24 de ago de 2011

Informativo Cléofas- 24/08/2011

Informativo Cléofas, 24 de agosto de 2011 - Ano VI - Número 185

Notícias do Site Cléofas

+ Alegria dos jovens do Rio de Janeiro pela JMJ

+ Principal ícone da JMJ chegará ao Brasil no dia 18 de setembro

+ Show em São Paulo marca chegada da Cruz da JMJ

+Meditação é fundamental para crescimento espiritual

+ Fé deve ser vivida na comunidade

+ O Papa: Declararei São João de Ávila como Doutor da Igreja

+ Mistagogia: novo caminho formativo de catequistas

+ Divórcio se espalha por meio de redes sociais

Conheça também o documento da Igreja:

+ Carta Encíclica Deus Caritas Est

O programa Escola da Fé, é exibido toda quinta-feira às 20h40 na TV Canção Nova (Link)


Para Meditar...

O homem em perigo

O homem está em perigo. Ao mesmo tempo em que, com sua inteligência e com suas mãos, submete a si toda a criação, cumprindo o desígnio de Deus, por outro lado, perdeu o domínio de si mesmo. Dominou o átomo e as estrelas, mas perdeu o controle do seu universo interior, como nos fez ver Michel Quoist, no livro Construir o homem e o mundo. Por isso, corre sério risco de frustar a própria existência e a do mundo que lhe foi confiado por Deus. Pela ciência e pela tecnologia domina cada vez mais o mistério das coisas criadas, mas perdeu o domínio do seu próprio mistério.

Não sabe mais quem ele é; perdeu a sua "identidade". Não sabe mais o sentido esplêndido da sua vida e desconhece toda a riqueza do seu ser, feito à imagem do próprio Senhor que lhe deu a vida. É capaz de submeter a si a matéria, mas se torna escravo dela, por não ter o espírito livre. Sem o domínio do espírito sobre a matéria, e da ética sobre a técnica, o homem agoniza, vive de "cabeça para baixo", ou se "arrasta" pela vida afora, como diz Quoist. Sem a supremacia do espírito a conduzir o homem, não há mais homem; a vida será totalmente mutilada. Será apenas uma caricatura de homem. E não é isso que Deus quer de nós.

Ao contrário, Ele nos quer perfeitos, verdadeiras "imagens de Jesus Cristo", modelo de cada homem (Rm 8, 29). Sem a supremacia do espírito o homem cega a própria inteligência, cala brutalmente a voz da consciência, transforma o dom precioso da liberdade em libertinagem doentia, joga na lama a própria dignidade, embrutece a sensibilidade. Já não é mais homem, é um animal perigoso... Quando o espírito agoniza, o homem corre perigo, pois as obras maravilhosas que construiu com a inteligência e com as mãos se voltam contra ele e o escravizam.

+Leia mais


Pergunte e Responderemos

Como é o processo de Beatificação?

Provas de virtude em grau heróico, santidade popular e um milagre.Os procedimentos burocráticos são semelhantes à justiça comum, porém regidos pelo Direito Canônico, onde se procura a verdade sobre o Servo de Deus

Regulamentação

As atividades do Processo são regulamentadas por:

a) Código de Direito Canônico de 1983, cânones 1403 a 1600;

b) Constituição "Divinus perfectionis magister", de João Paulo II, de 25.01.1983;

c) Normas da Sagrada Congregação para as Causas dos Santos "Normae servandae in inquisitionibus ab Episcopis faciendis in Causis Sanctorum", de 07.02.1983.

Etapas

01 - Pedido de abertura. O autor, que pode ser pessoa física ou jurídica, solicita ao Bispo;

02 - O autor nomeia o postulador da causa;

03 - Investigação sobre a vida do candidato.

04 - O Bispo solicita o nada obsta - nihil obstat - à Santa Sé;

05 - A Sagrada Congregação pelas Causas dos Santos concede o nada obsta e titulo Servo de Deus;

06 - Introdução formal da causa e instrução do processo pelo Bispo;

07 - Instituição do Tribunal da Vida e Virtudes do Servo de Deus, com nomeação do juiz delegado do bispo, promotor de justiça e notário atuário;

08 - O Tribunal oficializa as declarações dos depoentes

09 - Encerramento do Processo de vida e virtudes

10 - O Postulador elege um provável milagre pós-morte e pede a instituição do Processo Canônico;

11 - Instituição do Tribunal de Milagre do Servo de Deus, com nomeação de: juiz delegado do bispo, promotor de justiça e notário atuário;

12 - Envio a Roma do Processo da Vida e Virtudes do Servo de Deus;

13 - Envio a Roma do Processo de Milagre do Servo de Deus;

14 - A Sagrada Congregação pelas Causas dos Santos, em Roma, aceita a heroicidade das virtudes do Servo de Deus - o Servo recebe o título de Venerável;

15 - Exumação do Servo de Deus, próximo à beatificação, com translado para igreja ou capela de fácil acesso à visitação pública;

16 - Beatificação: a Sagrada Congregação pelas Causas dos Santos, após julgamento, recomenda ao Papa a beatificação do Servo de Deus. Se o Santo Padre beatificá-lo, ele recebe o título de Beato da Igreja;

17 - O Postulador elege um provável milagre, ocorrido após a data da beatificação e pede a instituição do Processo Canônico.

18 - Canonização: procede-se, como na beatificação, com relação ao milagre. A Sagrada Congregação pelas Causas dos Santos, após julgamento, recomenda ao Papa a canonização do Beato. Se o Santo Padre canonizá-lo, ele recebe o título de Santo da Igreja.


 

Blog do Prof. Felipe Aquino

Pensamentos sobre Madrid...

Hoje, a imprensa da Espanha, da Itália e de outros países comentam, admirada, a Jornada Mundial da Juventude. Fala de um Papa de 84 anos que atraiu dois milhões de jovens; fala da vitória da Igreja sobre o governo esquerdista e anticlerical da Espanha de Zapatero, fala do Papa que sabe falar aos jovens, fala da força da Igreja que renasce na Espanha…

Meu querido Leitor, é a mesmíssima imprensa que já afirmou repetidamente que Ratzinger não tem carisma algum, que a Igreja já não tem credibilidade nenhuma, que o escândalo dos padres pedófilos colocou por terra o período triunfalista de João Paulo II, que a Igreja entrou numa decadência sem fim e sem cura… A mesma imprensa que tinha certeza de que, sem João Paulo II, os jovens não mais se reuniriam em tamanha multidão…

Que lições devemos tirar de tudo isto? Aquelas que tenho recordado constantemente neste Blog: os cristãos não devem nunca interpretar as coisas de Deus a partir dos critérios do mundo, particularmente aqueles da imprensa! Nossa visão tem que ser a partir do Alto, a partir da cruz e da ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo!

 

+Leia mais


Livro da Semana

AS SETE PALAVRAS DE CRISTO NA CRUZ

Os evangelistas registraram “Sete Palavras” que Jesus pronunciou na Cruz, antes de morrer. Bem guardadas no coração da Igreja, elas revelam um pouco o mistério profundo da Redenção da humanidade. Um Deus que se imola por amor à sua criatura!

Meditar sobre cada uma dessas Sete Palavras, sempre foi algo muito apreciado pela Igreja, em todos os tempos. Nas procissões do “Senhor morto”, na Sexta Feira Santa, o povo gosta desta meditação e nela experimenta o grande amor Daquele que nos amou sem limites. Dessa forma, a Igreja sempre prestou a seu divino Esposo e Redentor, silenciosamente, um culto de adoração e de honra.


Ficha Técnica
Editora: Cléofas
ISBN: 978-85-88158-29-0
Ano: 2008
Edição: 4
Número de páginas: 104
Idioma: Português (BR)
Acabamento: Brochura
Formato: 14x21 cm

 


* Caso não deseje mais receber a newsletter, entre em contato e escolha o assunto "Newsletter - REMOVER".
Lançamento



Os Dogmas da Fé

14x21 cm - 392 páginas


Shopping Cléofas



Para entender a inquisição
16x23 cm - 304 páginas



Orações de todos os tempos da Igreja
12x17 cm - 624 páginas



O que são as indulgências?
14x21 cm - 136 páginas


_______________________________

Fique atento à promoção:

Comprando os dois lançamentos do Prof. Felipe Aquino("Os Dogmas da Fé" e "Como fazer a vontade de Deus?") ganhe um livro de presente e frete grátis(via PAC)*

*Promoção válida até 31/08/11.

 

 


© 2011 - Editora Cléofas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.