"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12

22 de jul de 2009

Liturgia Diária!!!

Quarta-feira, dia 22 de Julho de 2009
Santa Maria Madalena

Santa Maria Madalena, penitente



Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Romano : Maria Madalena, apóstolo dos apóstolos

Leituras

2 Cor. 5,14-17.
Sim, o amor de Cristo nos absorve completamente, ao pensar que um só morreu
por todos e, portanto, todos morreram.
Ele morreu por todos, a fim de que, os que vivem, não vivam mais para si
mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.
Por conseguinte, de agora em diante, não conhecemos ninguém à maneira
humana. Ainda que tenhamos conhecido a Cristo desse modo, agora já não o
conhecemos assim.
Por isso, se alguém está em Cristo, é uma nova criação. O que era antigo
passou; eis que surgiram coisas novas.


Salmos 78(77),18-19.23-28.
Provocaram a Deus em seus corações, reclamando manjares, segundo os seus
apetites.
Murmuraram contra Ele, dizendo: "Será Deus capaz de nos preparar a mesa no
deserto?
Deus ordenou às nuvens e abriu as portas do céu.
Fez chover o maná para eles comerem e deu lhes o pão do céu.
Comeram todos o pão dos fortes; enviou lhes comida em abundância.
Fez soprar dos céus o vento leste e, com o seu poder, fez vir o vento sul.
Fez chover do céu carne como grãos de poeira, e aves tão numerosas como as
areias do mar.
Fê las cair no meio do acampamento, ao redor das suas tendas.


João 20,1.11-18.
No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo logo de manhã,
ainda escuro, e viu retirada a pedra que o tapava.
Maria estava junto ao túmulo, da parte de fora, a chorar. Sem parar de
chorar, debruçou-se para dentro do túmulo,
e contemplou dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha estado o
corpo de Jesus, um à cabeceira e o outro aos pés.
Perguntaram-lhe: «Mulher, porque choras?» E ela respondeu: «Porque levaram
o meu Senhor e não sei onde o puseram.»
Dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus, de pé, mas não se dava conta
que era Ele.
E Jesus disse-lhe: «Mulher, porque choras? Quem procuras?» Ela, pensando
que era o encarregado do horto, disse-lhe: «Senhor, se foste tu que o
tiraste, diz-me onde o puseste, que eu vou buscá-lo.»
Disse-lhe Jesus: «Maria!» Ela, aproximando-se, exclamou em hebraico:
«Rabbuni!» que quer dizer: «Mestre!»
Jesus disse-lhe: «Não me detenhas, pois ainda não subi para o Pai; mas vai
ter com os meus irmãos e diz-lhes: 'Subo para o meu Pai, que é vosso Pai,
para o meu Deus, que é vosso Deus.'»
Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos: «Vi o Senhor!» E contou o que
Ele lhe tinha dito.


Da Bíblia Sagrada



Comentário ao Evangelho do dia feito por

São Romano, o Melódio
I Hino da Ressurreição (a partir da trad. SC 128, pp. 385ss.)

Maria Madalena, apóstolo dos apóstolos

As mulheres que levavam os aromas enviaram Maria Madalena ao sepulcro à
frente delas, segundo o relato de São João Teólogo. Era de noite, mas o
amor a iluminava, de tal maneira que ela viu a grande pedra rolada da
frente da porta do túmulo e regressou dizendo: «Discípulos, sabei o que vi:
a pedra já não tapa o túmulo. Terão levado o meu Senhor? Não se vêem os
guardas, fugiram. Terá Ele ressuscitado, Aquele que oferece a ressurreição
aos homens caídos?» [...]Aquele que tudo vê, vendo Madalena
dominada pelos soluços e acabrunhada pela tristeza, deixou-se tocar no Seu
coração. [...] Aquele que sonda os rins e os corações, sabendo que Maria
Lhe reconheceria a voz, chamou a Sua ovelha, Ele que é o verdadeiro pastor:
«Maria!», disse-lhe. E ela imediatamente O reconheceu: «É o meu bom pastor,
que me chama para me contar entre as noventa e nove ovelhas. Sei bem quem
Ele é, Aquele que me chama; já o tinha dito, é o meu Senhor, Aquele que
oferece a ressurreição aos homens caídos.» [...]O Senhor
disse-lhe: «Mulher, que a tua boca proclame estas maravilhas e as explique
aos filhos do Reino, que esperam que Eu desperte, Eu que estou vivo. Vai
depressa, Maria, reúne os Meus discípulos [...]; desperta-os a todos como
que de um sonho, a fim de que venham ao Meu encontro com as lamparinas
acesas. Vai dizer-lhes: o Esposo acordou, saiu agora do túmulo. [...]
Apóstolos, afastai a vossa tristeza mortal, pois despertou Aquele que
oferece a ressurreição aos homens caídos.» [...]«Subitamente, o
meu luto transformou-se em júbilo, tudo se tornou para mim alegria e
felicidade. E não hesito em o dizer: recebi a mesma glória que Moisés; vi,
sim, vi, não no alto da montanha, mas no sepulcro, não velado por uma
nuvem, mas no seu corpo, vi o Senhor dos seres incorpóreos e das nuvens,
Aquele que é, que era e que há-de vir. Foi Ele que me disse: detém-te,
Maria, vai revelar àqueles que Me amam que Eu ressuscitei. Vai levar esta
boa nova aos descendentes de Noé, como a pomba lhes levou o ramo de
oliveira (Gn 8, 11). Diz-lhes a morte foi destruída e que Aquele que
oferece a ressurreição aos homens caídos Se elevou do túmulo.»




Gerir directamente o seu abono (ou a sua subscrição) neste endereço : www.evangelhoquotidiano.org