossas mãos.


Mateus 24,42-51.
Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia virá o vosso Senhor.
Ficai sabendo isto: Se o dono da casa soubesse a que horas da noite viria o
ladrão, estaria vigilante e não deixaria arrombar a casa.
Por isso, estai também preparados, porque o Filho do Homem virá na hora em
que não pensais.»
«Quem julgais que é o servo fiel e prudente, que o senhor pôs à frente da
sua família para os alimentar a seu tempo?
Feliz esse servo a quem o senhor, ao voltar, encontrar assim ocupado.
Em verdade vos digo: Há-de confiar-lhe todos os seus bens.
Mas, se um mau servo disser consigo mesmo: 'O meu senhor está a demorar',
e começar a bater nos seus companheiros, a comer e a beber com os ébrios,
o senhor desse servo virá no dia em que ele não o espera e à hora que ele
desconhece;
vai afastá-lo e dar-lhe um lugar com os hipócritas. Ali haverá choro e
ranger de dentes.»


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Bernardo (1091-1153), monge cisterciense e Doutor da Igreja
Sermão 1 para o Advento (a partir da trad. cf. Sr Isabelle de la Source, Lire la Bible, t. 6, p. 137)

A meio da noite

Quando veio o Salvador? Não veio no princípio dos tempos, nem no meio, mas
no fim. E teve uma razão para isto. Muito sabiamente, a Sabedoria divina,
ciente de que os filhos de Adão são dados à ingratidão, considerou que só
devia valer-lhes com o seu socorro quando estivessem na maior
necessidade.

E já, em verdade, a noite ia caindo e o dia estava no ocaso, «o sol da
justiça» tinha pouco a pouco desaparecido (Lc 24, 29; Ml 3, 20); já
espalhava sobre a terra um luar incerto e um fraco calor, apenas. De facto,
a luz do conhecimento de Deus minguara muito e o calor da caridade
esfriaria, na sequência de uma crescente iniquidade (Mt 24, 12). Os anjos
já não apareciam, já não havia oráculos de profetas; tinham desaparecido,
acabado, como que vencidos perante o extremo endurecimento dos homens e a
sua obstinação. Foi nesse momento que o Filho afirmou: «Então eu digo:
Estou aqui!» (Sl 39, 8). Sim, na hora em que um silêncio profundo tudo
envolvia, e a noite ia a meio do seu curso, a Tua Palavra toda-poderosa,
Senhor, desceu do céu, do Seu trono real (Sb 18, 14). Tal como disse o
apóstolo Paulo: «Quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou o Seu
Filho» (Gal 4, 4).




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.