8 de set de 2009

Liturgia Diária!!!

Terça-feira, dia 08 de Setembro de 2009
Natividade da Virgem Santa Maria – Festa

Natividade de Nossa Senhora
Natividade de Nossa Senhora



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Santo André de Creta : Hoje desponta a aurora da salvação

Leituras

Miqueias 5,1-4.
Mas tu, Belém-Efrata, tão pequena entre as famílias de Judá, é de ti que me
há-de sair aquele que governará em Israel. As suas origens remontam aos
tempos antigos, aos dias de um passado longínquo.
Por isso, Deus abandonará o seu povo até ao tempo em que der à luz aquela
que há-de dar à luz, e em que o resto dos seus irmãos há-de voltar para
junto dos filhos de Israel.
Ele permanecerá firme e apascentará o seu rebanho com a força do Senhor e
com a majestade do nome do Senhor, seu Deus. Estarão tranquilos, porque ele
será grande até aos confins da terra.
Ele próprio será a paz. Se a Assíria vier ao nosso país e calcar aos pés os
nossos palácios, opor-lhe-emos sete pastores e oito governadores de homens.



Salmos 13,6.
Eu, porém, confiei na tua misericórdia; o meu coração alegra se com a tua
salvação. Cantarei ao SENHOR pelo bem que Ele me fez.


Mateus 1,1-16.18-23.
Genealogia de Jesus Cristo, filho de David, filho de Abraão:
Abraão gerou Isaac; Isaac gerou Jacob; Jacob gerou Judá e seus irmãos;
Judá gerou, de Tamar, Peres e Zera; Peres gerou Hesron; Hesron gerou Rame;
Rame gerou Aminadab; Aminadab gerou Nachon; Nachon gerou Salmon;
Salmon gerou, de Raab, Booz; Booz gerou, de Rute, Obed; Obed gerou Jessé;
Jessé gerou o rei David. David, da mulher de Urias, gerou Salomão;
Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias; Abias gerou Asa;
Asa gerou Josafat; Josafat gerou Jorão; Jorão gerou Uzias;
Uzias gerou Jotam; Jotam gerou Acaz; Acaz gerou Ezequias;
Ezequias gerou Manassés; Manassés gerou Amon; Amon gerou Josias;
Josias gerou Jeconias e seus irmãos, na época da deportação para Babilónia.

Depois da deportação para Babilónia, Jeconias gerou Salatiel; Salatiel
gerou Zorobabel;
Zorobabel gerou Abiud. Abiud gerou Eliaquim; Eliaquim gerou Azur;
Azur gerou Sadoc; Sadoc gerou Aquim; Aquim gerou Eliud;
Eliud gerou Eleázar; Eleázar gerou Matan; Matan gerou Jacob.
Jacob gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que se chama
Cristo.
Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava
desposada com José; antes de coabitarem, notou-se que tinha concebido pelo
poder do Espírito Santo.
José, seu esposo, que era um homem justo e não queria difamá-la, resolveu
deixá-la secretamente.
Andando ele a pensar nisto, eis que o anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos
e lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa,
pois o que ela concebeu é obra do Espírito Santo.
Ela dará à luz um filho, ao qual darás o nome de Jesus, porque Ele salvará
o povo dos seus pecados.»
Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor tinha dito pelo profeta:

Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho; e hão-de chamá lo
Emanuel, que quer dizer: Deus connosco.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Santo André de Creta (660-740), monge e bispo
Homilia 1, para a Natividade da Santa Mãe de Deus; PG 97, 805 (a partir da trad. do breviário francês)

Hoje desponta a aurora da salvação

Já não vivemos sob a escravidão dos elementos do mundo, como diz o apóstolo
Paulo. Já não estamos submetidos à letra da Lei (Col 2, 8; Rom 7, 6). Com
efeito, é nisto que consiste o essencial das graças de Cristo; é aqui que o
mistério se manifesta e que a natureza é renovada: Deus fez-se homem e a
humanidade assim assumida é divinizada. Foi, portanto, necessário que a
esplêndida habitação de Deus, tão visível entre os homens, fosse precedida
por uma introdução à alegria, de que decorreria para nós o magnífico dom da
salvação. Tal é o objecto da festa que celebramos: o nascimento da Mãe de
Deus inaugura o mistério que tem por conclusão e termo a união do Verbo com
a carne. [...]

Agora que a Virgem acaba de nascer e se prepara para ser Mãe do Rei
universal de todos os séculos [...], é o momento em que recebemos do Verbo
uma dupla mercê: somos conduzidos à verdade e libertados da vida de
escravidão sob a letra da Lei. Como? Por que forma? Sem dúvida nenhuma,
porque as sombras se desvanecem com a chegada da luz, porque a graça faz
com que a liberdade substitua a letra. A festa que celebramos está nesta
fronteira, porque faz a ligação entre a verdade e as imagens que a
prefiguram, substitui o que era velho por coisas novas. [...]

Que toda a criação cante e dance e dê o seu melhor contributo para a
alegria deste dia! Que o céu e a terra formem hoje uma única assembleia!
Que tudo o que está no mundo e acima do mundo se una no mesmo concerto de
festa. Com efeito, hoje o santuário criado eleva-se até onde residirá o
Criador do universo. E uma criatura é preparada, por esta disposição
inteiramente nova, para oferecer ao Criador uma morada santa.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.