30 de set de 2010

SÃO JERÔNIMO


◊   Rio de Janeiro, 29 set (RV) - Estamos para findar o mês da Bíblia, setembro. E no final deste mês comemoramos o grande patrono das traduções bíblicas, que é São Jerônimo.

Jerônimo quer dizer nome sagrado. Nasceu na Dalmácia, antiga Iugoslávia, em 342. Seus pais eram ricos e puderam mandá-lo para Roma realizar seus estudos. Ele morreu a 30 de setembro de 420.

Em Roma estudou latim sob a direção de um famoso professor, Donato, que era pagão, mas extremamente versado na língua do Lácio. Com Donato, Jerônimo também aprendeu o grego e outras línguas afins. Passava horas de estudo e de leituras com os livros dos grandes autores latinos, como Cícero, Virgílio, Horácio e Tácito, e gregos como Homero e Platão. Porém, devido à origem de seu mestre, não se dedicava aos livros religiosos ou de cunho espiritual.

Jerônimo estudou também gramática, retórica e filosofia. Viveu dois anos num deserto como eremita, em 375. De 382-385 atuou como secretário do Papa Dâmaso, e em 386 mudou-se para Belém, onde viveu num mosteiro. Chegou a traduzir 39 sermões de Orígenes, e fez apologias contra Pelágio e contra a sua heresia pelagiana.

Ele logo percebeu, após seu encontro com o mundo cristão, que as traduções da bíblia, em seu tempo, eram imperfeitas na linguagem e cheia de imprecisões.

Iniciou, então, o seu trabalho de tradução dos textos hebraico e grego para o latim, que foi magnífico à época. Tradução que foi realizada com muita elegância, e o fez por completo, traduzindo todo o texto das Sagradas Escritura, do Gênesis ao Apocalipse.

A sua preocupação não era um texto erudito, para professores e sábios, mas queria atingir o povo simples. Um texto enxuto para os simples. Daí o nome de sua tradução VULGATA. (Ou seja, vulgar, do povo, para pessoas comuns).

A tradução foi de tamanha magnitude que o seu texto foi usado em toda a Igreja Católica durante 15 séculos ininterruptos. Somente nos últimos anos, com a valorização da leitura e dos estudos bíblicos, novas traduções surgiram.

Num trecho famoso – comentário sobre Isaías e usado no oficio das leituras na memória de São Jerônimo – ele afirma, com a firmeza de suas convicções, que “ignoratio Scripturarum, ignoratio Christi est”, ou seja, “a ignorância da Escritura é a ignorância de Cristo”. Sem dúvida, uma forte exortação de um Padre e Doutor da Igreja para os cristãos não só do seu tempo, mas, sobretudo, nos dias de hoje.

O estudo sério da Bíblia é uma necessidade e não um opcional para o católico que quer viver com seriedade e convicção a sua fé.

São Jerônimo encontrou o caminho de sua vida na Bíblia. Graças a ele, muitos hoje podem voltar também o seu olhar para a Palavra de Deus, onde podem encontrar a plena felicidade, impossível de alcançar na simples realidade humana. Mas que felicidade? Jesus Cristo, o Ressuscitado, cuja Palavra é Ele mesmo.

Só amamos o Cristo se O conhecemos, e O amamos como Verdade, Caminho e Vida! Verdade que encontramos nos seus ensinamentos, algo que o escritor sagrado nos deixou, mormente nos Evangelhos.

Caminho que Ele nos pede para seguir. Que nos encoraja a trilhar, e que nos dá a Paz. Caminho traçado pelo Cristo: paixão e ressurreição, que ilumina nossas vidas, nossas ações e nossos relacionamentos. Caminho que nos traça, enfim, a nossa salvação.

E vida, que nos é apresentada na fonte da felicidade, que nos é apresentada no texto bíblico: a ressurreição de nossas vidas em Deus.

Este encontro com o Cristo na Bíblia vai nos facilitar esse encontro com Ele. Assim, Jesus é para nós, hoje, a Verdade na Bíblia, a Vida na Eucaristia e o Caminho que seguimos com os irmãos, tal como Ele nos ensinou. Lembremos do Seu encontro com os viajantes em Emaús.

Portanto, o estudo bíblico é de fundamental e crucial importância para a nossa vida de fé. Algo que deve ter sido muito bem percebido por São Jerônimo. Porém, como ele, além do conhecimento e da erudição, o que nos faz santos é viver a Palavra de Deus, colocando-a em prática na vida de cada dia. Os Santos fazem a diferença no mundo.

Não há amor verdadeiro e convicto se por nossa inteligência for ignorado. O amor cresce quando o conhecimento cresce. Isso é dado para a experiência humana, mas também se aplica à experiência espiritual.

Em resumo: não há conhecimento sem o amor de Cristo no estudo da Bíblia com Ele. Esta é a mensagem profunda de Jerônimo.

O legado espiritual que São Jerônimo nos deixa é, por conseguinte, profundo e desafiador. Ele encontrou na escritura o seu fio condutor para Deus, a fonte e a raiz de sua caminhada de santidade.

O seu extremo zelo na tradução, o seu hercúleo trabalho desenvolvido ao longo de anos, a sua dedicação no serviço da Palavra, concretizam-se na sua vida de fé, e demonstrou o seu imenso amor a Cristo e à Sua Igreja.

Assim, também, Irmãos e Irmãs, não deveria ser a nossa caminhada cristã? Esta perspectiva de Jerônimo poderia servir para nosso itinerário de fé.

† Orani João Tempesta, O. Cist.
Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

Lula blasfemador!


Saudações queridos leitores!

Lula não cessa de dizer bobagens. Mais que bobagens, quando ele abre a boca, profere verdadeiras blasfêmias...
 

Durante um comício em Garanhuns (PE), Lula disse: “Essa mulher foi barbaramente torturada. Não existe nada mais grave que o ser humano possa fazer com o outro do que torturar. Vocês sabem porque Jesus Cristo foi torturado”.

Para o presidente Lula, tanto faz se uma terrorista comunista foi torturada por suas convicções espúrias, algo que lamento, quanto o fato de que Nosso Senhor e Salvador foi torturado e crucificado, morto e sepultado por nossas transgressões. Comparar os sofrimentos de uma militante comunista com o sofrimento redentor de Jesus Cristo não é evidência de ignorância, de desconhecimento e nem de desinteresse pela Fé. É sinal do mais puro desdém, da intenção deliberada da chacota, do achincalhamento dos sentimentos religiosos de centenas de milhões de brasileiros, sejam Católicos ou não.

Essa demonstração de desdém para com a fé de uma nação que foi erguida sob a sombra da Cruz Redentora de Cristo é mais uma, dentre as muitas evidências da sanha diabólica de Lula, Dilma Roussef e do PT.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Fonte: Blog do Fernando

Tá Reclamando de que?


Reclamando do Lula? do Serra? da Dilma? do Arrruda? do Sarney? do Collor? Do Renan? do Palocci? do Delubio? Da Roseanne Sarney? Dos politicos distritais de Brasilia? do Jucá? do Kassab? dos mais 300 picaretas do Congresso?

Brasileiro Reclama De Quê?
O Brasileiro é assim:
1. - Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas.

2. - Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.

3. - Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.

4. - Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, e até dentadura.

5. - Fala no celular enquanto dirige.

6. -Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.

7. - Pára em filas duplas, triplas em frente às escolas.

8. - Viola a lei do silêncio.

9. - Dirige após consumir bebida alcoólica.

10. - Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas
desculpas.

11. - Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.

12. - Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao
trabalho.

13. - Faz
" gato " de luz, de água e de tv a cabo.

14. - Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado,
muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.

15. - Compra recibo para abater na declaração do imposto de
renda para pagar menos imposto.

16. - Muda a cor da pele para ingressar na universidade através
do sistema de cotas.

17. - Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10
pede nota fiscal de 20.

18. - Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes.

19. - Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.

20. - Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se
fosse pouco rodado.

21. - Compra produtos pirata com a plena consciência de que são
pirata.

22. - Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.

23. - Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da
roleta do ônibus, sem pagar passagem.

24. - Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.

25. - Freqüenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho.

26. - Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como
clipes, envelopes, canetas, lápis.... como se isso não fosse roubo.

27. - Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que
recebe das empresas onde trabalha.

28. - Falsifica tudo, tudo mesmo... só não falsifica aquilo que
ainda não foi inventado.

29. - Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o
fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.

30. - Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes
não devolve.

E quer que os políticos sejam honestos...

Escandaliza- se com a farra das passagens aéreas...

Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo ou não?
Brasileiro reclama de quê, afinal?

E é a mais pura verdade, isso que é o pior! Então sugiro adotarmos uma
mudança de comportamento, começando por nós mesmos, onde for necessário!
Vamos dar o bom exemplo!
Espalhe essa idéia!            

Não voto em abostista!


Campanha: Não voto em abortista!

Estão relacionados todos os candidatos à presidência da republica que são favoráveis à legalização do aborto, incluindo aqueles que dizem que não irão revogar a lei atual, pois a lei permite à morte do nascituro em caso de estupro e de risco a vida materna. Um candidato pró-vida, iria ao menos apresentar um projeto para revogar a lei atual para que seja proibido o aborto em todos os casos, mesmo no caso de estupro e de risco à vida materna.

Dilma Rousseff

  • "Abortar não é fácil para mulher alguma. Duvido que alguém se sinta confortável em fazer um aborto. Agora, isso não pode ser justificativa para que não haja a legalização."
  • "O aborto é uma questão de saúde pública. Há uma quantidade enorme de mulheres brasileiras que morre porque tenta abortar em condições precárias."
  • "Fui batizada na Igreja Católica, mas não pratico. Mas, olha, balançou o avião, a gente faz uma rezinha"
Fonte: G1

Dilma abortista.jpg

José Serra

  • "Eu sou contra o aborto, mas... [cuidado com este "mas"!] eu não posso me furtar a oferecer a uma adolescente estuprada o aborto a que ela tem direito (sic!) e assim, vê-la morrer em um aborto feito em fundo de quintal".
Como ministro da saúde, implantou o aborto no Brasil com a normas técnicas "Prevenção e Tratamento dos Agravos Resultantes da Violência Sexual contra Mulheres e Adolescentes" e "Gestação de Alto Risco", onde os abortos são realizados da seguinte forma:
  • Até 12 semanas (três meses): recomenda-se o esquartejamento (curetagem) ou a aspiração da criança em pedacinhos;
  • Entre 13 e 20 semanas (até cinco meses): recomenda-se o uso do misoprostol, substância que causa violentas contrações no útero e expulsa o bebê
  • Acima de 20 semanas: o Ministério da Saúde recomenda poupar a vida do inocente.
Serra abortista.jpg

Marina Silva

  • Admito [o aborto] nos casos legais. E você não pode condenar as mulheres de classe baixa, [permitir] que elas sejam deixadas sem atendimento.
Fonte: R7
Marina abortista.jpg

José Maria Eymael

Qual a postura do PSDC em relação ao aborto?
  • "Somos contra, a não ser nas exceções já previstas pela lei hoje [estupro e risco à saúde da mãe]". (Entrevista do Presidente Nacional José Maria Eymael para o Blog do Jornalista Olavo Soares)
Fonte: Blog do Jornalista Olavo Soares
Eymael abortista.jpg

Zé Maria

"Não é de hoje que as mulheres brigam por seu espaço na sociedade. Voto feminino, creche nos locais de trabalho, salário igual por trabalho igual, penalização ao estupro, legalização do aborto etc."
Fonte: Site oficial do candidato
Ze maria abortista.jpg

Plínio de Arruda Sampaio

  • "Apoio o movimento em favor da descriminalização do aborto porque, evidentemente, a lei atual demonstrou ser, não apenas ineficaz, mas claramente perniciosa, uma vez que obriga as mulheres a recorrer a pessoas despreparadas e inescrupulosas para interromper uma gravidez indesejada."
Fonte: pliniopresidente.com
Plinio abortista.jpg

Ivan Pinheiro

  • "O maior número de jovens que precisam de aborto é da periferia. Nós somos a favor da descriminalização. Na verdade ele só é criminalizado para as mulheres pobres. É proibitivo porque é muito caro. As mulheres mais ricas não precisam dessa bandeira, fazem sem nenhum problema."
Comentário: Então matar alguém profissionalmente não é crime, sr. Ivan Pinheiro?
Fonte: R7

29 de set de 2010

Dilma e o Aborto

Dilma quer legalizar o aborto: honre o voto cristão, não vote Dilma!

MENSAGENS PERIGOSAS PARA A JUVENTUDE

Permalink: http://www.zenit.org/article-24362?l=portuguese


Um relatório pede para sair em sua defesa

Por padre John Flynn, L.C.
ROMA, terça-feira, 16 de março de 2010 (ZENIT.org).- As imagens sexuais e as mensagens da mídia incentivando um comportamento promíscuo são uma ameaça para os jovens, afirma um relatório publicado pelo Ministério do Interior do Reino Unido.
O Ministério encarregou uma psicóloga independente, Dr. Linda Papadopoulos, de examinar o impacto de uma cultura invadida pelo sexo, no contexto dos esforços do governo britânico para reduzir a violência contra as mulheres.
“Mudar as atitudes irá levar muito tempo, mas isso é essencial, se quisermos deter a violência contra as mulheres e meninas”, comentou o Ministro do Interior, Alan Johnson, em comunicado de imprensa, dia 26 de fevereiro.
Tanto o governo do Partido Trabalhista como a oposição do Partido Conservador estão preocupados com o impacto da cultura contemporânea sobre os jovens. Antes da publicação do relatório, o líder dos conservadores, David Cameron, disse que estava a favor de restringir a publicidade irresponsável dirigida às crianças, relatou a BBC dia 26 de fevereiro.
No mesmo relatório - chamado “Sexualization of Young People: Review” (Sexualização dos jovens: Revisão) - Papadopoulos explicava que sua pesquisa formava parte de uma consulta que busca aumentar a consciência sobre o problema da violência contra as mulheres. Investigava em particular a questão para saber se há uma ligação entre a sexualização da cultura e a violência.
“As mulheres são veneradas - e recompensadas - por seus atributos físicos, e tanto as meninas como os meninos são pressionados a imitar esteriótipos dos respectivos gêneros desde cada vez mais novos”, comentava o relatório.
O relatório definia a sexualização como “imposição da sexualidade adulta às crianças e jovens antes que estas sejam capazes de lidar com isso, mental, emocional e fisicamente”.
Crianças como adultos, adultos como crianças
O uso de imagens sexuais na mídia não é precisamente um fenômeno recente. Não tão distante, nos últimos anos, houve um aumento de seu volume sem precedentes. Além disso, os meninos são apresentados cada vez mais como se fossem adultos, enquanto que as meninas são infantilizadas”.
“Isso mistura as linhas entre maturidade e imaturidade sexual e, na prática, legitima a noção de que as crianças podem ser tratadas como objetos sexuais”, afirmava o texto.
Ao tratar de crianças, uma das preocupações destacadas no relatório é que, em idade jovem, as capacidades cognitivas necessárias para fazer frente a essas imagens persuasivas da mídia não se desenvolveram. Junto com essa falta de capacidade para lidar com tais imagens, a capacidade de difusão de uma cultura sexualizada como resultado de que as crianças estejam frequentemente expostas à materiais que não são apropriados para sua idade.
O relatório observava que um dos temas dominantes nos programas populares é que as meninas devem se apresentar como sexualmente desejáveis, se quiserem ser populares entre os meninos. Isso está presente até mesmo para crianças mais novas, que são incentivadas a se vestir de forma que chamem atenção por seus atributos sexuais ainda que não possuam.
Muitas bonecas, por exemplo, são apresentadas de uma forma notoriamente sexualizada. Objetos como caixas de lápis e outros artigos de escola para crianças ostentam logotipo da Playboy. Roupa íntima com enchimento é comercializada e vendida para crianças até os oito anos.
E assim, a mensagem predominante para os meninos é que devem ser sexualmente dominantes e tratar o corpo feminino como objeto.
Televisão, filmes, músicas, junto com os meios impressos, todos apresentam aos jovens essa mensagem em excesso sexualizadora, observou o realatório.
Transtorno adolescente
Posto que as crianças recebem contínuos apelos a se adequar a tais imagens, um dos resultados que pode ocorrer é o descontentamento com o próprio corpo e uma baixa auto-estima que, por sua vez, pode provocar depressão e transtornos alimentares. Junto a esses transtornos como a anorexia, as mulheres jovens recorrem em grande parte à cirurgia plástica, sob pressão de se transformar em uma imagem idealizada.
As crianças e adolescentes também se encontram na mídia com uma grande quantidade de conteúdo que é explicitamente sexual ou pornográfico, acrescentou Papadopoulos. A facilidade do acesso à internet, junto com o material enviado por correio eletrônico e os telefones celulares, resulta na difícil restrição desses conteúdos aos pequenos.
De fato, observou o relatório, a indústria do sexo está liberada e se tornou parte da cultura cotidiana. Os anúncios publicitários viraram rotina na televisão, com conteúdo de casas noturnas, salas de bate-papo e canais de sexo na tv.
“O fato de que as celebridades são habitualmente apresentadas como realizadas e cobiçadas por sua atração sexual e sua aparência - com pouca referência à sua inteligência ou às suas capacidades - lança uma poderosa mensagem para as jovens sobre que é o que vale a pena, e é o que elas devem ter como objetivo”, disse o relatório.
Os pesquisadores comprovaram, ao examinar o conteúdo das páginas da web dos jovens, que muitos adolescentes colocam imagens sexualmente explícitas de si próprios, e entre seus amigos a linguagem depreciativa e humilhante é comum, afirma o relatório.
A sexualização das meninas também está contribuindo com um mercado de imagens de abusos pedófilos, relatava o estudo. Muitas meninas jovens se apresentam de forma provocativa e abertamente sexual para a visualização de outros jovens através de redes sociais ou por celulares.
“Os próprios jovens estão produzindo e trocando o que não é nada mais que ‘pornografia infantil’ - um fato confirmado pelo crescente número de adolescentes que estão sendo condenados pela posse desse material”, comentava o estudo.
Sexualização e violência
Ao tratar a questão da relação entre sexualização e violência contra as mulheres, o relatório citava investigações que mostram que os adultos que viram imagens de mulheres como objetos sexuais tendem a aceitar mais a violência.
“As evidências reunidas sugerem um contexto claro entre o consumo de imagens sexualizadas, uma tendência a ver mulheres como objetos, e a aceitação de atitudes e comportamentos agressivos como norma”, dizia o relatório. 
Papadoupoulos também se referiu a uma recente pesquisa que mostrava que para muitos jovens a violência dentro das relações é algo comum. No grupo de idade entre 13 e 17 anos, uma de cada três meninas adolescentes havia sido submetida a atos não-consentidos durante uma relação, e uma de cada quatro havia sofrido violência física.
Os investigadores citados no relatório também sugeriram que, para incentivar os espectadores masculinos a perceber as mulheres como objetos sexuais, a publicidade promove uma mentalidade em que as mulheres são vistas como subordinadas e, portanto, esse é o motivo de sofrerem violência sexual.
“A repetida apresentação dos homens como dominantes e agressivos e das mulheres como subordinadas está sem dúvida perpetuando a violência contra as mulheres”, refere o estudo.
Rebelião
O relatório concluía apelando às pessoas que se deem conta de que a sexualização é um tema de profunda importância, com graves consequências para os individuos, famílias e sociedade. Estudos semelhantes nos Estados Unidos e Austrália chegaram às mesmas conclusões. Ao mesmo tempo, pede que se pesquise esse fenômeno. O relatório terminava com uma lista de 36 recomendações específicas sobre como tratar a sexualização.
Além dos relatórios como o recentemente publicado pelo Ministério do Interior britânico, a oposição à sexualização da cultura contemporânea cresce entre as pessoas comuns.
Um exemplo disso vem da Austrália, com o website Collective Shout, que fornece uma plataforma interativa para indivíduos e grupos para atuar contra as empresas e os meios de comunicação que apresentam as mulheres como objetos e a sexualização das meninas para vender produtos e serviços.
No final, talvez, a solução desses problemas como a degradação da sexualidade não consista em estabelecer mais regulamentos do governo. O que é preciso de verdade é uma mudança básica da opinião pública que seja resultado de uma revolta contra a exploração das mulheres, uma revolta que surja de pessoas conhecidas, cansadas de ver como a dignidade humana está sendo degradada.

28 de set de 2010

Ataque e vandalismo contra a Cúria da Paraíba



Dom Aldo Pagotto, Arcebispo da Paraíba, escreveu dois artigos contra o plebiscito pela limitação do tamanho das propriedades rurais. Veja o que aconteceu, relatado pelo próprio Arcebispo.

***

Aproveito para relatar o fato ocorrido por ocasião do "grito dos excluídos", na tarde do dia 1º/09 pp. Em frente à Cúria Metropolitana, um pequeno grupo de manifestantes leu um texto com expressões agressivas à minha pessoa, referindo-se a um artigo meu sobre o limite de propriedade.

Embora fossem poucos, se apresentaram como representantes de 50 entidades, algumas citadas no texto lido, publicado pela "Adital", internet.

Entre os poucos manifestantes pode-se reconhecer pelas fotos, alguns membros da CPT e um assessor de deputado do PT, candidato à reeleição, num carro de som, comandando palavras de ordem.

Numa atitude de vandalismo, toda a fachada artística e patrimonial da Cúria foi pichada com frases de protestos e reivindicações. Da Cúria se dirigiram à Procuradoria da Justiça do Estado (PB) onde tentaram pichar também aquele prédio.

Foram impedidos por policiais. Documentamos as frases. Exigem a liberalização do aborto e o limite de propriedade. Dispensam-se comentários.

A Igreja defende e promove a vida e a família! O artigo 5º da Constituição Federal vincula ao direito de propriedade, o direito à vida e sustento da família, através do trabalho.

É estranho notar como certos militantes dos movimentos sociais, de organizações populares, de partidos políticos (etc.) em tese, defendem a democracia. Na prática não admitem opiniões opostas que contrariam seus intentos. Temem e tentam reprimir a liberdade de expressão.

Com a minha gratidão, aqui vai a reflexão sugestiva. Aprofundemos nossas reflexões a partir da Palavra de Deus, do Catecismo da Igreja Católica e do Compêndio da Doutrina Social da Igreja, que abordam os assuntos como estes, eqüidistantes de ideologias partidárias.

Fiquemos ao lado de Jesus Cristo e seu Evangelho para estarmos sempre mais do lado do povo e ao serviço de todos!

+ Aldo di Cillo Pagotto, 
Arcebispo Metropolitano da Paraíba 

27 de set de 2010

Oremos...

A Paz do Senhor a todos!
Venho pedí-los que orem pela minha irmã de caminhada Andréia, e pela sua família, principalmente seu pai, que está em estado muito grave numa UTI.
Não sei o que Deus tem reservado para ele nestes dias, mas venho aqui partilhar com vocês a garra e a luta da minha irmã pela conversão de seu pai e sua saúde física e espiritual.
Peço aos leitores de nosso site (que está em média de 500 visitas diárias), que orem do modo como puderem por esta família.
Andréia, com sua simplicidade e humildade sempre ajudou a todos, sempre se doou pelo próximo.
Constantemente ela tem me escrito por email os boletins diários de sua batalha no hospital junto a seu pai. Quem quiser vê-los, clique aqui.
É uma agenda espiritual.
Creio que muitas pessoas já passaram por isso, por isso insisto de que oremos por esta família e por outras tantas que passam pelo mesmo suplício.
Depois de amanhã é dia dos santos Arcanjos, peçamos aos anjos de Deus que possam nos guardar de todo o mal e que o Sangue de Jesus nos Purifique de todos os males.

Mensagem Setembro 2010

Segue a mensagem de Nossa Senhora de Medjugorje, dada em 25/09/2010, por meio da vidente Marja:
 
“Queridos filhos, hoje eu estou convosco e vos abençôo todos com minha bênção materna de paz e vos exorto a viver ainda mais a vossa vida de fé porque sois fracos ainda e não sois humildes. Exorto-vos, filhinhos, a falar menos e a trabalhar mais em vossa conversão pessoal, a fim de que, o vosso testemunho seja frutuoso. E a vossa vida seja uma oração incessante.
Obrigada por terdes respondido ao meu chamado”.

NO MUNDO 925 MILHÕES DE PESSOAS PASSAM FOME


◊   Roma, 15 set (RV) - São 925 milhões as pessoas que sofrem a fome crônica no mundo apesar de ter-se registrado em 2010 uma diminuição de 9,6%, a primeira nos últimos 15 anos. O alarme foi lançado pela FAO, a Agência da ONU para a Alimentação e Agricultura que apresentou na manhã de ontem em Roma, junto com o Programa Mundial de Alimentação uma antecipação do seu último relatório sobre o estado da insegurança alimentar no mundo, na véspera da reunião de cúpula da ONU sobre os Objetivos de desenvolvimento do Milênio que se realizará de 20 a 22 de setembro: “objetivos que correm o risco de não serem respeitados”, disse o Diretor-geral da FAO, Jacques Diouf, que reafirmou que a cada seis segundos uma criança morre por causa da falta de alimento.

“A queda do número de pessoas que passam fome – explica o relatório – é em grande parte devido à retomada econômica prevista para este ano, em particular nos países emergentes, e à diminuição dos preços dos alimentos, registrada na metade de 2008”. “Mas com uma criança que morre a cada seis segundos, por causa de problemas ligados à desnutrição - denunciou Jacques Diouf – a fome continua sendo o escândalo e a tragédia de maior proporção no mundo; é absolutamente inaceitável”.

Dois terços de pessoas desnutridas vivem em somente sete países: Bangladesh, China, República Democrática do Congo, Etiópia, Índia, Indonésia e Paquistão e mais de 40% se encontra somente na China e na Índia. A região com o maior número de pessoas continua sendo a Ásia, com uma queda de 12% em relação a 2009. A África subsaariana é a região com a proporção mais alta de pessoas subnutridas: cerca de 30%. Nos países emergentes, 16% da população ainda hoje passa fome.

A FAO, portanto, exorta os governos a encorajar o aumento dos investimentos na agricultura, a ampliar os programas de assistência social e a melhorar as atividades que criam renda para os países mais pobres. (SP)

26 de set de 2010

TONY BLAIR ELOGIA BENTO XVI ÀS VÉSPERAS DA "DELICADA VISITA" AO REINO UNIDO


◊   Londres, 15 set (RV) - O ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair, que se converteu ao Catolicismo há três anos, depois de deixar a Igreja Anglicana, elogiou, nesta terça-feira, a "coragem intelectual" de Bento XVI, que inicia nesta quinta-feira, uma delicada visita ao Reino Unido.

Em artigo publicado pelo jornal "L'Osservatore Romano", intitulado "O Papa e Newman", o líder britânico classifica de "admirável a coragem intelectual" tanto de Bento XVI como do Cardeal John Henry Newman (1801-1890).

O cardeal inglês, que será beatificado no domingo, 19 de setembro, por Bento XVI, era um brilhante intelectual e pensador do século XIX, que se converteu ao Catolicismo.

O Cardeal Newman é considerado um pensador de vanguarda para a sua época. Ele influenciou muito o Concílio Vaticano II, e é um dos autores católicos mais citados pela Igreja Católica.

"Muitos católicos veem na pessoa de Bento XVI a mesma coragem intelectual de Newman" - comenta Blair, em seu artigo, acrescentando que o papa "vive em concordância com o espírito e com as ideias de Newman".

De acordo com alguns observadores, a beatificação de uma figura que abandonou a Igreja Anglicana – majoritária no Reino Unido – pode gerar tensões entre as duas Igrejas que enfrentam problemas relacionados à ordenação de mulheres e de bispos homossexuais.

Bento XVI presidirá pessoalmente à cerimônia de beatificação do Cardeal Newman – algo raro – já que no início de seu pontificado, em 2005, anunciou que se limitaria a celebrar pessoalmente apenas as canonizações, ou seja, a proclamação de santos e não de bem-aventurados, primeiro passo em direção à glória dos altares. (AF)

25 de set de 2010

Cinco vias da penitência



Queres que cite as vias da penitência?
São muitas, é certo; variadas e diferentes; mas todas levam ao céu.

1.    A reprovação dos pecados. Sê tu o primeiro a dizer os teus pecados para seres justificado. O Profeta tão bem dizia: ‘Confessei contra mim mesmo a minha injustiça ao Senhor, e Ele perdoou a impiedade do meu coração’. Reprova também tu aquilo em que pecaste; basta isto ao Senhor para desculpar-te. Quem reprova aquilo em que pecou, custará mais a recair. Estimula o acusador interno, a tua consciência, para que não venhas a ter acusador lá adiante no tribunal do Senhor.

2.    O perdão das faltas do próximo. Não guardemos lembrança das injúrias recebidas dos inimigos, dominemos a cólera, perdoemos as faltas dos companheiros. Esta segunda via não é nada inferior à primeira. Com esta via, aquilo que se cometeu contra o Senhor será perdoado. Eis outra expiação dos pecados. ‘Se perdoardes aos vossos devedores, também vos perdoará o vosso Pai celeste’.

3.    A oração. Nesta via, a oração deve ser muito ardente e bem feita; uma oração que brote do mais fundo do coração.

4.    A esmola. A esmola possui muita e poderosa força no caminho para a conversão e transformação do coração. Leva à prática da caridade e ao desprendimento dos bens e de si mesmo.

5.    A humildade. Ser modesto no agir e humilde, não menos que tudo o mais, destrói os pecados. Testemunha disto é o publicano que não podia dizer a seu favor nada feito com retidão, mas em vez disso ofereceu a humildade e depôs pesada carga de pecados.

São João Crisóstomo

Fonte: Vida Espiritual Católica
Adaptação: 33catolico a serviço da Igreja
Comunidade São Paulo Apóstolo

23 de set de 2010

Resultado da Campanha que estava neste site

Nota de esclarecimento da Arquidiocese de São Paulo sobre o lançamento do livro pró-aborto na APROPUC
A campanha contra o lançamento do livro pró-aborto A criminalização do aborto em questão na APROPUC foi encerrada. Nosso alerta e súplica ao Sr. Cardeal Dom Odilo Scherer obteve 2958 assinaturas de apoio, as quais já foram encaminhadas ao Sr. Cardeal. Após isso, ainda nos chegaram outras assinaturas que infezlimente não puderam ser acrescentadas.
Recebemos do Sr. Rafael Alberto, Secretário de Comunicação da Arquidiocese de São Paulo, o texto abaixo do Vicariato Episcopal para a Pastoral da Comunicação.
Como se pode ver por essa nota, o Emmo. Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer “lamenta profundamente que uma associação ligada à PUC promova atos pró-aborto, contrários ao ensinamento da Igreja sobre a dignidade da vida nascente e os desaprova.”
Ficamos gratos por esse esclarecimento e pela solicitude do Sr. Cardeal que através do Vicariato Episcopal para a Pastoral da Comunicação nos enviou esse comunicado.
Clique aqui e leia o documento em formato PDF.
Segue abaixo o texto da nota de esclarecimento.
Sobre o lançamento do livro “A criminalização do aborto em questão”, anunciado como evento a ser realizado no campus Monte Alegre da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, o Vicariato Episcopal para a Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de São Paulo esclarece que:
- O lugar do lançamento do livro deverá ser a sede da APROPUC (Associação dos Professores da PUC), que tem personalidade própria e independente da Pontifícia Universidade e da Fundação São Paulo, sua mantenedora.
- A referida Associação tem 447 associados entre os 1.721 professores da Universidade.
- A reitoria da Universidade não havia sido consultada a respeito da realização do lançamento anunciado e o desconhecia.
- O Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo e Grão-Chanceler da PUC-SP, igualmente desconhecia a realização do lançamento e lamenta profundamente que uma associação ligada à PUC-SP promova atos pró-aborto, contrários ao ensinamento da Igreja sobre a dignidade da vida nascente e os desaprova.
- Sobre o abaixo-assinado promovido pelo site WWW.fundadores.org.br, o Cardeal Scherer solicitou a este Vicariato que mantenha contato com seus administradores para esclarecer que ele é o primeiro interessado na não realização do lançamento de um livro pró-aborto em associações ligadas à PUC-SP.
Secretaria Executiva do Vicariato Episcopal para a
Pastoral da Comunicação da Arquidiocese de São Paulo
E-mail: imprensa@arquidiocesedesaopaulo.org.br

Atenciosamente,
Edson Carlos de Oliveira
Campanha Nascer é um Direito
Associação dos Fundadores
http://www.nascereumdireito.org.br

Descaso: Dilma não comparece a debate de TV`s Católicas

Ausente a debate de TVs católicas, Dilma vira alvo de adversários




Apesar de ausente - e, muitas vezes, por este motivo -, a candidata do PT a presidente, Dilma Rousseff, foi o personagem mais lembrado durante debate realizado na noite de ontem (23), em São Paulo, pela TV Canção Nova e Rede Aparecida. As emissoras de inspiração católica promoveram um encontro de duas horas e meia entre três presidenciáveis para falar de temas de interesse da Igreja. Dilma avisou com antecedência que faltaria, mas não escapou de um púlpito vazio com o nome e de críticas dos adversários.




José Serra (PSDB), Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) responderam a questões polêmicas, como aborto, castidade, homossexualidade, educação religiosa e fé em Deus. Tudo diante de uma plateia de cerca de 300 pessoas, a maioria ligada à Igreja. Nas duas primeiras fileiras da plateia estavam, vestidos a caráter, freiras, padres e bispos. Houve espaço ainda para temas abrangentes, como reforma agrária, censura à imprensa, violência e coligações políticas.




Os questionamentos foram feitos pelo mediador, padre Antônio Cesar Moreira Miguel, jornalistas convidados e representantes de pastorais da Igreja Católica. Não havia espaço para perguntas entre candidatos, mas, a cada questão, um era sorteado para comentar a resposta do outro. A ausência de Dilma foi mencionada no primeiro bloco do debate, por Plínio, que deixou de responder a uma pergunta sobre fé para criticar a petista, a quem chamou de candidata "inventada pelo Lula".




No terceiro bloco, Plínio disse ter descoberto que Dilma, durante o debate, atualizava o perfil no Twitter e, depois, estava num show da banda Pato Fu. Serra acusou a petista de ter uma "atitude de manipulação da opinião pública e do processo eleitoral" ao não se mostrar. Marina não mencionou Dilma durante o debate, mas, após o fim do programa, se disse "desrespeitada" pela ausência dela, que, para a candidata do PV, deixou de ir ao evento por "medo".




Censura




Durante a transmissão, ao responder sobre censura à imprensa, Serra falou da proposta de Plínio sobre a criação de um conselho nacional para controle da mídia até o episódio em que Dilma entregou um projeto de governo à Justiça Eleitoral sem ler, passando pela crítica ao loteamento na esfera federal. "Comitê e conselho hoje no Brasil é tudo aparelhado. É aparelhado, aliás, pelo PT, o partido do governo, com finalidade de controle efetivo da mídia, da opinião pública, da verdade única, como instrumento de intimidação da mídia", afirmou Serra.




"Ficam lá os projetos rolando, as manifestações com apoio do governo e do partido do governo, da candidata do governo, a Dilma, que subscreveu um programa apresentado na Justiça Eleitoral sem ler." Em outra ocasião, Serra disse que a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) foi "destruída pelo governo atual" por meio do loteamento de cargos. A construção de um trem- bala e da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, decidida no governo atual, também levantou criticas entre os candidatos presentes ao debate. Sem Dilma para defender a União, Serra disse que o trem-bala era um projeto "meio inacreditável", por usar dinheiro público em uma proposta "incerta", com risco de calote para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).




Plínio atribuiu projetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à existência velada de uma "bolsa-empreiteira", criada para dar dinheiro às empresas a partir da invenção de grandes obras. Serra endossou a tese: "A bolsa-empreiteira é o contrário da Bolsa Família: vai mais pra quem tem mais." O tucano acusou o governo Lula ainda de "não cumprir satisfatoriamente" tarefas de combate à criminalidade e voltou a defender a criação de um ministério na área.




Serra disse que a União tem feito "muito pouco, embora fale muito" na questão do combate às drogas. "A droga não esta sendo combatida no Brasil. A cocaína entra livremente." O candidato falou ainda sobre uma superlotação "brutal" nos presídios brasileiros e criticou o fim do exame criminológico como critério para abrandar a pena de um preso.




Marina




Marina Silva foi econômica nos ataques a Dilma e ao governo federal, do qual participou como ministra do Meio Ambiente. Segundo explicou após o debate, aprendeu com sua avó a "não falar pelas costas". Ao comentar o Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3), Marina o classificou com uma tentativa de "panaceia", que "juntou vários assuntos, sem critérios claros".




Partiu de Marina uma provocação a Serra, quando os candidatos respondiam sobre a liderança de Dilma na última pesquisa Datafolha, segundo a qual a petista venceria no primeiro turno. "Não entendo como Serra e Dilma ficam nervosos com essa história de pesquisa. Eu estou com 10% e nunca estive tão motivada. Não brigo com as pesquisas, mas nunca me rendi às circunstâncias", disse Marina. Serra reagiu: "Marina, eu não fico especialmente nervoso. Não tanto quanto a Dilma. Ganhar eleição não é questão de vida ou morte para mim, mas é muito importante para o Brasil "




Religião




Os três candidatos esforçaram-se para mostrar fé e comprometimento com preceitos religiosos. Marina era a única evangélica entre os três. Mesmo assim, saiu-se sem grandes constrangimento de polêmicas. A primeira pergunta, feita pelo mediador, o padre Antônio Cesar, foi sobre a importância para um presidente da crença em Deus. Para Serra, "a religião nos aproxima dos valores e da conduta que um homem público deve ter" "Eu estou na vida pública para frutificar, cuidar das pessoas. Nesse sentido, os valores de Deus são fundamentais", disse o tucano.




Marina colocou a fé com um estímulo ao caráter. "Mas Deus é tão generoso que mesmo os que não acreditam nele são agraciados com o dom da ética e da justiça", disse a candidata do PV. Plínio não respondeu à pergunta. Preferiu criticar Dilma. Os candidatos foram cuidadosos e penderam ao conservadorismo ao responder sobre temas caros à Igreja Católica, como o aborto, a homossexualidade, a castidade antes do casamento e a fidelidade depois dele.




Deslizes




Para evitar deslizes, Plínio leu um texto com sua posição sobre o aborto. O candidato defendeu um debate com a sociedade e colocou-se, com muita cautela, a favor da interrupção da gravidez nos primeiros meses de gestação. "Não tenho direito de impor condutas. A decisão cabe à mulher", disse Plínio.




Marina disse que, se eleita fará um plebiscito sobre o tema, mas não deixará de defender sua posição contrária ao aborto. "A vida é um valor inegociável", disse a candidata, que defendeu um debate "sem preconceito ou satanização". Serra, contra o procedimento, disse que não faria plebiscito sobre o tema "de jeito nenhum".




Questionado sobre a inclusão de campanhas pela castidade entre solteiros e a fidelidade entre casados nos programas de combate a Aids e a doenças sexualmente transmissíveis, Serra mostrou-se simpático a ideia. "Não terei a menor dificuldade de dizer que não é bom o sexo precoce e fazer campanha pelo 'monogamismo'. Isso ajuda a combater a doença", afirmou o tucano.




Marina citou Jesus para dizer que nada se dá "por força ou violência". "Não sei se o Estado vai fazer campanha pela castidade, mas as pessoas podem sim tomar essa decisão. As Igrejas podem se posicionar, mas as pessoas têm direito de agir como preferirem. Ninguém pode incluir em sua preleção a discriminação."




Projeto




Os candidatos foram questionados sobre um projeto de lei que tramita no Congresso e pode tornar crime a homofobia. Na interpretação da Igreja, a lei também vedaria a pregação da Igreja contra a homossexualidade. Serra e Plínio disseram desconhecer esse viés e se colocaram contra a discriminação. "Nenhum de vocês duvide da minha fé, mas sou contra discriminação. Nenhum brasileiro pode ser humilhado", afirmou Plínio. Com fala pausada, Serra, afirmou que "a preferência sexual não pode ser objeto de discriminação, perseguição ou humilhação", mas que os religiosos têm direito de "considerar que, dentro de sua Igreja deve-se pregar contra o homossexualismo.

22 de set de 2010

Pe. Mateus Maria


Caros jovens e cidadãos de boa vontade, a paz!
 
A conjuntura política que estamos vivendo exige medidas e consciência urgente de nós cidadãos brasileiros.
 
Posto a abaixo o vídeo do Bispo de Lorena, Dom Beni, que publicamente fala sobre os partidos políticos e candidatos, colocando em evidência o ABORTO; um exemplo para os demais bispos: esperamos que contagie e dê coragem para mais autoridades da Igreja se manifestarem.
 
Em seguida, o vídeo do Apelo de Dom Luiz Gonzaga, Bispo de Gaurulhos, e o pronunciamento do Padre Bernardo, imperdivél para cada um de nós, inclusive para aqueles que dizem que religião não se mistura com política.
 
Segue o link para assistir:
 
Peço que divulguem em amp´la escala, blogs, e-mails, orkut, twitter e etc...
 
Uma coisa é certa, os vídeos são pronunciamentos oficiais da Igreja, e ninguém pode negá-los. Parabens aos bispos e sacerdotes corajosos que lutam por Cristo!!
Abraços!!
Pe. Mateus Maria

Censura de Blog's e sites



O governo deseja que o cidadão seja burro, para não pensar, e agora deseja também censurar aqueles que tentam levantar a voz, ou a escrita, para tentar uma maior concientização.

Segue abaixo um texto muito relevante sobre a censura dos Blog's e sites, peço que divulguem, e façam a sua reclamação contra a aprovação deste projeto,clicando aqui, para fazermos juntos um movimento contra esta possivel repressão intelectual, peço que divulguem urgentemente em sites, e-mail e blogs, e principalmente para os deputados conhecidos do vosso circulo de amizades, para serem a favor da liberdade de expressão e imprensa, e não da repressão intelectual.

Lutemos para não ser massa, e por força termos que suspender os nossos blog's, sites, pois isto é o início para depois censurar também listas, orkut's, twitter's, facebook', e etc.... Daqui uns dias controlaram até os e-mail's!!!! 

Seria mais interessante o governa controlar os desvios do dinheiro publico e a morte misteriosa de tantos políticos que abriram a boca, como o prefeito de Santo André Celso Daniel!!!!
Clique aqui para mandar a sua nobre reclamação ao 'nobre' Deputado Federal  criador desta lei Sr. Gerson Peres PP/PA, 

Em nome da liberdade, não deixe de enviar a tua reclação!!! clique abaixo:
 http://www2.camara.gov.br/participe/fale-conosco/fale-com-o-deputado?DepValores=526177-PA-M-PP&partidoDeputado=PP&sexoDeputado=M&ufDeputado=PA
Lei autoritária exigirá registro de blogs e permitirá acusação criminal por comentários

Uma proposta que foi apresentada no dia 14 de abril deste ano tem como objetivo cercear a liberdade de expressão no Brasil através de blogs, umas das poucas fontes de informação ainda não controladas.

Se você mantém um blog ou se simplesmente se importa com a sua liberdade de expressão e com a defesa e garantia de liberdades individuais e coletivas informe-se e faça algo a respeito antes que todos tenhamos que testemunhar o nascimento de uma nova e poderosa CENSURA.

A proposta de número 7.131 de autoria do deputado federal Gerson Peres (PP-PA), foi apresentada no dia 14 de abril e pretende instaurar mecanismos de censura sob o pretexto de regulamentação.

Este ofensivo projeto de lei, que não só inclui blogs, mas também fóruns e mecanismos similares de publicação na internet (termos muito convenientemente vagos), inclui basicamente três pontos principais:

1. Comentários de blogs (e semelhantes) terão que ser previamente moderados.

2. Crimes contra honra – calúnia, injúria e difamação – advindos dos comentários de blogs serão de responsabilidade de seus editores, proprietários ou autores. Ações civis poderão ser impetradas contra o dono do blog.

3. Todos os blogs (e semelhantes) terão que ser registrados no registro.br. Este registro inclui informações tais como: Nome Completo, Endereço completo, Bairro, Cidade, Estado, CEP, Telefone (fixo, celular ou os dois), CPF e RG.

Caso o blog ou similar não estiver em conformidade com estas regras terá que pagar uma multa de R$2.000 até R$10.000 reais!!! Por exemplo, o meu blog seria multado, porque meu registro não é no registro.br, e provavelmente nunca será!

O pretexto utilizado é que os blogs e afins, por mais que tenha aumentado as possibilidades de manifestação do pensamento e liberdade de expressão, não são passíveis de responsabilização civil e penal no caso de ocorrência de crimes contra a honra.

O que vemos aqui é uma dupla armadilha. A primeira será de manter a identificação e o registro de cada um de nós blogueiros. Não haverá mais anonimato, todos os blogueiros serão conhecidos, pelo menos para o governo. A segunda é que, quando bem entenderem, poderão cancelar o registro no registro.br. Alguém ousou criticar a nova campanha de vacinação do governo? Simples, cancele seu registro, afinal, onde já se ouviu tamanha calúnia?!

Em relação aos comentários anônimos, caso você não tiver habilitado moderação ou não tiver muito cuidado para não deixar passar um comentário calunioso, pessoas mal intencionadas (ou até mesmo empresas ou departamentos do governo que se sintam expostos pelo blog ou fórum) poderão simplesmente escrever algo que possa ser visto como calúnia para que o responsável seja processado de forma civil e penal.

Apesar do foco da lei ser nos comentários anônimos, no meu ver o real objetivo é identificar e registrar todos os blogueiros, além de criar burocracia e esta ameaça constante que com certeza fará com que menos pessoas se aventurem a abrir um blog.

No caso dos fóruns, esta lei irá torná-los totalmente ineficaz. Ou você terá que achar uma forma de identificar os usuários do fórum ou terá que moderar todas as mensagens. Quem irá usar um fórum assim?

Uma outra implicação serão nos blogs corporativos de jornais, ou até matérias de jornais que permitam comentários. Os veículos de mídia terão que se certificar da identidade dos autores dos comentários ou arcar com a responsabilidade por processos. O resultado será que lamentavelmente irão remover quaisquer oportunidades de interação com os usuários. A internet simplesmente virará o que vemos hoje na TV, um total controle da mídia corporativa.

Não apenas seremos todos nós blogueiros identificados, dando oportunidade para retaliações e coações por parte do governo quando postarmos verdades inconvenientes, mas teremos nosso blog rapidamente retirado do ar quando bem entenderem.

De acordo com o site Terra, o projeto de lei (PL-7131/2010) tramita na Câmara em regime de urgência, e aguarda apreciação em plenário, ainda sem data definida.

Leis similares estão sendo criadas nos Estados Unidos, e não me surpreende que o Brasil está querendo ficar a frente em matéria de controle totalitário.

Por favor, passe esta mensagem adiante, ou leia esta lei e dê sua opinião. Por gentileza repasse este texto, mobilize suas redes e vamos barrar este texto absurdo. A omissão pode trazer sérias consequências.

"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.