9 de set de 2009

Liturgia Diária!!!

Quarta-feira, dia 09 de Setembro de 2009
Quarta-feira da 23ª semana do Tempo Comum

S. Pedro Claver
S. Pedro Claver, presbítero, +1654, Beato Frederico Ozanam, leigo, +1853



Comentário ao Evangelho do dia feito por
Isaac de l'Étoile : «Felizes vós, os que agora chorais»

Leituras

Coloss. 3,1-11.
Portanto, já que fostes ressuscitados com Cristo, procurai as coisas do
alto, onde está Cristo, sentado à direita de Deus.
Aspirai às coisas do alto e não às coisas da terra.
Vós morrestes e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.
Quando Cristo, a vossa vida, se manifestar, então também vós vos
manifestareis com Ele em glória.
Crucificai os vossos membros no que toca à prática de coisas da terra:
fornicação, impureza, paixão, mau desejo e a ganância, que é uma idolatria.

Estas coisas provocam a ira de Deus sobre os que lhe resistem.
Entre eles também vós caminhastes outrora, quando vivíeis nessas coisas.
Mas agora rejeitai também vós tudo isso: ira, raiva, maldade, injúria,
palavras grosseiras saídas da vossa boca.
Não mintais uns aos outros, já que vos despistes do homem velho, com as
suas acções,
e vos revestistes do homem novo, aquele que, para chegar ao conhecimento,
não cessa de ser renovado à imagem do seu Criador.
Aí não há grego nem judeu, circunciso e incircunciso, bárbaro, cita,
escravo, livre, mas Cristo, que é tudo e está em todos.


Salmos 145(144),2-3.10-11.12-13.
Todos os dias te bendirei; louvarei o teu nome para sempre.
SENHOR é grande e digno de todo o louvor; a sua grandeza é insondável.
Louvem-te, SENHOR, todas as tuas criaturas; todos os teus fiéis te
bendigam.
Dêem a conhecer a glória do teu reino e anunciem os teus feitos poderosos,
para mostrar aos homens as tuas proezas e o esplendor glorioso do teu
reino.
teu reino é um reino para toda a eternidade e o teu domínio estende-se por
todas as gerações.


Lucas 6,20-26.
Erguendo os olhos para os discípulos, pôs-se a dizer: «Felizes vós, os
pobres, porque vosso é o Reino de Deus.
Felizes vós, os que agora tendes fome, porque sereis saciados. Felizes vós,
os que agora chorais, porque haveis de rir.
Felizes sereis, quando os homens vos odiarem, quando vos expulsarem, vos
insultarem e rejeitarem o vosso nome como infame, por causa do Filho do
Homem.
Alegrai-vos e exultai nesse dia, pois a vossa recompensa será grande no
Céu. Era precisamente assim que os pais deles tratavam os profetas».
«Mas ai de vós, os ricos, porque recebestes a vossa consolação!
Ai de vós, os que estais agora fartos, porque haveis de ter fome! Ai de
vós, os que agora rides, porque gemereis e chorareis!
Ai de vós, quando todos disserem bem de vós! Era precisamente assim que os
pais deles tratavam os falsos profetas».


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

Isaac de l'Étoile (? -c. 1171), monge cisterciense
Sermão 2 para o dia de todos os santos, 13-20 (a partir da trad. de Brésard, 2000 ano A, p. 84)

«Felizes vós, os que agora chorais»

«Felizes vós, os que agora chorais, porque haveis de rir» (Mt 5, 5).
Através desta palavra, o Senhor quer fazer-nos compreender que o caminho da
alegria é o pranto. É pela desolação que se chega à consolação; é perdendo
a vida que ela se encontra, é rejeitando-a que a conservamos, é odiando-a
que a amamos, é desprezando-a que a conservamos (Mt 16, 24ss.). Se queres
conhecer-te e ter autodomínio, entra em ti mesmo e não te procures no
exterior. [...] Cai em ti, pecador, recolhe-te na tua essência, no teu
coração. [...] Não é certo que o homem que entra em si mesmo descobre que
se encontra longe, como o filho pródigo, numa região de dissemelhança, numa
terra estrangeira, onde se senta e chora recordando-se de seu pai e da sua
pátria? (Lc 15, 17) [...]

«Adão, onde estás ?» (Gn 3, 9) Talvez estejas ainda na obscuridade para não
te encarares a ti mesmo; coses folhas de vaidade umas às outras para cobrir
a tua vergonha, olhando o que está à volta e o que é teu. [...] Olha para o
teu interior, olha para ti. [...] Entra dentro de ti, pecador, regressa à
tua alma. Contempla e chora esta alma sujeita à vaidade, à agitação e que
não se consegue libertar do seu cativeiro. [...] É evidente, irmãos, que
vivemos fora de nós mesmos, esquecidos de nós, de cada vez que nos
dispersamos em ninharias ou em distracções, de cada vez que nos regalamos
com futilidades. É por isso que a Sabedoria leva a peito convidar-nos
sempre para a casa do arrependimento antes de nos convidar para a casa do
banquete, como que para chamar a si o homem que andava no exterior de si
mesmo, dizendo-lhe: «Bem-aventurados os que choram» e noutra passagem: «Ai
de vós os que agora rides».

Meus irmãos, gemamos na presença do Senhor, cuja bondade leva ao perdão;
convertamo-nos a Ele «com jejuns, com lágrimas, com gemidos» (Jl 2, 12)
para que um dia [...] as suas consolações façam rejubilar as nossas almas.
Com efeito, felizes são os que choram, não por chorarem, mas porque serão
consolados. O pranto é o caminho: a consolação é a beatitude.




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.