31 de out de 2011

Halloween e a soltura dos demônios do inferno



Nossa Senhora em La Salette revelou que os demônios sairiam em grande número do inferno para atormentar o mundo.

Ela usou estas palavras:

"Lúcifer e um grande número de demônios serão soltos do inferno. Eles abolirão a fé pouco a pouco, até nas pessoas consagradas a Deus. Eles as cegarão de tal maneira que, salvo uma graça particular, adquirirão o espírito desses maus anjos. (...)

"Os maus livros abundarão sobre a Terra, e os espíritos das trevas espalharão por toda parte um relaxamento universal em tudo o que se refere ao serviço de Deus... Existirão igrejas para cultuar esses espíritos". Veja esta profecia.

Um dos muitos sintomas de que isso está ocorrendo verifica-se na França. A seguinte matéria é um exemplo:


A festa do Halloween tem significados e efeitos satânicos, na França pelo menos.

Os profanadores de túmulos e lugares sagrados preferem essa data e as da fundação da Igreja de Satanás nos EUA, do Ano novo satanista, do aniversário de Adolfo Hitler e dos solstícios e equinócios (festas neo-pagãs comemoradas pela Nova Era), para seus crimes.

Túmulos profanados na cidade de Havre, França
Os jovens são os mais seduzidos para esses crimes inciáticos. Em geral, 50% desses atentados satanistas acontecem no weekend, praticados por minores de idade.

O resultado é que cada dois dias acontece uma grave profanação de símbolos públicos católicos na França, denunciou o diário parisiense “Le Figaro”. 

Cruzes derrubadas e sujadas com símbolos nazistas num santuário dedicado à Nossa Senhora em Saint-Loup (Jura), túmulos e capela do cemitério de Hénin-Beaumont (Pas-de-Calais) vandalizados, estátuas arrancadas na igreja de Saint-Géry em Valenciennes (Norte), candelabros escangalhados e Via Crucis do século XIII incendiado em Saint-Pierre de Pouan-les-Vallées (Aube), são alguns dos mais recentes exemplos.

Desde 2005 um local sagrado católico é profanado cada dois dias em quase todo o território nacional. Em 2009 houve 184 desses ataques sacrílegos na França, apenas 19 a mais que em 2008.

Em 18 de julho deste ano, os vândalos conceberam um mórbido “rodeio” na nave da igreja medieval de Échillais, perto de La Rochelle, onde eles deitaram um crucifixo do século XVII no centro e que acabou desfigurado.

Após que em junho de 2005 um grupo de homossexuais encenou uma paródia de casamento na catedral Notre Dame de Paris, fundou-se o comitê Indignations que visa precisamente denunciar esta onda de anti-cristianismo.

Culinária da Semana: Torta de Doce de Leite

Creme

250g de chocolate branco derretido

½ lata de creme de leite

½ xícara (chá) de nozes picadas


Massa

100g de biscoito doce triturado (½ pacote)

100g de doce de leite (leite condensado cozido por 40 minutos na pressão)

Cobertura

1 ½ colheres (sopa) de açúcar

½ xícara (chá) de chocolate em pó

2 colheres (sopa) de leite

½ colher (sopa) de manteiga

MODO DE PREPARO

Creme

Numa tigela misture o chocolate branco derretido com a lata de creme de leite e as nozes picadas até formar uma mistura homogênea. Reserve.

Massa

Coloque numa outra tigela o biscoito maisena triturado e o doce de leite (leite condensado cozido por 40 minutos na pressão) e misture bem até formar uma massa homogênea.

Forre o fundo de uma forma de fundo falso (16 cm de diâmetro) com a massa de biscoito (feita acima), faça uma camada com o creme de chocolate branco e leve a torta para gelar por aproximadamente 1 hora.

Cobertura

Numa panela coloque o açúcar, chocolate em pó, leite e a manteiga e leve ao fogo médio, mexendo sempre até soltar da panela (10 minutos), retire do fogo e deixe esfriar.

Retire a torta da geladeira, cubra com a mistura de chocolate e leve novamente para gelar por mais ou menos 1 hora. Desenforme e sirva em seguida.

Fonte: Site Mais Você / Foto: Daniela Meira

30 de out de 2011

Comunidade de Aliança GeRuah

CARISMA
Somos pessoas chamadas a uma vida profunda com Deus e um ardente desejo missionário. Somos um grupo que se sente chamado a uma vocação, por isso nos chamamos no que a Igreja hoje intitula ‘comunidades novas’.

A comunidade nasceu do desejo de um compromisso sério de uma verdadeira vida em Deus e de uma evangelização eficaz, levando as pessoas, em especial, os jovens a uma formação cristã católica eficiente, fiel e profética. Nos damos hoje mais diretamente com a juventude promovendo todo tipo de meios para arrebanhar, cuidar, formar e enviar os jovens para Deus. Somos uma comunidade de aliança com objetivos e deveres a cumprir diante de Deus, da Igreja e da própria comunidade; com missão, identidade, espiritualidade e carisma próprios.

SIGNIFICADO

Ger (hebraico): Peregrino, estrangeiro; Ruah: Espírito (Espírito Santo) Então significa: Peregrino no Espírito... "O vento sopra onde quer, você não sabe de onde vem, nem para onde vai... assim acontece com aquele que nasceu no Espírito"... (Jo3,8)

MISSÃO

"Uma voz clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas." Lc 3,4 Somos chamados a ser essa voz profética no meio do mundo a apontar Jesus, anunciar o Senhor, a apontar o Cordeiro de Deus, a levar as pessoas a Jesus e a prepará-las para acolhê-lo no coração e a seguí-lo na vida. Como João Batista, preparar discípulos para o Senhor arrebanhando almas, cuidando, formando e enviando-as em missão no seguimento de Jesus.

IDENTIDADE

Somos uma família... solteiros e casados, jovens e adultos. Juntos queremos consagrar nossa vida a Deus segundo o estado de vida de cada um; vivendo para a Igreja e nos lançando através de nossa vocação comunitária ao chamado de anunciar Jesus Cristo, no Espírito Santo, formando o povo de Deus para serem seus discípulos na caminhada à espera de nosso encontro com Ele.

Fundador e Formador: Alessandro Silva

Contatos: aleger (Twitter) Alessandroger (Skype) Alessandro Silva (Facebook) geruah@gmail.com (Email)

Comunidade Santa Rita de Cássia Paróquia São José - Guarapari/ES

Fonte: http://www.missaocefas.org

29 de out de 2011

Sinais dos Tempos???

Nota do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz: reformar sistema financeiro internacional


Cidade do Vaticano (Rádio Vaticano) - O Pontifício Conselho da Justiça e da Paz publicou, nesta segunda-feira, uma nota sobre a reforma do sistema financeiro internacional, sugerindo a criação de uma autoridade pública mundial a serviço do bem comum.

O documento foi apresentado hoje na Sala de Imprensa da Santa Sé pelo presidente desse organismo vaticano, Cardeal Peter Kodwo Appiah Turkson.

"A criação de uma autoridade pública mundial, a serviço do bem comum é o único horizonte compatível com as novas realidades do nosso tempo" – lê-se na nota que oferece uma contribuição aos governantes e aos homens de boa vontade diante da atual crise econômica e financeira mundial.

Segundo o Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, "hoje está em jogo o bem comum da humanidade e o futuro", pois mais de um bilhão de pessoas vive com pouco mais de um dólar por dia, e aumentaram as desigualdades no mundo, gerando tensões e imponentes movimentos migratórios.

"Ninguém pode aceitar o desenvolvimento de alguns países em detrimento de outros. Se não colocarmos um fim às injustiças que afetam o mundo, os efeitos negativos no plano social, político e econômico irão criar um clima crescente de hostilidade e violência, até afetar as bases das instituições democráticas" – frisa o documento.
Segundo a nota, as causas da crise são provenientes de num liberalismo econômico sem regras e sem controles, e em três ideologias que têm um efeito devastador: utilitarismo, individualismo e tecnocracia.

Por um mercado a serviço da ética é necessário recuperar a primazia da ética e da política nas finanças, daí a proposta de "medidas de tributação das transações financeiras através de tarifas justas, para contribuir na criação de uma reserva mundial a fim de apoiar as economias dos países atingidos pela crise, e a reabilitação de seu sistema monetário e financeiro"; "formas de recapitalização dos bancos com fundos públicos condicionando o apoio a comportamentos virtuosos e finalizados a desenvolver a economia real". (MJ)



O que você acha?
Deixe seu comentário.


Fontes:


Vaticano


CNBB


Canção Nova

Comunidade Católica Shalom

Quem somos

Somos uma Comunidade Católica reconhecida pela Igreja como Associação Privada de Fiéis visando um futuro enquadramento canônico, no que hoje a Igreja chama "Comunidades Novas".

Servirmos a Igreja por meio de uma consagração de vida. Temos como fim último a evangelização e a formação de filhos de Deus. Somos chamados a ser, no interior da Igreja, discípulos e ministros da Paz; a acolher, viver e anunciar ao mundo a Paz que é o próprio Jesus (cf. Ef 2,14).

Origem

Nascida no meio dos jovens, a Comunidade surgiu de um ardente desejo de evangelizar os jovens mais afastados de Deus. Transformamos uma lanchonete em um meio de atração dos jovens a Deus. A Comunidade Católica Shalom é formada por homens e mulheres que se doam a Deus. Nestes vinte e um anos percebemos que somos uma Vocação no interior da Igreja. Vocação esta que pode ser vivenciada de duas formas que se complementam: a Comunidade de Vida e a Comunidade de Aliança.

Identidade

Somos uma Família! Celibatários, casais, sacerdotes, pessoas em discernimento do seu estado de vida, homens e mulheres, jovens e adultos. Todos unidos por uma consagração de vida, na pobreza, obediência e castidade, segundo o estado de vida que o Senhor nos chamar. O que nos une é o chamado que o Senhor nos fez para entregarmos nossas vidas a Ele vivendo, na contemplação e na unidade, do anúncio explícito de Jesus Cristo, a consumirmos nossas vidas em uma consagração na Igreja e para a Igreja. Somos um só povo a caminho da santidade, não por presunção, mas por vocação.

Nossa Vivência

Na Comunidade de Vida somos irmãos e irmãs que vivem em casas comunitárias masculinas e femininas com irmãos e irmãs de todo Brasil e alguns do exterior.

Nosso ritmo de vida começa com o despertar, às 6h30min, seguido pela faxina, que é uma divisão da limpeza da casa entre todos os irmãos. Cada irmão mantém uma parte da casa sempre limpa e assim a casa é mantida por todos! Temos às 7h15min, a Celebração Eucarística que é onde encontramos forças pra vivermos todo o nosso dia; após a Celebração Eucarística tomamos o nosso café da manhã em clima de silêncio, falando somente o necessário (para não nos dispersarmos da Voz de Deus para nós a cada dia), em seguida rezamos as laudes, ou os louvores, como uma forma de abrirmos o coração para a obra que o Senhor realizará em nós na nossa oração pessoal e no nosso momento de Lectio Divina que são de uma hora cada uma. No final de nossa manhã de oração temos um momento de formação que pode ser Formação especifica por tempo litúrgico, ou uma formação direcionada para a casa comunitária, momentos livres para a formação pessoal ou partilha de vida onde cada irmão partilha sobre os presente de Deus na sua vida durante aquela semana edificando assim a vida dos outros.

Na hora do almoço, 12h15min, já não mais em silêncio, temos uma oportunidade de convivência fraterna. À tarde, todos serviço ao Senhor no apostolado a nós confiado nos projetos e ministérios da obra. No fim da tarde, às 18h15min, temos um momento de oração comunitária onde o Senhor age poderosamente em nossas vidas pelo louvor e escuta da sua voz, 19h15min temos o jantar. Nossas noites são divididas entre: noites de convivência fraterna (em pequenos grupos por casas), apostolado e "Koinonia" (que quer dizer comunhão) que é um momento forte de Fraternidade entre os Irmãos das casas comunitárias e da Residência Comunitária.

Encerramos o nosso dia, às 22h30min, unidos a toda Igreja, fazendo a oração das Completas segundo a Liturgia das Horas e, de acordo com nosso Carisma, nos abrimos ao que o Senhor quiser suscitar para esta celebração. Assim nos recolhemos em clima de silêncio, nos preparando para o dia seguinte.

fonte: http://www.comshalom.org

28 de out de 2011

Comunidade Providencia Santíssima

Nosso carisma

É a comunhão para a missão: a Nova Evangelização.

Ser comunidade para ser missão na Igreja. São missionários do poder do Pai, chamados a devolver, no coração da humanidade, o lugar de Deus, formando uma família missionária a serviço das paróquias, obedientes aos bispos, em comunhão com o presbitério de cada Igreja particular.

Missão
É anunciar Jesus Cristo, como resposta e solução do Pai para os homens de todos os tempos, restaurando vidas a serviço do Reino de Deus, formando-as pelo anúncio de Jesus Cristo e da Igreja, fazendo novas todas as coisas (Is 61).

Sinal

A Comunidade Missionária Providência Santíssima tem como sinal o TAU (Ap 7,3). Seus membros são assinalados com o nome de Deus, pois Deus reivindica os eleitos, como propriedade intangível. Não serão poupados das provações, mas preservados de toda queda. Trazem em seu peito a cruz gloriosa do Senhor, por ser o TAU a mais antiga grafia em forma de cruz, e porque, na Bíblia, ela é usada como um ato de assinalar, significando lacrar, fechar dentro de um segredo, uma ação. Empenham-se em uma vida espiritual intensa, para continuar, na Igreja, a Obra Redentora de Cristo.

TAU

O TAU significa selo de Deus, estar sob seu domínio. É a garantia de ser reconhecido por Ele e ter a sua proteção. É segurança e redenção, é voltar-se para o divino sopro criador, que anima a vida como aspiração e inspiração. Esta cruz mostra para o mundo que são propriedade do Senhor e, como luzeiros, assumem ostentar a Palavra da Vida, no meio de uma geração perversa e pecadora.

Anel Terço

Seus membros trazem na mão esquerda, o anel terço, sinal da consagração filial ao Coração Imaculado de Maria, padroeira da Comunidade. São filhos do Coração Imaculado de Maria, onde foi gerado Jesus, o missionário do Pai. Maria é a mãe e estrela da evangelização, o modelo para eles, sua mestra (LG 8).

Candidatos

Os candidatos ao sacerdócio farão seus estudos e receberão a Ordem segundo as normas dos clérigos seculares. No momento do Rito de Admissão às Ordens Sagradas, farão o juramento de pertencer à Comunidade Missionária Providência Santíssima e exercer seus Ministérios de acordo com suas orientações. Com o Diaconato, encardinar-se-ão na Comunidade Missionária Providência Santíssima, erigida nos moldes canônicos de Sociedade de Vida Apostólica (Cân. 736 d 1).

Espiritualidade

A Comunidade Missionária Providência Santíssima tem sua espiritualidade no seguimento de Jesus Nosso Senhor e Salvador e é fundamentada na Providência Santíssima. Espiritualidade que brota de uma profunda dependência de Deus Pai, que a assiste em todas as necessidades e é expressa pela oração da Divina Providência. Essa oração alimenta a fé dos membros da Comunidade e os leva à esperança da assistência misericordiosa de Deus todo-poderoso. Com confiança filial, os membros da comunidade fazem a experiência do povo de Israel a caminho da terra prometida, seguindo na certeza da presença de Deus em seu meio, sendo amparados por Ele e tendo-O à frente.

Da oração individual

No silêncio da oração individual e pessoal os membros da Comunidade ouvem o apelo do Mestre, que os convida a renovarem, a cada dia, os seus compromissos batismais.

Da oração comunitária

"Onde duas ou mais pessoas estiverem reunidas em meu nome, eu estarei no meio delas" (Mt 18,20).
Os membros da Comunidade têm, na oração comunitária, uma riqueza incomparável que os leva à comunhão com o Senhor e com os irmãos.

Eucaristia

Sentados ao redor da mesa do Senhor, aprendem a ser de Deus, a amar e a servir aos irmãos, adquirindo força e coragem para a caminhada, rumo à páscoa definitiva. A participação na Eucaristia é o centro da sua espiritualidade, em que é alimentado e interiorizado o espírito comunitário, e o zelo pela unidade: "Pai, que todos sejam um” (Jo 17). A celebração da Eucaristia diária é sinal de unidade e vínculo de caridade, ápice da vida de oração.
Nela proclamam e presenciam o mistério pascal de Cristo e o celebram, até que Ele volte. Ao redor do altar de Deus, são formados segundo o coração de Cristo.

Liturgia das Horas

Celebram as Laudes, Vésperas e Completas, onde aprendem e rezam diariamente com a Igreja. "... é a voz da Igreja, ou de todo o Corpo Místico que louva a Deus publicamente..." (SC 99) Leitura diária da Palavra - A meditação e perscrutação da leitura diária da Bíblia são o sustentáculo e o alimento do amor do Divino Mestre, que os ensina e os capacita para a Missão.

Vivem a escuta da Palavra de Deus e ao sopro de seu Santo Espírito, atentos a seus apelos em si mesmos, nos acontecimentos e em todo o povo de Deus. Essa escuta os levará a descobrir os dons e carismas em favor da Igreja, na sua missão profética de anúncio (querigma) e serviço (diaconia).

Atos de piedade

Às quartas-feiras, farão jejum e penitência, pela própria santificação e pela santificação do povo de Deus. Às quintas-feiras, adoração ao Santíssimo Sacramento, durante todo o dia, quando rezarão pelos benfeitores da comunidade, pelo povo e com o povo, por todas as necessidades da Igreja. Às sextas-feiras, adoração noturna, quando rezarão por sua perseverança e pedirão vocações sacerdotais, religiosas, missionárias, rezarão também pela santificação e perseverança de toda a família missionária, pelo Papa e por todas as suas necessidades.

Do sacramento da Penitência

Por meio do Sacramento da Penitência restauram-se e se fortalecem os membros da Igreja, caídos no pecado, recupera-se o dom primário da metanóia ou da conversão ao Reino, já recebido no Batismo. Obtém-se da misericórdia de Deus o perdão das ofensas feitas a Ele, efetuando-se, ao mesmo tempo, a reconciliação com a Igreja, à qual ofendemos, todas as vezes que pecamos (DCL 1).

Da devoção Mariana

A Comunidade Missionária Providência Santíssima e sua Obra Missionária são consagradas ao Coração Imaculado de Maria, pois seus membros serão formados no coração da Mãe de Deus e nossa. "Por amor ao Coração Imaculado de Maria, dai-nos santos sacerdotes, missionários e missionárias, ó Jesus". Todos os dias, rezarão o terço em comunidade, proclamando o querigma e as maravilhas que Deus faz na vida de seu povo.

Fonte: http://www.providenciasantissima.com.br



27 de out de 2011

Comunidade Missionária Mariana

Somos uma Comunidade de Aliança chamada "Comunidade Missionária Mariana". Fundada por Hélio, co-fundadoras Solange e Liliane Nossa Missão: conquistar o mundo para Cristo por meio da Imaculada.

Carisma:

Ser o ícone de Nossa Senhora, imitar as suas virtudes, viver a Santa Escravidão de Amor, a buscar incansável pela vida Mariana e também a vida Eucarística, pois nem um Missionário Mariano pode deixar de ser Eucarístico, já que Nossa Senhora Foi uma Mulher Eucarística, sendo assim a primeira que comungou.

O principal do Nosso Carisma é a Vida Mariana e a Vida Eucarística; Nossos Patronos: Nossa Senhora das Graças, São Luís Maria Grignion de Montfort, São Padre Pio, São Maximiliano Maria Kolbe.

Nossa Missão

Defender a Igreja até derramar o nosso sangue, se for preciso; como diz Santa Catarina de Sena "se morro, morro pela Igreja" como diz São Pe. Pio "não é a Igreja que precisa de mim mais sou eu que preciso da Igreja".

Quem Somos

Mas quem serão esses servidores, esses escravos e filhos de Maria Santíssima? Serão ministros do Senhor ardendo em chamas abrasadoras, que lançarão por toda parte o fogo do divino amor.

Serão flechas agudas nas mãos de Maria toda poderosa, pronta a traspassar seus inimigos.
Serão filhos de Levi, bem purificados no fogo das grandes tribulações, e bem colados a Deus, que levarão o ouro do amor no coração, o incenso da oração no espírito, e a mirra da mortificação no corpo e que serão em toda parte para os pobres e os pequenos o bom odor de Jesus Cristo, e para os grandes, os ricos e os orgulhosos do mundo, um odor repugnante de morte.

Serão nuvens trovejantes esvoaçando pelo ar ao menor sopro do Espírito Santo, que, sem apegar-se a coisa alguma nem admirar-se de nada, nem preocupar-se, derramarão a chuva da palavra de Deus e da vida eterna. Trovejarão contra o pecado, e lançarão brados contra o mundo, fustigarão o demônio e seus asseclas, e, para a vida ou para a morte, transpassarão lado a lado, com a espada de dois gumes da palavra de Deus.

Serão verdadeiros apóstolos dos últimos tempos, e o Senhor das virtudes lhes dará a palavra e a força para fazer maravilhas e alcançar vitórias gloriosas sobre seus inimigos; dormirão sem ouro nem prata, e, o que é melhor, sem preocupações.

Sabemos, enfim, que serão verdadeiros discípulos de Jesus Cristo, andando nas pegadas de sua pobreza e humildade, do desprezo do mundo e caridade, ensinando o caminho estreito de Deus na pura verdade, conforme o santo Evangelho, e não pelas máximas do mundo, sem se preocupar nem fazer acepção de pessoa alguma, sem poupar, escutar ou temer nenhum mortal, por poderoso que seja. Terão na boca a espada de dois gumes da palavra de Deus; em seus ombros ostentarão o estandarte ensanguentando da cruz, na direita, o crucifixo, na esquerda o Rosário, no coração os nomes sagrados de Jesus e de Maria, e, em toda a sua conduta, a modéstia e a mortificação de Jesus Cristo.

Eis os grandes homens que hão de vir, suscitados por Maria Santíssima, em obediência às ordens do Altíssimo, para que o seu império se estenda sobre o império dos ímpios (Tvd. n. 56-59).

Para mais informações, pregações, entrar em contato:

Comunidade.Missionaria.Mariana@hotmail.com

Fonte: comunidademissionariamariana.blogspot.com

26 de out de 2011

Informativo Cléofas - 26/10/2011

Informativo Cléofas, 26 de outubro de 2011 - Ano VI - Número 192

Notícias do Site Cléofas

 

+Cura milagrosa de mexicana atribuída ao Beato João Paulo II será estudada

+Bebê de 14 dias aparece vivo entre escombros 46 horas depois de terremoto na Turquia

+Tribunal Europeu felicitado por proibir uso de embriões em pesquisas

+A morte de Kadafi "não é motivo para festejar" afirma núncio apostólico na Líbia

+   O Papa proclama 3 novos Santos para a Igreja

+  Homem queima bíblia na frente do Papa

+   Cardeal Cañizares explica impulso do Papa à renovação da liturgia

+   Papa destaca dimensão espiritual da obra social católica

+ CNBB promove II Encontro de Universitários Cristãos


Conheça também o documento da Igreja:

+ Nota Doutrinal sobre alguns aspectos da Evangelização

O programa Escola da Fé, é exibido toda quinta-feira às 20h40 na TV Canção Nova (Link)


Para Meditar...


Benção e Maldição

"Eis que estou convosco todos os dias até o fim do mundo" (Mt 28,20).

QÉ impressionante notar como Deus sempre exigiu do povo escolhido, consagrado a Iahweh (Dt 7,6; 14,2-21), a observância das Suas Leis, para que este povo fosse sempre feliz e abençoado. O Antigo Testamento mostra isso.

É no livro do Deuteronômio (Segunda Lei) que essa exigência é mais explícita. Ao povo libertado da escravidão do Egito, Deus manda através de Moisés:

"Observareis os mandamentos de Iahweh vosso Deus tais como vo-los prescrevo" (Dt 4,2).

"Iahweh é o único Deus... Observa os seus estatutos e seus mandamentos que eu hoje te ordeno, para que tudo corra bem a ti e aos teus filhos depois de ti, para que prolongues teus dias sobre a terra que Iahweh teu Deus te dará, para todo o sempre" (Dt 14,40).

É interessante notar também como Deus tem um grande ciúme do seu povo, e não aceita que este deixe de cumprir suas Leis para adorar os deuses pagãos.
(...)

+Leia mais



Pergunte e Responderemos

O que é a Teologia da Libertação?


Em face da condenação de um livro de Jon Sobrinho, um dos teólogos líderes da teologia da libertação, pela Sagrada Congregação da Doutrina da Fé, do Vaticano, a discussão sobre esta teologia voltou a campo.

Um grupo de teólogos desta linha acaba de publicar um livro contestando a ação do Vaticano e do Papa. São eles: Marcelo Barros, Leonardo Boff, Teófilo Cabestrero, Oscar Campana, Víctor Codina, José Comblin , Confer de Nicaragua, Lee Cormie, Eduardo de la Serna, José Estermann, Benedito Ferraro, Eduardo Frades, Luis Arturo Garcia Dávalos, Ivone Gebara, Eduardo Hoornaert, Diego IrarrázavaI, Jung Mo Sung, Paul Kmitter, João Batista Libânio, María y José Ignacio López Vigil, Carlos Mesters, Ricardo Renshaw, Jean Richard, Pablo Richard, Luis Rivera Págan, José Sánchez, Stefan Silber, Ezequiel Silva, Afonso Mª Ligório Soares, José Sols, Paulo Suess, Luiz Carlos Susin, Faustino Teixeira, Tissa Balasuriya, e José María Vigil.
A Associação Ecumênica de Teólogos/as do Terceiro Mundo  Mundo publicou o livro "Bajar de la cruz a los pobres: cristología de la liberación".
 
Muitos perguntam, o que é afinal, esta teologia da libertação? Vou responder esta pergunta com a resposta que deu a ela a autoridade da Igreja Católica; o Cardeal Joseph Ratzinger
(...)

 

+Leia mais


 

Blog do Prof. Felipe Aquino

O Pecado da Preguiça

O trabalho não é uma penalidade, mas uma colaboração

Após o pecado ter entrado na nossa história, Deus impôs ao homem “a lei severa e redentora do trabalho”, como disse Paulo VI. “Comerás o teu pão com o suor do teu rosto, até que voltes à terra de que foste tirado” (Gn 3,19).
A partir da tragédia do pecado original, o trabalho passou a ser um veículo redentor para o homem, além de ser o meio pelo qual ele é chamado a ser cooperador de Deus na obra da construção do mundo.

Michel Quoist disse que “o trabalho não é uma punição, mas uma honra que Deus concede aos homens. O Pai não quis acabar sozinho a criação, por isso convida sua criatura a colaborar com Ele”.

O Senhor derrama Sua graça sobre aquele que trabalha com diligência. Este caminha para a perfeição. Não foi sem razão que Confúcio disse certa vez: “Deus colocou o trabalho como sentinela da virtude”.

O trabalho traz para o homem uma misteriosa e agradável recompensa que ninguém e nada pode tirar. O trabalho sério imprime na própria matéria o espírito, e isto glorifica o Criador. Se com humildade oferecemos a Ele o nosso trabalho, este adquire um valor eterno. Assim, o temporal se transforma em eterno; e esta é a grande recompensa do trabalhador.
Esta reflexão nos deixa entrever todo o mal da preguiça. Nenhum bem valioso e nenhuma virtude autêntica podem ser conquistadas sem o trabalho diligente e paciente.(...)

 

+Leia mais


Livro da Semana

FAMÍLIA, SANTUÁRIO DA VIDA

-  Vida Conjugal e Educação dos Filhos  -



A família é o “Santuário da Vida”, como disse o Papa João Paulo II, na Carta às Famílias (n. 11).

Após o seu livro “Sereis uma só carne”, que já ajudou a tantos casais a reencontrarem o sentido da vida conjugal, o prof. Felipe Aquino, pregador de Retiros de Aprofundamento para Casais, em todo o país, apresenta agora um estudo profundo sobre a realidade da família no mundo moderno, com as ameaças que tem sofrido de todos os lados.

Toda esta reflexão e estudo está baseada rigorosamente nos ensinamentos da Igreja — “coluna e sustentáculo da verdade” (1 Tm 3,15) — de acordo com o Sagrado Magistério, com as Sagradas Escrituras e com a Sagrada Tradição.

Aqui são enfocados, tanto a vida conjugal (namoro, harmonia conjugal e sexual, diferenças pessoais e demais problemas do casal), bem como os aspectos da educação dos filhos, em face dos graves males que atingem os jovens, fruto da desagregação moral e familiar: violência, drogas, tentativas de suicídio, músicas alienantes, bebidas, ociosidade…

É apresentado ainda um estudo das causas que podem levar a Igreja a reconhecer a nulidade de um matrimônio, segundo as normas do Código de Direito Canônico.


Ficha Técnica
Editora: Cléofas
ISBN: 978-85-88158-59-7
Ano: 2011
Edição: 19
Número de páginas: 232
Idioma: Português (BR)
Acabamento: Brochura

 

 


 


* Caso não deseje mais receber a newsletter, entre em contato e escolha o assunto "Newsletter - REMOVER".
Lançamentos



Por que confessar? Como confessar?

11x18 cm - 88 páginas

Como preparar-se bem para comungar
11x18 cm - 136 páginas



Shopping Cléofas



O Socorro de Deus para as aflições da alma
14x21 cm - 176 páginas



Credo do povo de Deus
11x18 cm - 96páginas


Como fazer a vontade de Deus?
14x21 cm - 240 páginas


_______________________________

 

 


© 2011 - Editora Cléofas

Comunidade Católica Missionária Crux Sacra

Somos uma Comunidade Católica Missionária de leigos consagrados, que reúne homens e mulheres (solteiros e casados) com o propósito de responder a um chamado de Deus. Nosso carisma consiste em “Anunciar o Amor Libertador de Jesus Cristo Crucificado”. Abrangemos duas realidades de vida, associadas à mesma vocação, espiritualidade e missão: o elo de vida e o de aliança.


ELO DE VIDA: Membros que vivem nas casas de missão da Comunidade, dedicando suas vidas exclusivamente à evangelização. Não possuem um trabalho remunerado e, portanto, sobrevivem de doações.


ELO DE ALIANÇA: Pessoas que partilham da mesma realidade de vida comunitária, mas que não residem nas casas de missão. Assim, além de transmitir esse carisma no seu convívio familiar e social, elas também participam das missões e ajudam no sustento dos membros do elo de vida.

HISTORIA DE FUNDAÇÃO

No ano de 1999 em Itambé-PE, no dia 02 de fevereiro, no bairro do Maracujá, foi inaugurada pela Comunidade Missionária uma casa de missão com o nome Comunidade Missionária dos Filhos de Maria para evangelização nesse bairro. Os que iniciaram foram Leonaldo Cordeiro e sua esposa Maria Luiza,com o auxilio de 3 jovens dentre elas Josinete de Souza dando início a esta missão dentro da Comunidade Missionária. Estes foram convidados pelo responsável e orientador espiritual desta Comunidade, Monsenhor Orlando com o apoio do pároco local Padre José Carvalho com o objetivo de evangelizar os católicos não praticantes chamando-os a vivenciarem a sua religião com participação ativa na Igreja.

Esta missão paroquial teve a duração de 5 anos chegando ao fim após uma conversa dos que estavam a frente desta missão paroquial com o responsável e orientador desta Comunidade e em seguida com o Bispo diocesano Dom Jorge Tobias de Freitas, ao qual chegando a conclusão decidiu que a partir daquele momento não iríamos mas pertencer a Comunidade Missionária dos Filhos de Maria mas iniciássemos uma nova realidade de vida comunitária conforme estava em nossos corações.

A partir deste dia 11 de junho de 2004 surge uma nova historia e a fundação da Comunidade que fica com o nome temporário de Filhos de Maria até chegar o definitivo no ano de 2008. Comunidade Católica Missionária Crux Sacra, tendo como fundador Leonaldo Cordeiro da Silva e co-fundadoras Maria Luiza Gomes Fernandes Cordeiro sua esposa e Josinete de Souza Alves.

Tivemos a doação da casa a mesma onde era realizada a missão paroquial em Itambé doada pelo Padre José Carvalho, nosso orientador espiritual.

Assumimos a realidade de começar uma nova Comunidade um novo estilo de vida dentro de um carisma próprio que Deus suscitou. “Anunciar o amor libertador de Jesus Cristo Crucificado”.

Com esta inspiração Deus foi confirmando, mostrando como devíamos viver. Surgem as regras de vida, vocações, novos meios de evangelização, casas de missão em outras paróquias, projetos sociais, novas formas de poder expressar o que somos para ajudar a resgatar os filhos de Deus dispersos a pratica da fé assumindo em suas vidas o amor libertador de Cristo crucificado.

Leonaldo Cordeiro

ESPECIAL: MÊS DAS MISSÕES

"O mês de Outubro é importante para nós, Comunidade Crux Sacra, em virtude do chamado que Deus nos fez: o de “Anunciar o Amor Libertador de Jesus Cristo Crucificado”. Além disso, o fato de termos, neste mês, as figuras de Santa Terezinha (padroeira das missões) e São Francisco de Assis – que são baluartes de nossa Comunidade – aumenta, em nós, como missionários que somos, esse desejo ardente de anunciar a Palavra de Deus. Por essa razão, durante todo esse mês, a Comunidade intensifica suas atividades de evangelização em todas as casas de missão. Assim, em comunhão com a Igreja (com a Diocese de Nazaré, mais especificamente), nós também assumimos o chamado do Senhor, abraçando – nesse ideal missionário – a causa de anunciar a pessoa de Jesus Cristo (Caminho, Verdade e Vida) a todos os povos, como bem diz a Palavra: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura”" (Mc 16, 15).

Fonte: http://comcruxsacraquemsomos.blogspot.com/

25 de out de 2011

Comunidade Bethânia

Carisma: Segundo a tradição cristã, com base na Sagrada Escritura, em Bethânia moravam os grandes amigos de Jesus: Lázaro, Marta e Maria (cf. Lc 10,38; Jo 11,1ss). Era o Recanto de Jesus, o lugar onde encontrava descanso, repouso, carinho e amizade profunda e verdadeira. Bethânia é o lugar que sabia acolher Jesus.

A Comunidade procura ver Jesus Cristo em cada jovem e adolescente drogado, prostituído, doente e que perdeu o sentido de sua vida. Procura ser sinal da vida plena que é Jesus para todos aqueles que perderam o sentido da vida.

Quem somos

Todo nosso carisma e toda a inspiração para o nosso trabalho podem ser assim sintetizados: acolher cada um como ao próprio Cristo!

Bethânia precisa continuar sendo o Recanto de Jesus. Daí a necessidade de se optar por valores que ajudem o ser humano no seu processo de personalização e libertação. Para isso precisamos ser fiéis a Jesus Cristo. Cada dependente químico, cada menor, cada soropositivo e cada prostituído (a) que acolhemos, é o próprio Cristo que vem até nós. Enquanto não enxergarmos, no rosto machucado e ferido de cada um o rosto do próprio Cristo, então não estaremos sendo Bethânia. E este é o nosso grande desafio: além de morarmos em Bethânia e trabalharmos por Bethânia, precisamos, urgentemente, transformar-nos em Bethânia!

Cada um que vem até nós, além de encontrar um lugar em nossa casa, precisa, principalmente, encontrar um lugar em nosso coração! Isto é SER Bethânia! Isto é transformar-se em Bethânia.

Assim como em Bethânia, em nossos recantos Jesus terá sempre um lugar preparado para ser acolhido, amado e cuidado.

A exemplo de Marta, queremos servir aos irmãos como ao próprio Cristo. Com que prontidão e carinho Marta se punha ao encontro de Jesus para recebê-lo em sua casa! No entanto, o próprio Cristo nos adverte a não nos inquietarmos a não ser por aquilo que é essencial.

Como Maria, queremos estar sempre sentados aos pés do Mestre e lavar-lhe os pés com o perfume da oração e do amor. Para não corrermos o risco de cairmos no ativismo infrutífero, precisamos acolher Jesus em nosso coração. Quem quer viver o carisma do acolhimento precisa ter um tempo privilegiado, diário, de contato íntimo e pessoal com Jesus Cristo no Sacrário. Ninguém saberá acolher verdadeiramente o Cristo que vive no outro, se não aprender a acolher o silêncio profético de Cristo sacramentado na Eucaristia.

Olhando para Lázaro, queremos ajudar a tirar as pedras dos túmulos da droga, da prostituição, da marginalização e do abandono. Mas isso será sempre consequência do acolhimento. A recuperação que almejamos é fruto do acolhimento que praticamos.

Aqui está a essência de nosso Carisma. Bethânia não nasceu para ser simplesmente um centro de recuperação de dependentes químicos e soropositivos. Reconhecemos que existem muitas outras instituições, com muito mais experiência do que nós e que fazem este trabalho de forma maravilhosa. Bethânia nasceu para ser especialista em acolhimento. Portanto, a palavra forte de nosso carisma não é recuperar e sim acolher.

Acolher significa hospedar, agasalhar, abrigar, amparar, dar atenção, dar refúgio, receber bem, atender prontamente, dar créditos a alguém, admitir, tomar em consideração. Cada termo desta definição precisa ter importância fundamental para todos nós.

Acolher

Abrir espaço em nosso coração para que o outro encontre aí o seu refúgio, especialmente nos momentos mais difíceis... Mas, para chegarmos ao nível do acolhimento bíblico é preciso entrar na dinâmica do Espírito. Jesus nos apresenta o Espírito Santo como Consolador e Paráclito. Consolar significa colocar no colo! E na dinâmica do Espírito Santo Paráclito, precisamos aprender a defender cada irmão de tudo aquilo que o aprisiona e marginaliza.

Hospedar

Arrumar um lugar de aconchego para aquele que vem até nós. Quando recebemos uma visita importante, procuramos dar o melhor que temos para que a pessoa se sinta bem entre nós. Para hospedar Jesus que vem até nós é preciso oferecer-lhe o melhor espaço de nosso coração, de nosso tempo e de nossa vida.

Agasalhar

Proteger do frio e da chuva. Quantos chegam até nós, desprotegidos dos cuidados mais fundamentais que um ser humano precisa? Agasalhar é aquecer! Somente o calor do nosso abraço e do nosso carinho pode curar o coração magoado, frio e sem vida que tantas e tantas vezes chegam até nós.

Abrigar

Achar um lugar para que o outro encontre segurança. Na tempestade das drogas, do alcoolismo, da marginalização, a pessoa vai se desumanizando. Bethânia precisa ser um lugar de abrigo para cada um destes corações desprotegidos que nos chegam.

Amparar

Amparar é defender e socorrer o outro em primeiro lugar dentro de nosso coração e de nossa vida.

Dar atenção

Tornar o outro o centro de nossa vida. Também por isso, em Bethânia vivemos da providência de Deus. Nossa única preocupação precisa ser o acolhimento ao irmão. Deus cuida de nós para que aprendamos a cuidar dos outros. Deus não nos deixa faltar nada para que aprendamos a não deixar faltar nada ao irmão. Nosso voto de pobreza nos conduz ao acolhimento fraterno. No corre-corre da vida as pessoas não tem tempo para os outros. Esta também é uma das grandes causas da dependência química. Dar atenção é tender ao outro. O que significa tender? Tender é voltar-se, inclinar-se, dobrar-se na direção do outro. O outro passa a ser o grande centro de referência de nossa vida.

Dar Refúgio

Proteger nossos irmãos, nossos filhos e filhas de tudo aquilo que os afastem de Deus, de uma vida saudável e segura. Na Bíblia existiam as cidades-refúgio. Eram lugares protegidos para amparar e acolher perseguidos ou até mesmo criminosos. Ali dentro ninguém poderia atacá-los. Bethânia precisa ser um grande refúgio para os ataques contínuos e constantes sofridos por nossos irmãos menores.

Receber bem

Esta precisa ser a grande marca de nossa casa e de nosso coração. Receber bem é fazer o outro sentir-se importante. Nossa consagração, nossa casa, nossos trabalhos, nossos benfeitores e tudo o que somos e temos, existe em função do acolhimento. E isto exige de nós uma conversão constante.

Atender prontamente

Voltar-se às necessidades do outro. É cativar! Cativar é agasalhar o outro em nosso coração.

Dar créditos a alguém

A maioria dos que chegam até nós são desacreditados até mesmo pelos próprios familiares e pela sociedade. Como a mentira é parte integrante do mundo da marginalização, ninguém acredita em dependentes químicos. E isso vai fazendo com que eles acabem criando também uma auto-imagem muito negativa. Como vivem em constantes conflitos familiares e sociais, acabam acreditando que não são gente, não são pessoas. Dar créditos a alguém é fazer com que se sinta valorizado novamente. Não precisamos ter medo de sermos enganados. O bem que fazemos nunca é em vão.

Admitir

Tornar o outro participante de nossa vida. As empresas sempre demitem os funcionários que não são bons. Na pedagogia de Jesus o bom pastor é aquele que vai atrás da ovelha perdida e para isso é capaz de deixar de lado as 99 ovelhas sadias. No Evangelho não existe pessoa ruim. Existe pessoa que não foi suficientemente amada. O amor é a única força capaz de mudar as pessoas.

Tomar em consideração

É o grande resumo de todos os termos anteriores. Quem merece consideração? No Evangelho os últimos é que são os primeiros! Por isso mesmo, Jesus tem coragem de ir contra a sociedade do seu tempo. Pecadores, prostituídos, doentes, abandonados, crianças, leprosos, samaritanos e os marginalizados em geral são os prediletos de Jesus. Estes também precisam ser os prediletos em nosso coração e em nossa vida.

Acolher

Segundo o carisma Bethânia, acolher significa abrir um espaço em nosso coração para o outro. O coração é nosso, mas o nosso rosto pertence ao outro. Por isso a necessidade do abraço e do sorriso como partes integrantes de nosso carisma.

Queremos ser fiéis a Jesus Cristo, e isto pressupõe uma prática cristã nos conteúdos e nos métodos, no falar e no agir, no corrigir e no jeito de amar. Nunca podemos nos esquecer de que aqueles que nos são enviados estão com o rosto desfigurado pelas drogas e pela doença. Por isso mesmo, precisamos aprender a celebrar cada vitória, cada passo positivo, cada acerto. E, ao mesmo tempo, precisamos aprender a traduzir em gestos concretos o rosto misericordioso de Deus.

O carisma revelado a uma pessoa é sempre dado para toda a Igreja. Portanto, pode ser participado por todas as pessoas que se sentirem atraídas ou chamadas a viver o mesmo carisma. É importante que os seguidores de um carisma sejam fiéis à sua inspiração inicial. Contudo, todo o carisma é dinâmico, podendo e devendo adaptar-se às exigências de tempo, lugares e realidade do povo.

A vida e o trabalho da Comunidade Bethânia estão embasados em uma visão integral do ser humano. Olhamos para a pessoa na sua totalidade: física, psico-afetiva e espiritual. Na experiência com dependentes químicos constatamos que as drogas não afetam somente o físico, ou o psíquico. As drogas afetam o ser humano na sua totalidade. O mesmo acontece em relação ao portador do HIV. Não vemos a AIDS como uma doença que atinja somente o físico. Não se trata apenas de uma diminuição ou exclusão da capacidade de defesa do organismo, mas sim da pessoa como um todo.

Por isso vamos encontrar na espiritualidade bíblica e teológica, a partir da reflexão acerca da Bethânia de Jesus, os fundamentos para a ação concreta em nossa comunidade.

Se a dependência química e a AIDS atingem o ser humano na sua totalidade, todo trabalho nestas áreas precisa contemplar estas três dimensões. A escolha de Bethânia como nome da comunidade deve-se exatamente ao fato de encontrarmos aí a fundamentação bíblica para nossa ação nestas três dimensões.

Bethânia nos sugere cinco grandes motivos iluminadores de nossa ação e missão:

1. Bethânia: a casa que sabia acolher Jesus – Nosso carisma é acolher a cada um como ao próprio Cristo. Este é o primeiro passo para a vida na comunidade.

2. Bethânia: lugar da ressurreição de Lázaro – Queremos, como Jesus, gritar aos “lázaros” que estão presos nos sepulcros das drogas, do álcool, da prostituição, da violência e de toda espécie de contaminação: Vem para Fora! Vem para a vida!

3. Bethânia, lugar do trabalho e da restauração física - com Marta percebemos a necessidade do trabalho como modo de transformar o mundo e de se transformar.

4. Bethânia, convite para o verdadeiro encontro com Deus - Dimensão Espiritual: com Maria queremos aprender a nos sentar aos pés do Mestre. Espiritualidade é aprender a viver segundo o Espírito, é aprender a viver como Jesus viveu.

5. Bethânia, lugar de vivência e expressão da amizade verdadeira - Dimensão Afetiva e Psíquica: Jesus chora por causa de Lázaro. Ele não tem medo de demonstrar para seus discípulos e para todos os judeus que estavam presentes, que ele amava profundamente aquele amigo. Por ele é capaz de chorar. A cura interior (psíquica, afetiva, emocional...) é decorrência de relacionamentos sadios e curadores, segundo o jeito de se relacionar do próprio Jesus de Nazaré.

Fonte: www.bethania.com.br e wiki.cancaonova.com

24 de out de 2011

Apelo missionário

A missão cristã precisa ser compreendida como uma ação permanente da Santíssima Trindade em favor dos homens de todos os tempos. Cristo é o enviado do Pai para anunciar à humanidade a salvação realizada por Ele mediante o sacrifício cruento do Calvário. A Igreja por Ele estabelecida é a continuadora da sua missão, sob a luz da ação eficaz do Espírito Santo que não conhece limites e nem barreiras de tempo e espaço. A salvação consiste na renúncia ao pecado pela fé e a adesão sem reserva ao Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

“A Igreja existe para evangelizar”. Ela é a voz de Cristo no deserto da história. Sua atividade missionária atende ao imperativo d’Ele: “Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-as a observar tudo quanto vos ordenei. E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos”(Mt. 28, 19-20). Portanto, “Evangelizar é ter Jesus no coração e levar Jesus ao coração dos irmãos” (Madre Teresa de Calcutá)

O missionário ou evangelizador anuncia Cristo ressuscitado e não a si mesmo. Há em nossos dias uma tentação nos meios cristãos de certas pessoas, com disponibilidade de mídia e aparatos tecnológicos avantajados, anunciarem a si mesmas. Fico com “um pé atrás” quando vejo missionários e anunciadores que buscam a fama e não esconde o apego ao dinheiro e a mordomias. Não foi essa a prática missionária e evangelizadora do Senhor Jesus que, na simplicidade e total entrega, anunciou unicamente o Reino aos pobres e aos humildes.

A verdadeira missão brota dos corações configurados ao Cristo. O missionário que realiza sua missão com objetividade não busca fama e bens materiais, mas unicamente a salvação das almas. É edificante anunciar o Cristo pobre, obediente e casto e vivermos a pobreza, a obediência e pureza d’Ele. Basta folhear as páginas da história inicial da Igreja para depararmos com a radicalidade de homens e mulheres, jovens e adultos que deram seu sangue em favor da missão. Missão cristã é isso: dar a vida por Jesus. Enfim, é deixar-se conduzir pela dinâmica do discipulado: ouvir, falar, agir e caminhar com o Mestre Jesus.

“As palavras comovem, mas são os exemplos que arrebatam” (São Francisco de Assis). A missão cristã dará verdadeiros frutos de conversão e profunda adesão ao Evangelho se for feita por pessoas de convicção e que amam a Deus e a Igreja. Como pessoas batizadas, somos chamados ao empenho missionários do anúncio com entusiasmo e dedicação. Esta obra não comporta a preguiça e a moleza. A boa colheita na seara da missão depende de corações convertidos, abrasados pelo fogo do Espírito Santo e profundamente íntimos de Deus pela oração. Na base da eficácia missionária está a prática inconteste da oração. Jesus sempre orava antes de agir.

O Mês Missionário, sempre recordado pelo Santo Padre como tempo importante para nosso despertar para a ação, é uma oportunidade para intercedermos pela missão e pelos missionários em todos os cantos da terra. Por que não praticarmos o anúncio do Evangelho de casa em casa, nas escolas, nos ambientes culturais e sociais? Por que não usarmos a internet, nossos espaços de relacionamentos virtuais para evangelizar e levar a mensagem de Nosso Senhor a tantas pessoas sem Deus e carentes de horizontes e esperança?

“Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e sempre” (Hb 3,8). A mensagem dele, o Evangelho, não está separada dele. O apelo missionário de Jesus Cristo continua, pois perpassa as culturas e os povos, tempos e momentos, sem jamais perder sua eficácia. Sejamos discípulos e missionários desta Boa Nova que nos salva e aos povos leva paz e à concórdia. Maria, Mãe Missionária, que nos trouxe o autor da missão, rogai por nós!

Autor do Texto: Dom Adair José Guimarães

Missão CEFAS e Comunidades Missionárias

Nesta última semana do mês missionário, acompanhe aqui no nosso blog algumas Comunidades Missionárias ao longo do Brasil, que vivem a entrega diária do ser missionário, do ser Igreja, do ser testemunho constante através do servir a Jesus Cristo!

Culinária da Semana: Espuma de coco

Preparo: Demorado (acima de 45 minutos)
Rendimento: 10 porções
Dificuldade: Fácil
Categoria: Musse
Calorias: 270 por porção




Ingredientes

. 2 envelopes de gelatina em pó sem sabor
. 1/2 xícara (chá) de água
. 4 colheres (sopa) de amido de milho
. 1 1/4 de xícara (chá) de leite desnatado
. 1 vidro de leite de coco light
. 2 colheres (sopa) de adoçante culinário
. 3/4 de xícara (chá) de coco ralado
. 4 claras em neve
Modo de preparo

Hidrate a gelatina na água fria e leve ao banho-maria para derreter. Reserve. Dissolva o amido no leite e junte o leite de coco e o adoçante. Leve ao fogo e mexa até começar a engrossar. Desligue, acrescente o coco ralado e misture bem. Deixe esfriar. Ponha na batedeira o creme de coco frio e adicione a gelatina. Bata bem até espumar. Retire da batedeira e junte as claras delicadamente. Despeje em uma forma úmida e leve à geladeira até ficar firme.

Dica:Sirva este doce com damasco. Leve ao fogo 100 g da fruta com 2 xícaras de água e 1 colher (sopa) de adoçante culinário. Cozinhe até dar o ponto.

Fonte Site: Mde Mulher Culinária
Foto: Mario Piroli

"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.