16 de mai de 2010

OBESIDADE



A obesidade é o maior problema de saúde da atualidade e atinge indivíduos de todas as classes sociais, tem etiologia hereditária e constitui um  estado de má nutrição em decorrência de um distúrbio no balanceamento dos nutrientes, induzindo entre outros fatores pelo excesso alimentar. O peso excessivo causa problemas psicológicos, frustrações, infelicidade, além de uma gama enorme de doenças lesivas. O aumento da obesidade tem relação com: o sedentarismo, a disponibilidade atual de alimentos, erros alimentares e pelo próprio ritmo desenfreado da vida atual.
A obesidade relaciona-se com dois fatores preponderantes: a genética e a nutrição irregular. A genética evidencia que existe uma tendência familiar muito forte para a obesidade, pois filhos de pais obesos tem 80 a 90% de probabilidade de serem obesos.
A nutrição tem importância no aspecto de que uma criança superalimentada será provavelmente um adulto obeso. O excesso de alimentação nos primeiros anos de vida, aumenta o número de células adiposas, um processo irreversível, que é a causa principal de obesidade para toda a vida. Hoje, consumimos quase 20% a mais de gorduras saturadas e açúcares industrializados. Para emagrecer, deve-se pensar sempre, em primeiro lugar, no compromisso de querer assumir o desafio, pois manter-se magro, após o sucesso, será mais fácil.

Por que estamos tão gordos

Num tempo em que as formas esguias e os músculos esculpidos constituem um avassalador padrão de beleza, o excesso de peso e a obesidade transformaram-se na grande epidemia do planeta. Nos Estados Unidos, nada menos de 97 milhões de pessoas (35% da população) estão acima do peso normal. E, destas, 39 milhões (14% da população) pertencem à categoria dos obesos. O problema de forma alguma se restringe aos países ricos.
Com todas as suas carências, o Brasil vai pelo mesmo caminho: 40% da população (mais de 65 milhões de pessoas) está com excesso de peso e 10% dos adultos (cerca de 10 milhões) são obesos. A tendência é mais acentuada entre as mulheres (12% a 13%) do que entre os homens (7% a 8%). E, por incrível que pareça, cresce mais rapidamente nos segmentos de menor poder econômico.
O inimigo, desta vez, consiste num modelo de comportamento que pode ser resumido em três palavras: sedentarismo, comilança e stress. Estamos vivendo a era da globalização de um modo de vida baseado na inatividade corporal frente às telas da TV e do computador, no consumo de alimentos industrializados, cada vez mais gordurosos e açucarados, e num altíssimo grau de tensão psicológica.

A “mcdonaldização”

Em ritmo acelerado e escala planetária, as culinárias tradicionais vão sendo atropeladas pelo fast-food. E bilhões de seres humanos estão migrando dos carboidratos para as gorduras.
As conseqüências dessa alimentação engordurada podem não ser inocentes. Artérias entupidas e diabetes são apenas algumas das possíveis conseqüências do excesso de peso. Mas, independentemente das conseqüências, existe hoje uma unanimidade entre os médicos para se considerar a própria obesidade como uma doença. E o que é pior: uma doença crônica e incurável. Como a gordura precisa ser estocada no organismo, todo obeso tem um aumento do número de células adiposas (obesidade hiperplástica) ou um aumento do peso das células adiposas (obesidade hipertrófica) ou uma combinação das duas coisas.
Esse é um dos fatores que faz com que, uma vez adquirida, a obesidade se torne crônica. O indivíduo pode até emagrecer, mas vai ter que se cuidar pelo resto da vida para não engordar de novo. É por isso também que, a longo prazo, os regimes restritivos não resolvem. Com eles, a pessoa emagrece rapidamente. Mas não consegue suportar, por muito tempo, as restrições impostas pelo regime. E volta a engordar. É o chamado “efeito sanfona”, o massacrante vai-e-vem do ponteiro da balança.

O primeiro passo: levantar da poltrona e mexer o corpo

O sedentarismo é a causa mais importante do excesso de peso e da obesidade. Por esse simples motivo, a atividade física tem que ser o primeiro item de qualquer programa realista de tratamento da doença. A pessoa sedentária deve começar reeducando-se em suas atividades cotidianas. Se ela mora em apartamento, por exemplo, pode utilizar as escadas, em vez do elevador. Mesmo isso, porém, deve ser feito gradativamente. A pessoa que mora no sétimo andar pode subir apenas um lance de escada no primeiro dia e o restante de elevador. E ir aumentando o esforço, dia após dia, até conseguir galgar todos os andares.
A partir daí, abre-se espaço para uma atividade física sistemática. Mas é preciso que seja uma atividade aeróbica (caminhada, esteira, corrida, bicicleta, hidroginástica, natação, remo, dança, ginástica aeróbica de baixo impacto etc.), com elevação da freqüência cardíaca a até 75% de sua capacidade máxima.
Nessas condições, a primeira coisa que o organismo faz é lançar mão da glicose, armazenada nos músculos sob a forma de glicogênio. Depois de aproximadamente 30 minutos, quando o glicogênio se esgota, o organismo começa a queimar gordura como fonte de energia.
As dietas restritivas devem ser evitadas. Até porque, exatamente pelo fato de serem desbalanceadas, o organismo se defende espontaneamente delas, fazendo com que, após um período de restrição, a pessoa coma muito mais. O que o indivíduo precisa, isto sim, é buscar uma mudança no estilo de vida, pois os fatores comportamentais desempenham, de longe, o papel mais importante no emagrecimento.

Segure a compulsão

  • Faça um diário alimentar e anote tudo o que você come.
  • Obedeça rigorosamente ao horário das refeições, comendo com intervalos de 4 a 5 horas.
  • Jamais pule refeições.
  • Quando, fora dos horários, surgir a vontade de comer, busque uma alternativa (caminhada, exercícios físicos etc.) que reduza a ansiedade.
  • Antes de cada refeição, planeje o que você vai comer e prepare cuidadosamente a mesa e o prato.
  • Preste a máxima atenção ao ato de comer. Não coma enquanto lê ou assiste televisão.
  • Mastigue bem e descanse o garfo entre cada bocada. Isso ajuda a controlar a ansiedade. Mas é eficiente também porque existem dois mecanismos que promovem a saciedade. Um, de natureza mecânica, atua rapidamente, com o preenchimento do estômago. O outro, mais lento, depende da troca de neurotransmissores no cérebro. Comendo devagar, a pessoa dá tempo para que esse segundo mecanismo funcione.
  • Jamais faça compras em supermercados de estômago vazio, para não encher o carrinho com guloseimas.
  • Não estoque comidas tentadoras (doces, sorvetes, salgadinhos) em casa. Tenha sempre à mão opções saudáveis.

O melhor horário para caminhar

Diariamente vemos várias pessoas praticando atividades físicas nas ruas, independente do horário, mas qual o melhor período para fazer os exercícios físicos?
Bom já existe milhares de pesquisas sobre o assunto que comprovam que a atividade física é mais indicada no período da manhã, nesse período se queima mais calorias do que em outro horário, isso porque o metabolismo de nosso corpo está a todo vapor e faz com que se percam mais calorias do que à tarde ou à noite.

nutricionista Cristina Freitas diz que é pelo fato do corpo estar descansado depois de horas de sono, os músculos necessitam de uma grande dose de energia para trabalharmelhor e se desenvolver ocupando lugar de gorduras que serão queimadas.
Os exercícios físicos pela manhã são muito importantes para que seu dia comece de uma forma diferente do que seria se apenas levantasse e fosse trabalhar, porque apenas acordar e ir para o trabalho é cansativo e seu corpo não terá benefício nenhum com isso, agora com os exercícios estará muito mais disposto para trabalhar e seu dia renderá muito mais.
Mas é claro que não são todas as pessoas que podem se exercitar na parte da manhã por conta do horário de trabalho, independente disso mesmo que o horário seja na parte da manhã, tarde ou à noite, o que vale é estar sempre se exercitando.
De manhã é a melhor opção, se não puder faça em qualquer outro horário, seu corpo e organismo necessitam disso.
Uma observação nunca deixe de se aquecer antes de exercícios, isso vai evitar lesões que podem te atrapalhar no dia a dia.

Os dez alimentos que ajudam a emagrecer

Todo mundo sonha em emagrecer, mas junto disso ter uma boa saúde. Uma dieta saudável é sinônimo de variedade no prato. O ideal é se alimentar de alimentos extremamente saudáveis ricos em nutrientes essenciais que além de ajudar o nosso organismo a funcionar melhor faz com que percamos alguns quilinhos a mais. Incluam nas suas refeições alguns alimentos super poderosos que irão lhe ajudar a perder os tão chatos quilos a mais. Alguns alimentos são infalíveis contra aquelas gordurinhas salientes, mas se você quer acabar com isso veja os dez alimentos infalíveis:
Arroz integral, o qual possui muito mais fibra, vitaminas e minerais que o arroz tradicional;
Feijão, o qual é uma leguminosa rica em proteínas livre de gordura saturada;
Peixes, os quais são ricos em ômega 3, a qual é uma gordura importante na composição da membrana celular e tem uma papel importante na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares; Granola, o qual deixa a sua alimentação ainda mais energética.
Os cereais integrais deixam o nível de açúcar no sangue equilibrado e isso previne o desenvolvimento de diabete.
A granola melhora o funcionamento do intestino, previne doenças cardíacas e alguns tipos de cânceres;
Nozes são ricas em proteínas, vitamina E, fibras, potássio e gordura insaturada. As nozes ajudam no emagrecimento, pois mantém o peso, mas é indicado não exagerar na dose, pois a ingestão em excesso deste alimento pode levar ao ganho de peso;
Maçã, a qual cerca de 80% da composição da fruta é derivada de água e com isso o seu valor calórico é baixo, onde cada unidade tem 60 calorias. Um alimento rico em fibra, vitaminas e minerais e com um baixo valor de gordura. O ideal é não retirar a casca, pois é na casca que está contido a maioria dos nutrientes;
Tomate está relacionado à prevenção do câncer de próstata, estômago e pulmão;
Água, a qual é hidratante e é capaz de espantar a sensação de fome se consumida ao longo do dia sem pular nenhuma refeição e ela não possui nenhuma caloria;
Chás, os quais são ótimos estimulantes da função renal e ajudam a eliminar as toxinas, pois possuem um poder diurético. O chá favorece a pouca ingestão de alimentos e isso faz com que diminua as calorias totais do dia; Leite desnatado, sendo que este apresenta uma quantidade de gordura reduzida e com isso um menor valor calórico. Ajuda a prevenir a osteoporose, pois é uma excelente fonte de cálcio e ajuda a ficar de bem com a balança.

Os alimentos mais saudáveis para a nossa saúde.

Todo mundo sabe que os alimentos é a nossa fonte de vida e que sem eles não viemos, porém os produtos industrializados estão sendo cada vez mais consumidos por causa da falta de tempo que a geração atual possui, mas o ideal é alimentarmos de alimentos saudáveis, pois assim prevenimos o envelhecimento precoce, câncer e outras doenças que só aparecem no decorrer de uma alimentação incorreta. Mas, para quem quer se tornar saudável e talvez esteja à procura de uma dieta para emagrecer aqui encontrou e o melhor é que você não vai passar fome e sim mudar seus hábitos alimentares ingerindo alimentos de ótima qualidade e os ingeri-los moderadamente. Em uma casa não pode faltar dez itens básicos para uma dieta saudável e esses alimentos são: Vegetais coloridos que são fontes de água, fibra e diversos nutrientes e são recomendados ingeri-los de três a cinco porções diárias;
Pão totalmente integral e jamais ingerir alimentos de farinha de trigo, pois são extremamente saudáveis e regulam nosso organismo e, além disso, nos deixam cheias por mais tempo e com isso você come menos, demora mais para comer e emagrece;
Azeite extra-virgem nos temperos em saladas e alguns pratos que não vão para o fogo, pois ajuda no coração e reduz a formação de placas na parede dos vasos sanguíneos; Consuma alimentos e sementes integrais como a Aveia porque é uma fibra solúvel que ajuda a emagrecer, pois ela regula o funcionamento do intestino, controla o colesterol e a glicose sanguínea;
Frutas frescas e diversifique nas cores, pois são extremamente importantes e o ideal é ingerir de duas a quatro porções e ajudam a regular o intestino; Oleaginosas porque possuem proteínas, fibras e controlam a fome com isso você não irá comer muito; Peixes ajudam e muito na dieta saudável, mas são caros então o ideal é pelos menos três vezes na semana;
Queijo Branco, pois possui menos gordura saturada e é fonte de proteína e cálcio e ajudam na contração muscular e regula os batimentos cardíacos; Consuma semente de linhaça, pois diminui os triglicérides e o mau colesterol. Coma pelo menos duas colheres no dia; E por último coma castanhas, pois possuem gorduras monoinsaturadas e abaixam o colesterol mau e aumenta os do colesterol bom e tem a mesma função do azeite. O ideal é comer pelo menos uma castanha por dia. Há também o óleo de canola que é bem mais natural que o de soja. Com esses hábitos alimentares terá uma vida saudável e perderá peso.

Dicas para emagrecer

Na sociedade em que estamos vivendo a população não está mais tendo tempo para si próprio e com isso a alimentação está sendo a pior possível, alimentando-se somente de alimentos industrializados, os quais são ricos em gordura e carboidratos que em excesso não fazem nada bem a saúde. Para emagrecer é necessário estabelecer horários nas refeições. Todo mundo sabe que alimentar-se é uma ótima fonte de prazer, mas em primeiro lugar temos que ter consciência de que nos alimentamos para obter energia e nutrientes necessários para o nosso organismo. Se você quer emagrecer de maneira totalmente saudável, a única maneira que encontramos é realizando uma reeducação alimentar junto com a prática da atividade física, pois assim irá obter nutrientes saudáveis para o nosso organismo, queimar calorias extras e ainda melhorar o condimento físico. Veja aqui as dez dicas e veja como emagrecer de maneira saudável: Jamais tenha pressa; Corrija a sua alimentação devagar; Não exclua de sua alimentação aquele alimento que só de pensar já te dá água na boca, porém aprende a ingeri-lo em menores quantidades; Controle a sua ansiedade com uma distração ou hobby que faça com que a sua atenção desvie-se da comida; Estipule horários para as suas refeições; Deixe de comer doce e o substitua por frutas que sejam de seu gosto; Beba muita água; Faça pratos coloridos com variedade em legumes e saladas, os quais devem estar presentes tanto no almoço como no jantar e diariamente; Seja confiante e confie em sua capacidade, pois com muita determinação você irá conseguir alcançar o seu maior objetivo.

O que fazer para emagrecer?

Isso é uma tarefa que exige muita determinação e vontade, o básico é comer pouco e evitar gorduras doces essas coisas que pesam na barriga, alem disso também é preciso fazer um pouco de caminhada por dia, tire um tempo do seu dia para fazer isso, sendo assim você vai perder calorias e assim peso, mas andar também vai te dar uma fome então tente substituir seus alimentos pesados por uma barra de cereal, o pão por bolachas de água e sal as carnes teria de estar trocando por legumes e verduras, não adianta correr atrás de remédios para isso emagrecer é o mesmo procedimento de engordar, se você correr atrás de remédios para diminuir o tempo, logo vai perceber que não era isso que queria, no caso de engordar a pessoa pode estar encurtando a vida com esses produtos e ainda não obter o resultado esperado já no caso de emagrecer pode causar o efeito sanfona e ai ficar pior do que era ainda, então evite essas coisas se não já sabe, você não esta sendo proibido de comer doces e comidas gordurosas, mas terá que diminuir a porção destas coisas se não uns 70% ao menos 50% pra dar um efeito e você sentir que esta emagrecendo isso vai te ajudar a ao desistir, alias é o que muitas pessoas fazem tentam e tentam mas logo desistem achando que não teve resultados quando na verdade não abandonou hábitos ruins de comer,mas é isso siga por esse caminho de ginástica e boa alimentação que você vai conseguir um bom resultado.

Fonte: REPÓRTER DE CRISTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.