5 de dez de 2010

‘Aparecida - o milagre’ estreia dia 17 de dezembro


Blog da Canção Nova:

O filme “Aparecida – o milagre”, com estreia prevista para 17 de dezembro, já é esperado por muitos devotos, ansiosos por ver, na tela do cinema, a história da Padroeira do Brasil narrada de forma contemporânea.
Estrelado por Murilo Rosa e grande elenco, o longa-metragem aborda uma trajetória de transformação, superação e reencontro de um homem com a família, o filho e, sobretudo, consigo por meio da fé em Nossa Senhora Aparecida.
Dirigido por Tizuka Yamasaki e produzido por Gláucia Camargos, toda a trama se passa no Vale do Paraíba, região do Estado de São Paulo onde está localizada a Basílica Nacional de Aparecida, o maior santuário mariano do mundo.
A produtora da obra cinematográfica afirma ser grande a emoção e a responsabilidade em produzir um filme com um olhar atual sobre a história e a devoção à Padroeira do Brasil. “É impossível fazer um filme sem se aproximar dela, e isso me emociona muito: falar da minha aproximação com ela”, comenta Gláucia referindo-se à Mãe Aparecida.
O ator Murilo Rosa, protagonista da trama, define seu personagem como um barril de pólvoras. “Este homem de sucesso é um trator, mas carente de pai, carente da mãe de quem se distanciou, carente de filho com quem não consegue se relacionar e, sobretudo, carente de fé”, explica o ator. De família católica, o artista se diz um homem de fé, pois, ao longo da vida pessoal e profissional, ele tem uma história muito ligada à Nossa Senhora Aparecida.
Sobre a expectativa em relação ao longa, o protagonista diz acreditar que as pessoas vão se identificar com essa busca pela fé. “Acredito que, pela verdade dos personagens e pela emoção da história, o filme tem todos os elementos para comover o espectador”, opina.
Outros nomes conhecidos pelo público, como Maria Fernanda Cândido, Leona Cavalli e a veterana Bete Mendes também compõem o elenco e falam sobre o papel que interpretam.
Maria Fernanda, que interpreta Beatriz, define sua personagem como uma mulher contemporânea. Alta executiva, ela acompanha Marcos, personagem de Murilo Rosa, em vários momentos importantes de sua vida profissional e pessoal. “Certamente, o público irá encontrar diversos pontos de identificação com as personagens e situações desse filme maravilhoso!”, enfatiza a atriz.
Leona Cavalli e Bete Mendes disseram ter gostado da possibilidade de atuar num filme dirigido por Tizuka Yamasaki e do roteiro sobre a fé em Nossa Senhora. Os atores Rodrigo Veronese e Jonatas Faro, estreantes na cinematografia, também são integrantes do filme.
Trilha sonora
Com estilo próximo ao dos filmes clássicos italianos e tema que visa aproximar o espectador da trama, a trilha sonora foi produzida por Paulo Francisco Paes. Bastante extensa – cerca de 50 minutos – ela é composta por três temas principais: um da infância do Marcos, um religioso ligado à Virgem Maria e ao milagre, e um para o protagonista na fase adulta, desenvolvido em diferentes situações da vida. A trilha também inclui um coral para 40 vozes.
O gênero musical, sempre apresentado em temas religiosos, está presente no início e no final do filme, e também no momento do milagre, quando o pescador João Alves recupera a imagem da santa.
“A música está muito presente em boa parte do filme, e foi uma grande experiência, sobretudo, para um estreante. Trabalhei muito, mas acredito que o objetivo inicial foi atingido: acentuar a religiosidade da história”, conta Paes.
Assista ao trailer oficial do filme:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.